Política nacional 28/01/2010

“[No Brasil] tem uma tradição de inaugurar pedra fundamental”.

Governador José Serra (PSDB-SP), criticando as inaugurações do presidente Lula.

MP investiga conexão goiana na Saúde do DF
Aequipe do promotor Jairo Bisol, do Ministério Público do DF, que acusa de corrupção o ex-secretário de Saúde do DF Augusto Carvalho, investiga a conexão goiana do esquema de superfaturamento, em razão do grande número de fornecedores de Goiás, na secretaria. Uma empresa de Anápolis, por exemplo, levou R$ 6 milhões por um serviço que o MP não consegue desvendar: “esterilização por óxido de etileno”.

Estrela
Uma significativa conversa do promotor Jairo Bisol com Fernando Antunes, ex-secretário-adjunto de Saúde do DF, foi gravada em vídeo.

Colaboração
Além de Fernando Antunes, outro importante ex-assessor de Augusto Carvalho, João Luiz Arantes, se dispôs a colaborar com o MP.

Perguntar não atrapalha
O tal “plano Lula” para salvar o Haiti inclui o envio dos milhares de picaretas do seu governo?

‘Bravatar’
Merece estudo sociológico o porquê da má bilheteria de “Lula, o filho do Brasil”. Nem a turma ingrata do Bolsa-família saiu da frente da TV.

Caso Villela
Completam-se hoje cinco meses do brutal assassinato do ex-ministro do TSE José Guilherme Villela, de sua mulher Maria e da empregada Francisca. Eles foram assassinados com 73 facadas, em agosto. O crime permanece sem solução, mas a polícia está intrigada: no início, os familiares das vítimas até colaboraram, com seus depoimentos, mas depois nunca mais manifestaram interesse nas investigações.

Estaca zero
O delegado Luiz Julião Ribeiro agora cuida do caso Villela. Volta das férias em fevereiro, com foco em uma nova linha de investigação.

Folhinha
Para quem deseja contar nos dedos, faltam 338 dias para chegar ao fim a era Luiz Inácio Lula da Silva na Presidência da República.

Deputado Túlio
Vereador de Goiânia recordista em projetos, Túlio Maravilha (PMDB), aposta que será o terceiro deputado federal mais votado em Goiás.

Sérgio Cabral e sua…
O advogado Jamilton Damasceno pediu ao Ministério Público do Rio a reabertura das investigações da compra da mansão do governador do Rio, Sérgio Cabral, no condomínio Portobello, em Mangaratiba.

…mansão milionária
Jamilton Damasceno descobriu que foi de 15 dias o intervalo entre a abertura e o arquivamento do processo ante-rior. Diz que a casa, que Cabral afirma ter comprado em 1997, por “R$ 100 mil, em dez prestações”, já valia R$ 4 milhões, na época.

Último a saber
Lula ficou muito irritado porque soube da data de saída de Tarso Genro (Justiça) do cargo – 10 de fevereiro – ao ouvir a conversa do ministro com um subalterno, no lançamento das bolsas Copa e Olímpica. Genro anunciou a data aos assessores antes de informá-la ao presidente.

Alô, MP
O ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais) admitiu ontem que Lula liberou as obras da Petrobras consideradas irregulares pelo TCU, em razão da pressão de empresá-rios e políticos. Humm…

Deputado cassado
O TJ-DF decretou a perda da função pública e suspensão dos direitos políticos, por quatro anos, do deputado distrital Benedito Domingos (PR), personagem da Caixa da Pandora. Vice de Joaquim Roriz (PSC), foi acusado de emitir alvarás falsos e impedir o trabalho de fiscais.

Herói recompensado
O diplomata Francisco Catunda é um herói: teve de aturar o mala-sem-alça Manuel Zelaya, diariamente, por 4 meses, em Honduras. Ganhou um prêmio: vai trabalhar na República Dominicana com o embaixador João Solano – pai do ator Mateus Solano, astro de “Viver a Vida”.

Tourada no Haiti
Em 25 de fevereiro Lula chega ao Haiti. É dia de São Fermín, ou Firmino, que dá nome às touradas na Espanha, celebrizadas por Ernest Hemingway. No caso dos haitianos, eles vão tourear com a sorte…

Piada à vista
A prefeitura de Itabuna (BA) comunicou, em nota oficial, que trocou paredes de tijolo por divisórias de vidro, para “dar transparência à gestão” e o público acompanhar as licitações. Visibilidade é isso aí…

Pensando bem…
…o terrorista Cesare Battisti poderia ter embarcado no porta-aviões italiano Cavour, para pegar na marreta com os brasileiros no Haiti.

PODER SEM PUDOR

 Um chocolate especial
Amigo pessoal de Jânio Quadros, Leonardo Famá gostava de usar o banheiro particular do presidente, que se incomodava com nádegas indevidas. Jânio pediu a seus assessores que passassem chocolate pastoso após Famá usar o banheiro. Não deu outra:
– O que é isso?, espantou-se o amigo do presidente com tanta sujeira espalhada pelas paredes, teto e vaso sanitário.
Jânio pôs o dedo na consistência pastosa, levando-a à boca e comentou:
– É merda mesmo!

Assuntos desta notícia

Join the Conversation