O chargista Dim e a Nota de Prazer

Era já boquinha da noite. Sábado.

Final de mais um dia de puxincolhe político, a velha Gazeta do Acre resistia aos sorvos de cerveja, e pratos de rabada do Seu Stélio, caveira da maioria da redação. Só faltavam a coluna “Plenário”, alguns títulos da página de polícia, e Editor-chefe Silvio Martinello, atracado às Gazetinhas, esperava a mundiça pra fechar aquela edição.

Bem poderia ser o final do expediente, mas, do nada, irrompeu na escada do prédio da Travessa Guaporé o apoplético ex-prefeito Luiz Pereira, que vinha cumprir o doloroso dever de dar publicidade ao falecimento de alguém importante em sua cidade, ainda cansado da viagem de carro desde Plácido de Castro.

Sempre simpática aos amigos, a redação não fazia mesuras para o líder do Abunã, que, depois de cumprimentos rápidos ao Chefe-de-reportagem  Mário Emílio Malaquias Bolívar, entocou-se na sala de Silvio.

Quase meia hora depois, Mário debruçado sobre os últimos títulos, que então eram medidos a toques e linhas definidos como sentença imutável pelo diagramador, régua e lápis em riste, Luiz Pereira parou diante de Mário Emílio e murmurou alguma coisa aos ouvidos do atuleimado profissional.

Mário Emílio trazia uma recorrente gagueira de infância, e quase engasgava ao ter emoções fortes.

– Dim, es…es…escreve tu mês…tu mesmo essa no…essa notai pro Lu….essa notai pro Luiz Pereira!! 

Do outro lado da sala, Dim Mendes olhou se soslaio, tossiu e riu para o visitante inesperado. Mas cumpriu à risca a ordem do Chefe-de-reportagem.

Quando tudo parecia caminhar para o fechamento do jornal, Mário Emílio pede a nota manuscrita de Dim para datilografar, e lê:

“A família do Fulano de Tal comunica com prazer o seu falecimento…”.

Aquela edição só fechou horas depois, quando a redação saia na vassoura do Bar do Seu Stélio.

MINIDICIONÁRIO DE ACREANÊS

BOQUINHA DA NOITE – Ao escurecer
SEU STÉLIO – Stélio Lustosa, dono do boteco ao lado do jornal
CAVEIRA  – Credor; cobrador
MUNDIÇA – Turma
ATULEIMADO – Concentrado e apressado
SAÍA NA VASSOURA – Expulso pelo pessoal da limpeza

REALEZA DO CARNAVAL 2010
Cegundo a Açeçoria do Gunverno, terminou ontem o períldo de inscrissão para o concusso que elejerá as majestades do Carnaval deste ano. A escolha será dia 7, mas o çaite ofiçiau do Gunverno informa que Rainha e Rainha Gay já participarão de pré-celeção, na sede do SBÓRNIA.

“Este ano a Rainha Gay será escolhida a dedo”, não disse o çaite.

BBB
Nossos heróis continuam de fé-rias na casa mais pedófila do país, e aos poucos vão sendo formados os primeiros casais do reality em busca do prêmio.
Wanderley Zaire e Toinha Vieira, Walter Prado e Antonia Lúcia e, debaixo dos edredons, Binho e Marina.

Mas com a proximidade do Paredon, a briga pela audiência cresce.

O SPT- Sistema Pubo de Teledramaturgia acaba de lançar “Solitários”, estrelando Fernando Melo, Geraldinho Mesquita e Normando Sales.
Vamos continuar espiando.

RABECÃO PARA TODOS
Xico de Brito – Do Sistema Pubo de Comunicação

Uma embiricica de rabecões, com sistema de refrigeração a água e geradores de energia independentes da Eletroacre foi entregue esta semana pela patroa do Dr Julhinho à Polícia Técnica, como parte da nova visão de fazer segurança pública no Estado.

Segundo um presunto que não quis se identificar temendo um apagão, os rabecões são uma resposta dura da Secretaria de Segurança aos marginais da oposição, que estavam pensando que os novos caminhões da Tucano, que não conseguem recolher lixo nos bairros da Capital, seriam objeto de convênio entre prefeitura e Estado no combate ao acúmulo de defuntos nas UPA´s em finais de semana.

O próximo passo da Sejusp será clonar os dois legistas do IML para darem vença ao trabalho.

 REVISTA O Ó

CENAS DE VENEZA
GUR_1344

Assuntos desta notícia

Join the Conversation