Política local 18/11/2009

“O PT nacional não pode se dar ao luxo de jogar pela janela um senador a mais em 2011”.

Deputado federal Fernando Melo (PT).

Ou bola ou burica
Ou a oposição desce do tamanco, cai na realidade e se une em torno do Márcio Bittar (PSDB), o único nome oposicionista com cacife para ficar com a segunda vaga do Senado, ou vai levar uma trolha da FPA, que não encontrará o caminho de casa, se insistir em brincar de candidaturas, com  Normando Sales (PSDB) e Sérgio Barros (PSDB), trio fraco politicamente.

Única porta
A segunda vaga do Senado (a primeira será do ex-governador Jorge Viana) é a única porta que resta para a oposição conseguir alguma vitória no campo majoritário, já que para o governo dificilmente o vencedor não será o Tião Viana (PT).

Não adianta esconder
É bobagem esconder fatos reais. Tião Bocalom (PSDB) ouviu sim da direção nacional, nas pessoas dos senadores Sérgio Guerra (PSDB) e Marisa Serrano (PSDB) que a prioridade para o partido não é candidatura ao governo, mas ao Senado.

Nome preferido
Não há mais como esconder que a executiva nacional tucana defende uma aliança pela qual o PMDB indicará o nome ao Governo e o PSDB o candidato ao Senado, com a preferência declarada pelo nome de Márcio Bittar (PSDB).

Anotem aí
Nem que para isso tenha que usar o dispositivo da Resolução que estabelece que as alianças regionais devem ser referendadas pela direção nacional.

Tendência natural
É sem base científica a tese de que com dois candidatos se teria segundo turno. E num segundo turno, quem apareceria como o mais votado seria o candidato Tião Viana (PT): a tendência no segundo turno é votar em quem liderou o primeiro turno.

Salvam-se os anéis
Claro que com Rodrigo Pinto (PMDB) como candidato único seria uma zebra de listras graúdas derrotar Tião Viana (PT), mas, em compensação, seria uma liderança jovem trabalhada para futuros embates.

Outra conversa
Já Jorge Viana, nem se discute, vai dar um banho de votos para o Senado.

Sinal caro
Um sinal claro que a direção nacional do PSDB trabalha pela unidade com o PMDB está no fato que foi cancelada a prévia eleitoral sobre o Senado, marcada para o próximo dia 28, que seria disputada por Normando Sales e Sérgio Barros.

Grampeado ao vivo
Normando Sales (PSDB) talvez não saiba: mas seu telefonema a um membro do PPS, sugerindo que o partido indicasse o vice de Wanderley Zaire (PP), foi ouvido por uma claque no “viva voz”, na varanda da casa da ex-prefeita Toinha Vieira (PSDB).

Nem dourado
Por conta disso, o ex-deputado José Vieira e a ex-prefeita Toinha Viei-ra não querem ver o Normando Sales nem pintado de ouro.

Pacote para Brasília
Este ato, inclusive, de infidelidade partidária, já é de conhecimento da executiva nacional tucana. Nesta Normando Sales dançou de tamanco na maionese. Telefone celular é um perigo, um perigo!

Vítima de clonagem
A presidente do PTB, Iolanda Lima, foi vítima de clonagem do seu cartão do Banco do Brasil. Levaram o que tinha na conta e ainda fizeram um empréstimo de 35 mil reais no seu nome. O banco, neste caso, ressarcirá todos os valores.

Para valer
Após entendimento com a presidente do PTB, Iolanda Lima, o ex-deputado federal João Tota (PTB) deverá vir na próxima semana na Capital para oficializar sua candidatura à Câmara Federal.

Barrado no ninho
O senador Geraldo Mesquita (PMDB) anda furioso com o presidente Tião Bocalom (PSDB). Acertou com a direção nacional a sua filiação entre os tucanos, veio ao Acre para o ato, mas, para sua decepção, seus dirigentes desligaram os telefones e sumiram.

Pá de cal
Com este ato, Tião Bocalom colocou uma pá de cal na sua relação com cúpula nacional do PSDB.

Caminho certo
O único caminho que resta ao deputado federal Henrique Afonso (PV) é sair como quer a comunidade evangélica, candidato ao Senado pelo PV, porque será perda de tempo tentar conseguir a indicação na FPA.

Campeão de votos
Com quem se conversa na Polícia Militar se ouve que o major Wherles Rocha (PPS) vai estourar de votos para deputado estadual na corporação. As punições sofridas por defender a tropa foram o adubo que sua candidatura precisava.

Anotem o nome
Em todas as eleições sempre aparece alguém se elegendo no quesito surpresa. Anotem este nome: vereador Zenil (PPS), candidato a deputado estadual, com reduto em Sena Madureira. 

Tudo azul
O pequeno colono Sebastião Cândido virou num passe de mágica um dos empreiteiros que mais ganha obras na zona rural da prefeitura de Brasiléia. Seu sucesso é tanto que já desfila num trator New-Holand azul da cor do céu.

Chic, perde!
E ainda se dá o luxo de guardar o novo mimo na garagem da fazenda do pecuarista Mario Gaia para evitar mau olhado.

Cuidado Bastião!
Bastião, Bastião, não deixe ser usado, porque não se fala outra coisa nas rodas políticas de Brasiléia! Parede tem ouvido!

Ninguém se elege
Só da FPA Brasiléia tem sete candidatos a deputado estadual: Delorgem Campos (PSB), Ma-noel Pretes (PMDB), Blandina (PP), Zico Bronzeado (PT), Astério Moreira (PRP), Lacerda (PCdoB) e Pacífico (PP). Nenhum se elegerá só com os votos do município.

Nova cara

A partir de hoje o jornal A GAZETA está com seu novo site no ar, num design moderno, leve e ágil de ser acessado. O leitor que optar pela versão digital poderá clicar agazetadoacre. com, que terá acesso ao conteúdo da edição, inclusive desta coluna. Isso vai permitir que também os internautas dos municípios do interior possam ler o jornal se conectando com o noticiário da Capital.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation