Política nacional 28/11/2009

“Ele [Tarso] acabou por usurpar a competência de outros órgãos”.

Presidente do STF, Gilmar Mendes, ao criticar a atuação de Tarso Genro no caso Battisti.

Escândalo no DF pode ajudar ex-governador
Oescândalo revelado ontem pela Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, atinge a candidatura à reeleição do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM) e em princípio beneficiaria seu principal adversário, o ex-governador Joaquim Roriz (PSC). Mas o pivô do caso, o ex-delegado da Polícia Civil e atual secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa, é aliado tradicional de Roriz.

Conhecidos
No governo Roriz, Durval Barbosa protagonizou o escândalo da Operação Megabyte, sobre fraude em licitações na área de informática.

Acordão
Para amenizar sua punição, Durval fez um acordo de delação premiada com a PF. Gravou e delatou todos os envolvidos na Operação.

Se deu bem
O candidato do PT-DF Agnelo Queiroz pode ser o principal beneficiado pela operação da PF, caso Arruda e Roriz sejam de fato atingidos.

Adeus
O ministro Fernando Gonçalves (STJ), que ordenou a Operação Caixa de Pandora, está se despedindo: vai se aposentar em abril de 2010.

Battisti dispensou ajuda…
O terrorista italiano Cesare Battisti esnoba, há quase um ano, o auxílio financeiro a asilados. O refúgio, em janeiro, foi concedido pelo ministro Genro (Justiça), contrariando parecer do Comitê Nacional para os Refugiados. Battisti sequer procurou o Conare para conhecer seus direitos, como cursos profissionalizantes, saúde e educação. E também esnobou a verba da Agência da ONU para os Refugiados (Acnur).

Cai, cai bolhão
Com o anúncio da moratória ontem, Dubai, paraíso emergente da cafonália, virou Ducai. Que não desabem os horrendos arranha-céus.

Só brasileiros
A gigante brasileira Vale se uniu à Aço Cearense para inaugurar uma mina no Pará. A Vale terá 25% do negócio de US$ 750 milhões.

Extensa lista
A senadora Patrícia Saboya desistiu da reeleição. Irá concorrer a um mandato de deputada estadual com o aval do ex, Ciro Gomes (PSB).

Caça à francesa
O ministro Jobim (Defesa) chega à França nesta segunda (30) para “incrementar as relações bilaterais” etcetera e tal. De lá, segue para a Ucrânia, na comitiva do presidente Lula, que chega dia 2.
 
Apelou
O governador José Serra (PSDB) visitou ontem a sala dos milagres na basílica de São Francisco, em Canindé (CE). Ganhou uma fitinha e fez três pedidos, além de orar. E ainda disse adorar os nordestinos.

Demissões suspensas…
Os 2 mil funcionários de Furnas ameaçados de demissão, como esta coluna informou no último dia 13, conseguiram no Tribunal Regional do Trabalho de Brasília liminar suspendendo as dispensas.

… em Furnas
O acordo para as demissões foi firmado entre Furnas e o Ministério Público do Trabalho. A primeira leva de 500 trabalhadores já seria dispensada em dezembro deste ano.

Costa do ouro
Ambientalistas estão verdes de raiva: dono de mansão em Angra dos Reis, o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), autorizou novas construções na baía da Ilha Grande, ignorando órgãos técnicos.

Tão longe, tão perto
O Conselho Nacional de Justiça quer saber por que o Tribunal de Justiça do Tocantins concede tanto empréstimo consignado, entre outras irregularidades. Há juízes recebendo R$ 222 mensais. As diárias no Tribunal não especificam sequer o meio de transporte.

Exemplo
Uma leitora que teve câncer repreendeu a ministra presidenciável Dilma Rousseff (Casa Civil) a esta coluna, por não assumir a careca. Seria um exemplo para outras doentes, escreveu a leitora.

Para a melhor
Uma firma de consultoria fez uma pesquisa no estado americano do Texas (que, se fosse um país, seria a 8ª economia do mundo) onde foi constatado que o Brasil é “alvo” dos produtores de equipamentos médicos, em razão da “mudança” e “melhora” do mercado brasileiro.

Pensando bem…
…com tanto rolo, o governo Lula tinha que virar propaganda de papel higiênico.

PODER SEM PUDOR

Madeiras queimadas

Em campanha para a prefeitura de São Paulo, em 1985, Jânio Quadros foi procurado pelo seu vice, Artur Alves Pinto, com severas restrições a alguns políticos que apoiavam a candidatura. Jânio ponderou:
– Eleição, meu caro, é uma grande fogueira. Nela, há lugar para madeira de toda qualidade.
O vice não se impressionou com a imagem, e Jânio ensinou:
– Fique tranqüilo: na administração, a gente separa as madeiras.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation