Política local 09/01/2010

“Quem aceita o mal sem protestar, coopera realmente com ele”.

Martin Luther King, líder negro americano.

 Nota de rendição
O presidente do PSDB, Tião Bocalom, mostrou força ao enquadrar os deputados Donald Fernandes (PSDB), Luiz Gonzaga (PSDB) e Mazinho (PSDB), fazendo-os assinar uma nota de rendição, na qual o consideram o guru, o timoneiro dos tucanos. Não é esta a adjetivação elogiosa que Donald e Gonzaga usam nos bastidores sobre a sua pessoa.

Outro linguajar
Donald Fernandes e Luiz Gonzaga costumam usar um linguajar negativo e de críticas nas conversas com jornalistas na Aleac, quando se referem ao perfil do Tião Bocalom.

Buscar os anais
É estranho este rápido encantamento dos deputados pelo presidente Tião Bocalom (PSDB), ao qual até outro dia faziam críticas pesadas em entrevistas e na tribuna.

Muito simples
É muito simples para se checar a informação: basta buscar os anais da Aleac.

Lição prática
Isso deixa uma lição prática para os dirigentes do PMDB, de que a tese da candidatura única de Rodrigo Pinto (PMDB) ao governo pela oposição não vai prosperar.

Situação difícil
O PMDB vai ficando numa situação de sinuca de bico: neste caso terá que bancar financeiramente a candidatura de Rodrigo Pinto e ter chapa própria à Câmara Federal.

Não se conhece
Não se conhece até aqui outros nomes a deputado federal pelo PMDB que não sejam os de Flaviano Melo e Aldemir Lopes, cujos votos não garantem uma vaga.

 Plano “B”
Estrategista como é, Flaviano Melo deve ter o seu “Plano B”. 

Sem rompimento
Não houve nenhuma demissão em massa na prefeitura de Brasiléia de integrantes do PSB, como se divulgou: é pelo menos o que garante a prefeita Leila Galvão.

Não é de se esconder
Mas, também não pode se negar que aliados da Leila creditam nas conversas internas os ataques pessoais que ela sofre numa FM de Cobija ao dedo de gente do PSB.

Não esperem
Mas, é bom não apostarem em nenhuma briga pública entre o deputado Delorgem Campos (PSB) e a prefeita Leila Galvão, porque esta não beneficiaria a ambos.

Custa crer
Que a cidade de Brasiléia não é exemplo de urbanização (as ruas estão abandonadas), não é, mas entre isso e acusar a Leila de desonesta é algo para não se crer.

Estrutura pesada
O vereador Jessé Santiago (PSB), candidato à Câmara Federal, está bilado: montou um buffet e uma casa de apoio, para congraçamentos e abrigar evangélicos do interior.

Virando um inferno
Os casos de dengue na Capital estão virando um inferno, com caminho certo para nova epidemia: as ações da Secretaria Municipal de Saúde já se mostraram ineficientes.

 Não morre pagão
Não espere a cassação do vereador Alysson Ferreira (Plácido de Castro). Conseguiu que o Carioca e o secretário da PMRB, Pereira, brecassem o julgamento do seu processo.

Prensa que valeu
Vereadores petistas que se mostravam propensos à cassação foram chamados à fala e a oposição ficou sem quorum para cassar o polêmico Alysson.

Queriam o que?
O historiador Marcus Vinicius é PT de usar broche, é secretário municipal e por isso é ingenuidade de quem esperava depoimento isento sobre os governadores acreanos.

Boa cutucada
O deputado federal Gladson Cameli (PP), na resposta ao historiador, não deixou de cutucar o atual governo, ao dizer que o acreano continua na miséria e nada mudou.

Esperando o Jorge
O deputado federal Fernando Melo (PT) diz abertamente que, enquanto o ex-governador Jorge Viana não lhe desestimular, continuará candidato ao Senado.
 
Custou mas aderiu         
O presidente Lula custou, mas aderiu à censura chavista: está propondo criar uma comissão para monitorar o que será divulgado no rádio e na televisão.

Tradução literal
A tradução literal para essa proposta se chama simplesmente censura.

Não é novidade
Mas, no Acre isso já funciona: nos programas das rádios e televisões do Sistema Aldeia de comunicações, nunca foi entrevistado um deputado de oposição.

 Filme antigo
É bom o Angelim não se alegrar com esse projeto piloto de plantio de tomates. Muitos dos técnicos protagonistas executaram sem continuidade o mesmo projeto no Juruá.

 Ficou nisso
Foi produzida apenas uma safra em Cruzeiro do Sul para servir de propaganda e só.

Um sortudo
Nascido virado para a lua é o prefeito de Tarauacá, Wando Torquato (PP), que foi cassado por abuso do poder econômico pelo TRE e continua no poder.

 Uma esfinge

Nem os mais próximos sabem ao certo que pedras o deputado federal Flaviano Melo (PMDB) mexerá para se reeleger com a decisão final do PSDB de levar a candidatura de Tião Bocalom ao governo por cima da tronqueira. Tem três opções: montar uma chapa própria para a Câmara Federal (algo difícil), se aliar ao PSDB e desistir da candidatura Rodrigo Pinto ao governo ou aliar-se ao PT e entrar no seu chapão. São as saídas.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation