Cadê minha carta?

A Empresa de Correios e Telégrafos sempre foi considerada uma das mais sérias e competentes do Brasil. No entanto, os usuários acreanos, infelizmente, não podem compartilhar dessa opinião. Recentemente entrevistado num programa radiofônico, o superintendente no Acre, João Davila, confessou que o Sedex tem saído e chegado ao Estado através de transporte terrestre desde outubro de 2009.

As reclamações da população pelo atraso das correspondências simples têm sido enormes. É comum as pessoas receberem contas a pagar com muitos dias de atraso. Acabam pagando multas e juros. Muitas empresas que não foram informadas continuam a enviar suas correspondências urgentes por Sedex e pagando por um serviço que não está sendo prestado.

Na próxima segunda é o Dia do Carteiro. Pouco a se comemorar no Acre. Faltam profissionais para atender a demanda da Capital. O concurso público anunciado parece que não vai atender a toda necessidade da Empresa estatal. Está na hora da bancada federal acreana, no Congresso Nacional, questionar o tratamento que vem sendo dado ao Acre pelos Correios. Sonhamos com o retorno do dia em que os Correios e Telégrafos volte a trazer as boas notícias ao Estado com rapidez e eficiência.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation