Política local 29/11/2009

“Deram um tiro no meu coração e acertaram a minha alma”.

Poeta Mauro Modesto, injustiçado na CPI da Pedofilia.

Capim rinchão
Foi uma verdadeira ópera-bufa comandada pelo secretário municipal de meio-ambiente da PMRB, Artur Leite, o embargo das obras do supermercado atacadista MARKO, com policiais munidos de metralhadoras, sob o pueril argumento de proteção ambiental de uma área onde só tinha “capim rinchão” (aquele que nem jumento come). Após a trapalhada veio a liberação.

 Falta de ação
O secretário Artur Leite tem que tomar as providências ambientais que achar necessárias no início de uma obra, não quando já está em andamento, que, inclusive, foi visitada pelo prefeito Angelim, e recebeu dele, elogios rasgados na imprensa.

Piada da semana
Depois que foi baleado e preso por policiais de Rondônia, aparece a cúpula da Secretaria de Segurança dizendo que já sabia onde o bandido, que furou o cerco policial na BR-364, após assalto ao BB de Feijó, estava escondido. Esta é a piada da semana.

Quase não sai
Sob argumento de estar em cima de um rio subterrâneo, por isso embargada a um bom tempo, enfim, acabou saindo a bela obra do PS do Segundo Distrito. Não fosse do governo, mas da iniciativa privada, até hoje estaria vetada.

Exemplo mais visível
O exemplo mais visível de como se impede o progresso, no Acre, está nas pedras ambientais colocadas pelos órgãos do governo no caminho da Álcool Verde, que até hoje, por isso, não produziu um litro do combustível.

Mentes pequenas
A cúpula tucana torceu a cara por o prefeito de Feijó, Dindim (PSDB), ter conversado com o senador Tião Viana (PT), na busca de uma parceria pelo desenvolvimento do município. Tucanos de mentes pequenas!.

Guru político
O guru político do prefeito Dindim (PSDB) é o deputado federal Ilderley Cordeiro (PPS), oposição na capa, mas, FPA no recheio.

Catando milho
O prefeito Dindim (PSDB) é esperto: conseguiu R$ 1 milhão de emendas do deputado federal Flaviano Melo (PMDB) e R$ 500 mil do deputado federal Fernando Melo (PT).

Alguém entende?
Por onde passa o deputado Luiz Tchê (PDT), da base da FPA, defende que o vice de Rodrigo Pinto (PMDB) ao governo seja o deputado N.Lima (DEM). Alguém entende a charada?.

Piada escatológica
Ontem, numa barbearia da cidade um gaiato comentava que o governo abusou do lacto-purga. Chamado a se explicar, justificou: é que pela sua propaganda na televisão já obrou 106 vezes nos últimos dias. Que pia-da mais escatológica!.

O restante é bucha
Pela ordem, Flaviano Melo (PMDB), Márcio Bittar (PSDB – se não for candidato ao Senado – e Sérgio Petecão (PMN), serão os maiores puxadores de votos da oposição para a Câmara Federal, o restante é bucha de canhão.

Tapado político?
Se o Márcio Bittar (PSDB) sair candidato ao Senado, abre uma estrada de votos para deputado federal na oposição. Se ganhar sairá da disputa pela PMRB em 2012. O Petecão é tapado, a ponto de não entender isso?.

Sejamos sensatos
O sistema estadual de Saúde não é este desastre que alguns deputados da oposição vendem na tribuna. Sou testemunha que a Fundhacre funciona. Há carências, mas, não se pode colocar uma venda para os avanços no setor.

Muito menos
Muito menos se pode desconhecer o trabalho do senador Tião Viana (PT) para que a medicina de ponta chegasse ao Acre.

Bem articulada
Uma campanha a deputado estadual bem articulada, profissional, é a do vereador Astério Moreira (PRP). Será bem votado na região de Brasiléia-Epitaciolândia, onde o irmão Nelson Moreira coordena a sua candidatura.

Outra que se sedimenta
Outra candidatura que se sedimenta, na coligação PT-PDT, é a do professor Ermício Sena, um quadro altamente qualificado.

Frente em Brasília
Um alto dirigente do PMDB me disse ontem por telefone que as rodadas de negociações para a aliança PSDB-PMDB se darão em Brasília, com José Serra e a cúpula tucana nacional, e não, no Acre.

Como certo
Dá como certo que a coligação será montada com o PMDB indicando o nome ao Governo e o PSDB ao Senado.

Bem capaz
Fez ainda o seguinte comentário: você acha que vamos perder nosso tempo discutindo com um Normando Sales?

Vale do Acre
O deputado federal Gladson Cameli (PP), pelos acordos políticos já montados para 2010, terá uma votação expressiva no Vale do Acre.

Conseguiu o impossível
O deputado federal Fernando Melo (PT) conseguiu o que parecia impossível: manter acesa e com chances a sua candidatura para a segunda vaga do Senado na FPA.

Muito debate
Pelo trabalho que o Fernando Melo vem fazendo no partido será uma escolha que vai gerar muitos debates no âmbito do PT.

Sentiu o drama
O senador Geraldo Mesquita (PMDB) comunicou aos dirigentes do seu partido que não disputará a reeleição. O Geraldinho está sendo coerente em não se expor, porque a tendência se fosse candidato, era perder com baixa votação

Braço a torcer
Não quer dar o braço a torcer, para ver confirmado nas urnas que se sua eleição se deu graças ao apoio dos irmãos Viana.

Cedo para avaliar

É cedo para avaliar se o governador Binho vai mudar o curso de sua conduta de não dar pelotas para a classe política. Este seu convite aos deputados e vereadores para lhe acompanhar na visita às obras do PS do Segundo Distrito foi inusitado. É esperar para saber se vai haver essa constância de integração da gestão técnica com a política ou se foi alguma recaída passageira. É esperar.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation