Fazenda desrespeita telespectador e vira solução para todos os males na Record

Numa demonstração de completo despreparo, a Record, na última sexta-feira, quando marcava 2 pontos de audiência às 15h50, interrompeu a exibição da série “Xena”, depois de 38 minutos no ar, para a entrada de um flash jornalístico sobre o acidente no shopping SP Market, em São Paulo.

Até aí, normal. Perfeitamente justificável, só que não voltaram mais com o restante da série.

Ou seja, fizeram de idiotas perfeitos os telespectadores dos sofríveis 2 pontos.
Imediatamente após o flash jornalístico, os telespectadores foram surpreendidos com uma entrada de “A Fazenda”, que agora já é a mais nova solução para todos os males de audiência da emissora, em seus mais diversos horários.

Por tudo isso, os números caem, o desespero aumenta e os anunciantes não vêem os seus comerciais exibidos em posições pré-determinadas.

Aliás, por falar em “A Fazenda”, nos bastidores já se considera como inevitáveis os problemas em relação à classificação etária do programa, principalmente pelas suas inúmeras entradas ao vivo durante o dia. É impossível contar com o inesperado, ao que é mostrado ou falado, mesmo que em algumas ocasiões cobertos com efeitos sonoros.
A Globo, por muito menos, teve o seu “Big Brother” reclassificado para 14 anos.

O que é aquilo?
Quando mais se reclama uma melhora no “Fantástico”, se assiste, como no programa de domingo, uma matéria como aquela do “Menina Fantástica” por mais de 15 minutos no ar.

Nada justificaria tanto tempo em nenhuma revista eletrônica do mundo, a não ser que exista um compromisso comercial por trás.

E era aquele o grande humorista ou a grande surpresa do final de semana? Certeza? É com ele, o francês Rémi Gaillard, que querem combater o “Pânico”? Então tá.              
 
Território livre 
Na Globo, o “Fantástico” possui carta branca para testar  novos quadros. Não existe, portanto, um período definido, uma programação, para que os lançamentos ocorram.
A prioridade é buscar alternativas para que o ibope do programa possa se distanciar dos concorrentes. Se está no caminho certo, aí já é outra questão. Parece que não. 
 
Feijão queimado
Em programa de TV, um cozinheiro de plantão até vá lá, pode ser bom. Mas dois sempre vai ser demais e este é o caso do “Hoje em Dia”, da Record.
Tem gente batendo panela. Há uma insatisfação que pode culminar com a saída de um deles.
 
Levantou a questão
 Nada mais elementar que a eliminação da bandeira Ana Paula Oliveira da “Fazenda” no domingo. Deu a lógica. Agora só tem o esportista Xuxa como estranho no ninho, num lugar onde todos os demais ou são atores, ou cantores ou qualquer outra atividade do mesmo gênero.

O anticorpo, neste primeiro momento, funciona. Depois, se pegam na frente.                                                                                    
 
Auditoria
 No encerramento de “A Fazenda”, domingo, que eliminou a bandeirinha, a Record mostrou o nome da empresa – Ernst Young -, como a empresa responsável pelo serviço de auditoria do programa.

Na edição passada, houve certa desconfiança em torno das eliminações, inclusive de participantes do próprio programa, que até hoje não aceitaram a vitória de Dado Dola-bella. Mas a Record informava que também ali havia uma empresa de auditoria, a PricewaterhouseCoopers. 
 
No sacrifício
 Daniele Suzuki não interrompeu, em nenhum momento, os seus trabalhos em “Viver a Vida”, mas já de alguns dias vem gravando as suas cenas na novela sem maior movimentação. Ou sentada ou parada em algum lugar.
Quebrou um dedo do pé e continua usando muletas.

Bate – Rebate
* As gravações da “Escolinha”, da Bandeirantes, estarão bem movimentadas nesta semana.
* Hoje, o humorístico recebe em seu estúdio a atriz e apresentadora russa Lola Melnick, que também ficará responsável por outro projeto da emissora, o “Decisiones”.
* E amanhã, destaque para a visita especial de Jorge Loredo, o Zé Bonitinho, devidamente autorizado pelo SBT.
* Jogão de bola na Gazeta hoje à tarde pela Liga dos Campeões. Barcelona e Inter de Milão, a partir das 17h30.
*  Na Record, dizem, o programa do Geraldo Luiz está garantido até o final do ano.
* Terá este tempo para mostrar condições de continuar.
* Ratinho, confirmado, será um dos convidados especiais nas gravações de hoje em “A Praça é Nossa”.
* “Tsunami”, produção do HBO, será exibida pela Bandeirantes nos dias 4 e 5 de janeiro, às 22h15.
*  Caco Rodrigues, ex-“Fantasia”, vai dirigir o “Jogo das Loiras”, no SBT.

C´est fini                                                                                                        
 Equipes da Record desembarcam em Brotas, no interior de São Paulo no dia 3.
É lá que terão início as externas do núcleo de esportes radicais da novela “Ribeirão do Tempo”, de Marcilio Moraes, substituta de “Poder Paralelo”.
Então é isso. Amanhã tem mais. Tchau!

Assuntos desta notícia


Join the Conversation