Programa Viaja Mais Jovem avalia os resultados de 2009

SITE_OK

O Programa Viaja Mais Jovem encerrou suas atividades com o projeto piloto no Acre no dia 11 de dezembro, levando alunos de Capixaba para conhecer os municípios de Xapuri, Brasiléia e Epitaciolândia. Para fazer a avaliação desta experiência, esteve presente a consultora do Programa, Carmen Mattoso, que levará o relatório do Viaja Mais Jovem, baseado nos depoimentos de alunos, professores e guias para os Ministérios de Educação e Turismo.

O projeto piloto no Acre foi satisfatório tanto para os alunos como para as empresas turísticas que se sentiram estimuladas em potencializar o turismo nos espaços culturais de cada município. “As viagens atingiram os objetivos pedagógicos ao proporcionar atividades de campo e, ao mesmo, tempo despertou nas agências turísticas a visualização do público de estudantes que podem usufruir deste setor”, explica Carmen Mattoso.

Conhecer locais de nossa região que foram palco de vários embates históricos, através de visitação orientada por professores e guias, foi uma experiência vivenciada por 600 estudantes. “Aprendi muito sobre a história de Chico Mendes, pois só conhecia através de livros e agora pude vivenciar parte da trajetória dos povos da floresta. Além de ter sido uma oportunidade de mudar a concepção que tinha de que os municípios eram locais sem urbanização. Gostei de ver lojas, indústrias e pousadas bem equipadas”, declara Adriane Almeida, 13 anos, estudante da Escola Marilda Gouveia.

Durante a viagem os alunos receberam um diário de bordo onde foram relatando tudo que aprenderam com as aulas práticas de história, geografia e das múltiplas culturas visitadas.

“Essa atividade me fez perceber que temos que organizar viagens com os nossos alunos, porque realizar aulas de campo proporciona aos alunos a interpretar o mundo de acordo com sua vivência, ultrapassa o conhecimento apenas dos livros. Além de ter sido válido por ter a oportunidade de interagir de forma mais intensa com os estudantes”, explica o professor de geografia da escola Serafim Salgado, Geraldo Cordeiro.

O programa busca promover inclusão social de jovens estudantes, possibilitando-lhes realizar viagens de cunho educativo e usufruir dos benefícios da atividade turística, ao mesmo tempo, fortalece o turismo interno regionalizado e os índices de desenvolvimento da educação básica no Estado. O Acre é o primeiro estado a desenvolver este projeto piloto com um investimento na fase inicial de R$ 400 mil, em seguida estão Brasília e São Paulo que também realizaram o programa em 2009.
(Agencia de Noticias do Acre)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation