Final de semana trágico é marcado com quatro mortes

capotamento
O acidente aconteceu por volta das 16 horas de domingo, 13, na altura do km 15 da Rodovia AC-40, sentido Rio Branco/Senador Guiomard.

O vendedor Edcarlos Lima da Silva, 29 anos, trafegava no veí-culo Fiat, placa MZN 6883, na companhia de duas filhas menores, quando após uma curva perdeu o controle do carro e capotou diversas vezes, até parar à margem da estrada ficando completamente destruído.

As crianças que viajavam com o pai nada sofreram, mas Edcarlos sofreu traumatismo craniano e afundamento da face.

Ele foi socorrido por uma equipe de paramédicos do Samu e conduzido ao Pronto-Socorro de Rio Branco, onde deu entrada em estado gravíssimo.

Por volta das 19h30, ele não resistiu aos graves ferimentos e morreu. Segundo informações de amigos, a vítima participava de uma festa em uma chácara na AC-40 e teria pedido o carro emprestado de um amigo para levar as filhas até o município de Senador Guiomard.

Aposentado é assassinado com três facadas no pescoço

O crime aconteceu por volta das 4h30 da madrugada de sábado, 12, quando o aposentado Joaquim Rodrigues da Costa, 43 anos, estava em sua casa consumindo bebida al-coólica na companhia da mulher e um grupo de amigos. Segundo testemunhas, Joaquim teria sido informado que suas filhas, uma jovem de 18 anos e uma adolescente de 15 anos, estariam consumindo bebida alcoólica e entorpecente na companhia de rapazes em uma casa no bairro Sobral.

A vítima saiu à procura das filhas e no meio do caminho encontrou alguns rapazes que estavam na companhia das jovens.

O rapaz identificado pelo nome de  Rodrigo Contreiras, 23 anos, o “Lourinho”, recém- saído do presídio – que no início da noite estava na casa de Joaquim consumindo bebida alcoólica e na madrugada estava na companhia das filhas de Joaquim – teria pedido um cigarro a ele, que revoltado pelo fato do rapaz ter oferecido entorpecente para as jovens disse que tinha cigarro, mas não daria a “Lourinho”.
Ele foi ao local onde as jovens estavam e as chamou para irem para casa. No caminho encontraram novamente com “Lourinho” que já estava armado com um punhal e desferiu três golpes no pescoço de Joaquim, que caiu no chão sangrando.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada e ao chegar ao local ainda tentou reanimar a vítima, que não resistiu aos graves ferimentos e morreu.
Policiais militares realizaram buscas na tentativa de capturar o acusado, mas não conseguiram.

Morto a golpes de terçado
O ex-presidiário Francisco Dyemeson Tavares de Souza, 23 anos, foi assassinado na madrugada de sábado, 12, após invadir uma casa na Rua Projetada, Centro do município do Bujari.
O proprietário da casa, que consumia bebida alcoólica na companhia de amigos na frente da casa, percebeu quando um homem invadiu a residência pela porta dos fundos.

Para afugentar o invasor, Heylino da Silva Maciel, 26 anos, se armou com um terçado e atingiu Dyemeson com vários golpes, um deles decepou um dedo da mão da vítima.

A vítima foi socorrida por uma ambulância do município e quando era conduzida para Rio Branco morreu no caminho, próximo a Vila Custódio Freire.
Duas viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram enviadas para interceptar a viatura do município, mas quando os paramédicos chegaram a vítima já estava morta.
Mesmo sem saber que a vítima havia morrido, Helylino, de posse da arma usada no crime, foi até a delegacia do Bujari onde se entregou aos policiais militares, alegando que agiu em legítima defesa, pois não sabia se o invasor pretendia furtar ou estuprar sua filha de três anos que estava dormindo.

“Fiquei desesperado quando vi aquele homem entrando na minha casa, lembrei logo que minha filha de apenas três anos estava dormindo”, afirmou o acusado.
Ele foi preso e encaminhado à Defla.

Vendedor de salgado mata desafeto a golpe de faca
O desempregado Oberdan de Oliveira Uchôa, 24 anos, foi assassinado no início da noite de domingo, 13, a golpes de faca nas costas.

O crime aconteceu na ladeira do “Bola Preta”, Rua Rio Grande do Sul, na frente de diversas testemunhas.

Segundo informações, por volta das 18 horas dois homens armados de faca e terçado saíram da rua principal do “Morro do Marrosa” correndo atrás de Oberdan, que foi alcançado na descida da ladeira quando os dois homens golpearam a vítima duas vezes, no braço e outro nas costas próximo ao pescoço.

O rapaz caiu no chão e os criminosos subiram a ladeira entrando no “Morro”. Uma equipe de paramédicos do Samu socorreu a vítima que foi encaminhada ao Pronto-Socorro, onde deu entrada no setor de emergência em estado crítico.

Cerca de uma hora e meia depois, quando era submetido a uma cirurgia de emergência, Oberdan não resistiu ao grave ferimento provocado pelo golpe que atingiu as costas e morreu.
Policiais militares realizaram buscas na região no intuito de prender os acusados, que foram identificados pelos nomes de Cirnando ou Hugo e “Erê”, mas não conseguiram prendê-los.

Acusado se apresenta na delegacia e confessa crime
Enquanto os policiais  tentavam capturar os acusados, o vendedor de salgados Cirnando Barroso da Silva, 24 anos, foi a Delegacia Central de Flagrantes (Defla), se apresentou ao delegado Ilimani Lima Soares e confessou ser o autor do homicídio contra Oberdan.

Ele alegou que a vítima teria invadido sua casa, onde se encontrava a mulher de Cirnando que se recupera de uma cesariana e teria agredido a mesma, chegando a golpeá-la com uma faca.

Ao chegar em casa, a mulher teria contado o ocorrido e Cirnando chamou o amigo “Erê” para matar Oberdan. Armados de terçado e faca, saíram a procura da vítima.

O acusado contou ao delegado que não sabia que a vítima havia morrido, mas compareceu à delegacia atendendo a um pedido da mulher.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation