Record aposta errado na “Fazenda” e se dá mal

Em relação ao momento vivido pela Record, que, contrariando sua linha de investimentos, deixou de lado o sonho de brigar pela liderança e hoje vê o segundo lugar ameaçado pelo SBT, a questão é aquela mesma já abordada neste espaço: a emissora não trabalha sua grade, mas o produto. E é aí que mora o perigo.

A partir do instante em que a primeira “Fazenda” passou a registrar bons índices, todas as atenções se voltaram para ela e os demais programas foram deixados de lado. 

Um exemplo, as novelas, com edições de sábado canceladas e a ausência de investimentos. Logo elas, a grande esperança de se diminuir a diferença para a Globo.
Com todo esse foco no rea-lity show, a Teledramaturgia, precisou andar para trás.

Contratações de peso foram canceladas.

Além disso, a decepcionante segunda edição da “Fazenda” em nenhum instante conseguiu “alavancar” outros programas. Ao contrário.

Hoje, a Record comemora 10 ou 11 pontos com as suas duas novelas. Pouco, principalmente para quem ambicionava o primeiro lugar. 

Parece que a sua direção lê a grade como uma sorveteria. Se um sabor está vendendo muito, aposta-se apenas nele e se esquece o resto. Problema, quando o sorvete preferido começa a derreter – caso de “A Fazenda” -, o estrago atinge os demais sabores. É o que está acontecendo.

Um detalhe
A televisão tem hoje três rea-lities no ar. Todos praticamente no mesmo horário.
E não existe outro prognóstico senão esperar que o “Big Brother” vai passar por cima de todos.
 
Última saída
A Record vive um momento delicado. Os seus piores problemas começaram a acontecer quando a sua direção resolveu abrir mão dos verdadeiros profissionais de televisão ou trocá-los por pessoas que não estão preparadas para desempenhar tais funções.
Mais ou menos o que fez o SBT há 7 ou 8 anos atrás quando começou a sua derrocada.
 
Intocáveis
A estréia da nova programação do SBT, desconsiderando qualquer acidente de percurso, será no dia 1º de março.
Uma coisa é certa: tudo vai continuar como está nas noites das terças e sextas. Ninguém mexe no “Cine Espetacular” e “Tela de Sucessos”, respectivamente.
São as sessões de cinema cuidadas e programadas pelo próprio dono.
 
Questão comercial
Ainda não há na Bandeirantes uma decisão se o “Zero Bala”, da Daniella Cicarelli e Otávio Mesquita, terá segunda temporada. Não se trata de uma questão artística, mas comercial.
Havendo patrocinadores que paguem a conta, vai em frente. Sem problemas. Caso contrário…
 
Deu outro jeito
Já de algum tempo o Shop Tour não está mais nos pacotes da Net, embora continue com a sua programação em outras operadoras.
Mas a partir disso, o dono da empresa e seu principal garoto propaganda, Luiz Galebe, passou a comprar horários em outras tevês, inclusive grandes redes.
Já está nas madrugadas do SBT e nos 5 canais da Sony.

Carolina-Dieckmann-2
Perfil – Escalada para viver uma das protagonistas de “Passione”, produção que substituirá “Viver a Vida”, na Globo, Carolina Dieckmann (foto) será Diana Rodrigues.
Moça de Catanduva, cidade do interior de São Paulo, que faz pós graduação em jornalismo na USP e conhece, por meio de um trabalho de reportagem, o personagem Mauro Santarém, Rodrigo Lombardi.
Ele se apaixona por ela e os dois passam a namorar até que Gerson Gouveia (Marcello Antony), campeão de Stockcar, entra na história.
Esse triângulo romântico é um dos principais núcleos da novela.  

Complicado
O projeto do filme “A Lei e o Crime”, baseado na série exibida pela Record, continua parado. Para se ter uma idéia, o autor Marcilio Moraes ainda não colocou assinatura no contrato.

A sua negociação, informa-se, “é mais complexa”, cercada de muitas exigências. Parece que a decisão vai sair nesta semana. Parece.
A Record tem grande interesse na sua realização.
 
Como se faz
Rhett Bachner, produtor executivo da empresa Mark Burnett, desembarca no Brasil dia 22 de fevereiro, e ficará três semanas no país auxiliando a Rede TV! nos trabalhos do programa “No Tanque dos Tubarões”, que tem previsão de estréia para maio.
O executivo voltará em abril, já próximo do lançamento do reality. 

BATE E REBATE
* Merece, no mínimo, reprise o encontro do Ronnie Von com Zuza Homem de Melo e Pery Ribeiro no “Todo Seu” de quinta-feira. Ficou o gosto do quero mais.
* A Globo ainda não escolheu data para o início de gravações da próxima novela das seis, de Elizabeth Jhin. Mas tem a produção adiantada.
* Até quinta ou sexta-feira desta semana, a Bandeirantes espera definir o elenco da Sitcom de Domingos de Oliveira, “Anjos do Sexo”.
* Na verdade, já existem atores fechados. Mas a divulgação só acontecerá depois de tudo assinado.
* Se não acontecer nenhum – novo – acidente de percurso, a partir de hoje, finalmente, a Globo deve dar início aos trabalhos de “Passione” em São Paulo.
* Aliás, Mariana Ximenes, do elenco desta novela, é uma das que também vai gravar na Itália. Mas só no finalzinho de fevereiro.
* Ronaldo, Fenômeno, não terá condição nenhuma de disputar a próxima Copa.
* Mas dizem que o seu “passe” já começa a ser disputado por emissoras de rádio e televisão.
* Rede TV! no carnaval vai ter 12 equipes entre São Paulo, Rio e Salvador.
* E já se sabe também que Monique Evans e Christian Pior irão cobrir o Baile Gay na noite de terça-feira.
* Maria Fernanda Cândido, depois de “Dalva & Herivelto”, não tem nada acertado na Globo. Mas para o cinema, ela estuda vários convites.

C´est fini
Por causa de um provável conflito com o “Pânico”, a Rede TV! ainda não confirma as presenças de Vesgo e Cea-rá no comando do game “O Último Passageiro”, formato adquirido junto à produtora Endemol, que será exibido aos domingos.
Outros nomes estão sendo avaliados para a apresentação.
Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation