Interligação da ETA II à Reservação da Floresta beneficiará 40 bairros de Rio Branco

 etc

Ampliar o abastecimento de água. É com este objetivo que a prefeitura de Rio Branco promove a interligação da Estação de Tratamento de Água (ETA II) ao Centro de Reservação da Floresta, na Estrada do Calafate. Com a medida, cerca de 40 bairros da cidade ficarão sem água nos dias 22 e 23, voltando à normalidade no domingo, 24.

São quase 5 mil metros de adutora construída, beneficiando 40 bairros da Capital. A obra orçada em R$ 4,6 milhões é proveniente de recursos da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e contrapartida do Município no valor de R$ 500 mil.

Com a interligação da ETA II ao Centro de Reservação da Floresta, a prefeitura de Rio Branco acaba com um problema que sempre afetou aquela região, que foi a falta de água. A meta do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb) é reformular toda a rede, evitando-se, dessa forma, os desperdícios.

“A adutora vai disponibilizar água nos pontos mais críticos de nossa cidade, principalmente, na região do Calafate. Com isso vamos reduzir a intermitência e melhorar a qualidade no atendimento à população”, destacou o diretor técnico do Saerb, Emerson Gadelha Medeiros.

As ações fazem parte do Pacto pelo Saneamento assinado entre o prefeito Raimundo Angelim e o governador Binho Marques, em 2008. Segundo o acordo serão destinados R$ 198 milhões, oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para investimentos na recuperação e ampliação das estações de tratamento de esgoto e abastecimento de água para toda a Cidade.

A meta do Saerb é ousada. Este ano, Rio Branco elevará sua cobertura de água para 100% e de esgoto para 70% da população por meio das obras que começam a desenhar um novo cenário para o setor de saneamento básico no Município.

Atualmente, a autarquia consegue atender 70% da população no tocante à água e 17% relativo ao esgoto. “Esse novo sistema vai permitir água vinte e quatro horas nas torneiras e ampliar o abastecimento para toda a área urbana. Dessa forma, a gente garante água de qualidade para todos os bairros e, principalmente, melhoramos o abastecimento na região do Calafate, antes tão problemático”, destacou o prefeito em exercício, Eduardo Farias.

Parada técnica

A suspensão no abastecimento de água nos bairros da região do Calafate, nos dias 22 e 23, deve-se a interligação da Estação de Tratamento de Água (ETA II) ao Centro de Reservação da Floresta e não a falta do policloreto de alumínio (Pac), utilizado na clarificação da água.

Segundo a engenheira sanitarista do Saerb, Janaína Azevedo, “O policloreto de alumínio coagula rapidamente substâncias suspensas na água; produzindo flocos que descem rapidamente para formar um decantado facilmente filtrável; garantindo uma água mais limpa e pura. Este produto nunca faltou em nossos quatro tanques coagulantes e a quantidade que temos supre todas as nossas necessidades. A suspensão no abastecimento de água nos bairros deve-se, portanto, a ampliação e interligação da rede, e só”, explicou.

Obras de abastecimento de água previstas para 2010

•    Adutoras para o setor Santo Afonso/Ramal do Amapá e Floresta/Calafate: R$ 3,9 milhões;

•    Subadutora do Calafate para a Penitenciária: R$ 2,7 milhões;

•    Rede de ligação de água do setor Santo Afonso: R$ 3,8 milhões;

•    Adutora de PEAD da Estação de Tratamento de Água II (ETA II): R$ 1,4 milhão;

•    Equipamentos de pitometria: R$ 762 mil;

•    Telemetria e automação do sistema de abastecimento de água: R$ 3,8 milhões

Obras de esgotamento sanitário

•    Ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Conquista: R$ 7 milhões;

•    Redes de esgoto nas regiões da Baixada do Habitasa, Base, Preventório, Bosque, Solar/Procon, Vila Ivonete, Village: R$ 24,7 milhões;

•    Redes de esgoto nas regiões das Placas, Vitória/Eldorado, Triângulo, 6 de Agosto/Cidade Nova, Santa Inês, Mauri Sérgio, Aeroporto Velho/Bahia: R$ 47,5 milhões;

•    Construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Bacia da Redenção: R$ 10 milhões

Obras contratadas

•    Melhoria e ampliação do abastecimento de água do Segundo Distrito: R$ 3,9 milhões;

•    Construção da adutora da ETA II até o 2º Distrito: R$ 8,3 milhões; 

•    Reservatório de 1 milhão de litros de água do Santo Afonso/Segundo Distrito: R$ 4,4 milhões;

•    Melhoria e ampliação do abastecimento de água do Primeiro Distrito: R$ 2,1 milhões;

•    Troca da rede antiga de amianto no centro da cidade: R$ 937 mil;

•    Construção do reservatório de 1 milhão de litros de água na região do Calafate: R$ 4,4 milhões;

•    Recuperação da rede de bombas de abastecimento de água: R$ 2,9 milhões;

•    Construção e ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) São Francisco: R$ 22 milhões;

•    Implantar abastecimento de água nas vilas Irineu Serra e Custódio Freire: R$ 1,8 milhão; e

• Hidrômetros e macromedidores: R$ 5,5 milhões. (Ascom/PMRB)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation