Pular para o conteúdo

Gazetinhas 29/01/2010

* Socorro!

* Não pára de chover.

* Está derretendo tudo.

* A rigor, porém, não há nada de errado em tanta chuva quando se trata da Amazônia.

* Quanto mais chuva melhor para o ciclo das águas, a renovação da floresta, da fauna, de tudo.

* O que está errado é o uso inadequado do solo, o desmatamento das matas ciliares e daí por diante.

* No caso específico de Rio Branco e outras cidades do Estado não se tem mais o direito de errar.

* São mais de 20, 30 anos, que se vem batendo que não se deve construir nem permitir que se construa em áreas reconhecidamente alagadiças.

* Enfim.

* Na política nacional, a notícia do dia foi a crise hipertensiva do presidente Lula, quando estava pronto para embarcar para Davos, na Suíça, onde iria participar do Fórum Econômico Mundial…

* …e receberia mais uma medalha como “o cara” que soube pilotar a crise econômica.

* Não é pouca coisa.

* A versão oficial é a de que a causa da crise foi excesso de trabalho, de participar de atos oficiais.

* A versão suboficial é a de que teria sido por conta de alguns gorós além da conta que o presidente andou tomando.

* (E quem, às vezes, não toma os seus!?)

* Queira-se ou não, Lula tornou-se um fenômeno e já há estudiosos desenvolvendo teses sobre ele ou o Lulismo.

* Como o cientista social André Singer, que acaba de lançar um ensaio sobre as “Raízes sociais e ideológicas do Lulismo”.

* Segundo ele, “o Lulismo caracteriza-se pela forte identificação do subproletariado com a figura de Lula”.

* O “subproletariado seria os mais pobres entre os pobres”.

* Na política local, dez, doze dias fora, e nenhuma novidade.

* O mesmo ramerrão de sempre, as mesmas figuras, os mesmos temas, tudo muito monótono, previsível…

* Vamos lá, Lhé e companheiros, todo mundo colaborando com algumas ‘onças’, algumas ‘garoupas’ para saldar a dívida do partido.

* O Deas rasgou de ponta a ponta a rua em frente ao Horto Florestal; presume-se para puxar água e esgoto, o que é sempre recomendável.

* O que não é recomendável é rasgar o asfalto e não repô-lo em seguida, como fez com as ruas adjacentes.

* Com a chuva, viraram meleca.

* Foram mexer com o Mapin-guari e deu no que deu. O bicho esturrou e apartou a estrada de Sena Madureira.

* Só aqui entre os 37: que time ruim este do Fogão. Mereceu mesmo levar de seis.