CARA MURCHA POR UM FIO

Boto001O personagem de hoje é o pintor, Antonio José Carvalho Neto, 72, conhecido no Papoco como o famoso “Cara Murcha”. Na realidade, ele já foi um homem  rico, mas se desvencilhou de tudo para viver no meio do povo humilde em uma tapera caindo aos pedaços na Rua Rio Grande do Sul. Ultimamente as fortes chuvas na Capital o deixaram preocupado, é que ele mora debaixo de uma casa bem na beira do barranco. “Se Deus o Livre”, a terra ceder mais um pouco, o cidadão em tela (foto), pode perder o único bem que lhe resta, a vida. Quem sabe, pela passagem de seu aniversário no último dia 15, “o homem que esta literalmente sob um fio”, não tem uma surpresa, como por exemplo, o de receber a visita da Defesa Civil Municipal ou mesmo alguma autoridade estadual sensível a situação de penúria, presenteando-lhe um lugar seguro para morar condignamente.

FALA POVO

EBANO E O MARFIM   (Jessica e Efraim) (ÚLTIMA PARTE)

E tudo se consumou após aquela linda festa, saímos com o compromisso firmado que começava ali um novo ciclo de vida entre nós, e apaixonamos um pelo o outro, formamos um casal perfeito e desta bonita relação estou esperando um filho que deve nascer exatamente no mês do meu aniversário, que presente maravilhoso!!!! Vou receber de Deus, não tenho que pedir mais nada ao Pai Celestial sou uma mulher feliz, tudo que eu queria e sonhava de um companheiro recebi, e sou muito grata por isso, mais uma vez agradeço a Deus todos os dias, e peço que conserve a nossa união até a eternidade. Quanto a sua deficiência visual parcial, que muitas pessoas questionam, não diminui em nada seu caráter e o seu valor, pelo contrário o torna especial sim, por ser um homem com todas as qualidades que uma mulher sonha para a sua vida.
E a música do Rei Roberto Carlos que faz parte das nossas vidas é “COMO É GRANDE O MEU AMOR POR VOCÊ”.

 DICAS IMPORTANTES

Seja simpático

Auto-conhecimento é muito importante para definir limites de comportamento e apresentação. Mesuras demais, piadas fora de hora ou exageros de atitude podem fazer seus tiros sair pela culatra. Indo direto ao ponto, cuidado para não se tornar um chato de galocha: ninguém lembra de alguém assim na hora de comprar um peixe.

QUESTÃO DE DIREITO

Caríssimo Michelangelo Botto,

Quero parabenizá-lo pela excelente qualidade das notícias publicadas em sua maravilhosa Coluna “A Voz do Povo”.
 Li todos os artigos já publicados anteriormente e que ainda se encontram disponíveis no site da GAZETA do Acre. Além da maravilhosa cartinha premiada da ouvinte de nosso maravilhoso Programa “Clube do Rei”, queria destacar aqui essa sentença interessante do Juiz Leigo indeferindo a ação em que o marido traído perdoou a esposa, mas não o ex-amante dela. Eu fui advogada nas áreas cível e trabalhista no Brasil durante mais ou menos sete anos antes de vir morar aqui na Bélgica, mas fiz um estágio na penitenciária de minha cidade natal Aracaju-SE e sempre fui uma apaixonada pelo Direito Penal.

 Fiquei feliz em saber que não existe mais o crime de adultério no Código Penal Brasileiro. Aliás, no Brasil ninguém nunca foi preso por ter praticado adultério, se tal fosse o caso, as cadeias brasileiras estariam lotadas, não sobrando mais nenhum lugar para os réus  condenados pela prática de delitos e crimes mais graves.

Nos anos 80 ainda se via crimes praticados por um grande número de maridos e ex-maridos traídos com a desculpa esfarrapada de “lavarem a honra”. Isso já não  tem mais cabimento nos dias de hoje, principalmente porque a mulher não é mais aquele ser dependente e submisso que foi no passado.

 Quero parabenizá-lo por pretender continuar a publicar em sua maravilhosa Coluna sentenças interessantes como essa prolatada pelo Juiz Leigo. Brilhante essa sua idéia de trazer esses processos polêmicos para a sua Coluna. Isso é o que eu chamo de algo novo e original e que revoluciona um pouco o jornalismo.

 Por outro lado, queria dizer a todos os acreanos que lamento muito que fatos como o do grande número de mapas do Brasil vendidos principalmente a turistas e cidadãos de outros estados do Brasil trazendo um erro no nome da Capital do Acre, chamando “Rio Claro” ao invés de “Rio Branco”. Isso só demonstra a falta de cultura e a ignorância de um grande número de pessoas no Brasil. São pessoas dignas de pena. É só o que eu posso sentir por esse tipo de gente. Só pessoas ignorantes, medíocres e dignas de pena podem achar que a Capital do Estado do grande Chico Mendes, conhecido e adorado em muitos países do mundo, poderia se chamar “Rio Claro”.

 Mas essa ignorância e mediocridade pode vir a ser perversa, na medida que pode levar os turistas estrangeiros a acreditarem em tal absurdo. Acho que o Estado do Acre deveria entrar com uma ação naJustiça requerendo uma liminar não apenas para a apreensão de todos esses mapas, como também com um pedido de indenização por perdas e danos, além de exigir um pedido de desculpas públicas da parte dos que editaram essa aberração e que ganham dinheiro com isso.

Acho que a GAZETA do Acre, tendo a sua Coluna “A Voz do Povo” à frente, deveria realizar uma campanha intensa para que as autoridades do Estado do Acre e da União fizessem pressão para que mais nunca um absurdo desse voltasse a acontecer. Conte comigo para divulgar isso também na nossa Comunidade do “Fã-Clube do Clube do Rei” no Orkut.

 Se não fosse lhe pedir muito, será que você não poderia divulgar na “Voz do Povo” o nosso convite para que todos os acreanos venham fazer parte do “Fã-Clube do Clube do Rei” no Orkut. É só procurar no Orkut por “Fã-Clube do Clube do Rei” e clicar em PARTICIPAR que será logo aceito. Agradeço-lhe antecipadamente por esse seu apoio.

 Um bom fim de semana e até a próxima.
 
Ocenilda Santana de Sousa
Verviers – Bélgica
[email protected]
www.bresiltraduction.be
 
Nota Pé: Só tenho a agradecer a Ocenilda Santana ao descobrir a coluna na longínqua Bélgica, pois são novos caminhos importantes que se abrem no exterior através da internet, por isso mesmo, a responsabilidade aumenta e temos por obrigação tentar melhorar cada vez mais a qualidade dos textos, reportagens, curiosidades e assuntos interessantes postados com esmero, sempre buscando alternativas para os nossos leitores. Aliás, aproveitando a oportunidade, estamos preparando uma edição especial de um ano da A VOZ DO POVO, o aniversário é em março, aproveite e faça também comentá-rios, sugestões ou críticas e mande para o nosso e-mail.

ÚLTIMAS DO DIA

* Carnaval no estacionamento do Arena primou pela organização eficiente, o problema, e isso o povo reclamou muito, foi do preço em geral das bebidas, uma lata de cerveja, por exemplo, estava três reais, sem falar no estacionamento, cinco reais que deveria ser de graça…

* …falando nisso, só para lembrar, não tem uma lei municipal aprovada pela Câmara de Vereadores que proíbe cobrar taxas em grandes eventos, por que não se faz cumprir?

* Do jeito que a coisa vai, na próxima semana no jogo entre Juventus e Atlético Mineiro pela Copa do Brasil, o din-din será bem maior e deve passar para a bagatela de dez reais.

* Dia desses elogiamos o policiamento ostensivo na área do Sobral, a população de outros lugares da cidade, também, já pode sentir melhorias. A chamada parte alta da cidade, como Novo Horizonte, Xavier Maia, Raimundo Melo, Tancredo Neves e demais bairros, é visível a passagem de radiopatrulhas com um olhar atento a segurança dos moradores e comerciantes…

* …por outro lado, chega reclamação que um cidadão ligou na quarta-feira de cinzas, por volta de oito e meia da noite para o Ciosp, solicitando apoio da guarnição da PM para o transporte de valores, cerca de oito mil reais até o banco, simplesmente quem estava do outro lado da linha disse que a polícia não faz esse tipo de serviço. No mínimo, o atendente está desinformado e o comandante Romário Célio, com certeza vai tomar uma atitude enérgica…

* …já no Samu, cidadão com braço quebrado, “moendo de dor” ligou para o 193, o atendente em vez de mandar a ambulância ficou fazendo entrevista de quase meia hora. Revoltado com a situação o paciente foi de táxi até o Pronto- Socorro. Enfermeira Lúcia, vamos agilizar esse trabalho necessário e tão importante para a comunidade rio-branquense. Emergência é emergência , mesmo sendo um braço quebrado.

* Pelo jeito, a coisa está feia mesmo em Brasília, depois da prisão do governador José Arruda, agora é a vez da Justiça do Distrito Federal se pronun-ciar, cancelando a compra de helicópteros da marca Esquilo fabricado pela mineira Helibras, os aparelhos estavam à serviço do Corpo de Bombeiros desde 2005. Para tentar reverter o quadro, a empresa recorreu a estâncias superiores.

* Atenção, a bem da verdade, a Uninorte não foi vendida no todo, até agora um dos sócios vem tentando negociar os quarenta por cento no qual tem direito para um grupo de fora que mostrou interesse na Universidade. Se o projeto vingar realmente até março, o número de estudantes, cursos e investimentos entre 2010 a 2011, vão mais que dobrar.

* Política: Tião Bocalom do PSDB concedeu entrevista à TV GAZETA na última sexta-feira, o pré-candidato ao governo demonstrou que a oposição não está tão dividida assim, e se prepara para ser alternância de poder no Estado…

* No plano nacional, Serra que estava calado, começa a se mexer para ser o candidato a presidente…

* …já aqui perto no Amazonas, o governador Eduardo Braga, candidato ao Senado, fez farra numa inauguração de casas populares. A poucos metros do povo, pratos finos, desde lagosta a caviar foram servidos aos convidados “ilustres”, entre eles o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation