Jornal da Band expõe desnecessariamente a imagem de uma criança

Terça-feira, no “Jornal da Band”, foi ao ar uma matéria mostrando a preferência de algumas mulheres, que a partir de bancos de esperma preferem ter os seus filhos sem a obrigação de manter relacionamento com o sexo oposto. Até aí…

Acontece que num determinado momento, foi mostrada uma mãe, com a criança de 3 a 4 anos no colo, entre outras coisas dizendo que como não tinha conseguido um homem, escolheu no banco de sêmen a filha que queria: ruiva, olhos negros e de pai estrangeiro – “na minha vida não apareceu um príncipe, apareceu um sapo. E já disse que ela não tem pai. Eu sou o pai e a mãe!”.

Qual a necessidade de expor uma criança, visivelmente constrangida, desse jeito?

Será que a mãe e a própria Bandeirantes têm o direito de escancarar assim a vida de uma pessoa?

Será que alguém pensou nas conseqüências?

Quem deve ter as respostas para tais e tantas outras questões é o Conselho Tutelar ou qualquer autoridade em zelar pelos direitos da infância e da juventude.

Mas que não foi legal, com toda certeza, não foi.

Então tá
Pedro Bial, em meio ao “Big Brother” de terça-feira, dia de eliminação no programa:
“Me amarrota que eu tô passado”.
 
Teve força
Ontem, logo depois do sepultamento de Lucia, sua primeira mulher, e mãe do Cacá, Popó e Letícia, Galvão Bueno seguiu para Santos e ainda gravou com Robinho um “Na Estrada com Galvão”.
Vai ao ar no “Esporte Espetacular”.
 
Jogou no lixo
Pessoal que mexe com programação, ou está sob o efeito do calor ou perdeu completamente a noção.
O episódio de terça-feira do “24 Horas”, na Globo, foi ao ar na quarta. A partir de 1h40 da manhã. Não dá.
 
Triste realidade
Vai de mal a pior a nossa TV pública. Tanto na TV Brasil, como na TV Cultura, 2 pontos, quando dá, é pico de audiência.
E aí se cai na velha história da propaganda do biscoito: é ruim porque ninguém vê? Ou por que ninguém vê é tão ruim?
Brinquedo caro.

Os dois lados
O ator e roteirista Marcius Melhem, levado por uma promoção da Tickets For Fun, “Compre 2 por 1”, estava interessado em assistir ao show do “Guns and Roses” em Brasília (dia 7 de março).
Palavras dele: “Você compra dois ingressos, recebe a confirmação de compra e só recebe um em casa. Aí eles dizem que foi um engano do site e se recusam a honrar com o ingresso extra. E o pior! A promoção continua no site. É, evidentemente, uma pegadinha!”.
Procurada ontem pela coluna, a assessoria da Time For Fun disse que só poderá se manifestar sobre a questão em dois dias. Então tá. Vamos esperar.

Tiroteio
A rádio Jovem Pan continua disparando na Globo porque proibiram os repórteres de entrar em campo. Virou briga de duas empresas.
Mas é preciso separar as coisas porque já existem casos de balas perdidas. O que tem o pessoal das novelas a ver com isso?
Os últimos tiros só devem arregalar os olhos dos classificadores de Brasília para cima deles. E lá vem pepino. Pra Globo? Claro que não, mas para os autores, atores e diretores que nunca impediram ninguém de entrar em campo.

AAAAFINA6 
A apresentadora Adriane Galisteu, da Band, escalada para a transmissão dos desfiles das escolas de samba do grupo de acesso do Rio de Janeiro, no dia 13, às 19h. A cobertura ao vivo da emissora, envolvendo também Salvador, São Paulo, Recife e Olinda, somará 60 horas e mobilização de quase 500
profissionais. 

Todas as Copas
A Globo News estréia neste sábado, 9 da noite, a série “80 anos de Copa”. Serão 8 programas, contando a história de todos os mundiais realizados e entrevistas com Pelé, Jairzinho, João Havelange e Carlos Alberto, entre outros.
Apresentação de Tiago Leifert e participação de Daniel Filho, lendo textos de Luis Fernando Veríssimo, Ferreira Gullar, Eduardo Galeano, Nelson Motta e Maitê Proença.

BATE E REBATE

* A Record News era para ser um canal de notícias, 24 horas no ar. Era.
* Todas as noites, na faixa da zero hora, agora é transmitido um programa chamado “Retratos de Família”. Apresentado por um pastor da Universal.
* A série “Os Normais”, produzida pela Globo, com Luiz Fernando Guimarães e Fernanda Torres, foi adquirida pelo canal Ecuavisa, do Equador.
* Vai ao ar hoje, no “Superpop” da Rede TV!, a entrevista da Luciana Gimenez com a ministra Dilma Rousseff.
* A TV Itapoan, emissora própria da Record, vai mobilizar mais de 100 profissionais e um total de 25 câmeras para a cobertura do carnaval de Salvador.
* O canal internacional da Record, que atinge 150 países, também transmitirá o evento. 
* “Entre dois Amores” é o título da próxima novela das 6, de Elizabeth Jhin, na Globo.
* Mas também foi o nome de um filme com Meryl Streep e Robert Red-ford, produzido em 1985.
* Está forte o papo: por causa da baixa audiência, “Tempos Modernos” pode ter a sua duração abreviada na Globo.
* Sorte é que “Ti Ti Ti”, próxima atração do horário, com adaptação de Maria Adelaide Amaral, já tem vários capítulos escritos. 
* A cidade de São Paulo, em função da Fórmula Indy, deve receber público estimado em 31 mil pes-soas, sendo que deste total, seis mil estrangeiros.
* O prefeito Gilberto Kassab, otimista, disse que a Indy, cujo contrato inicial é de cinco anos, ficará “o resto da vida” no Brasil. Que voltou para ficar. A prova acontece no dia 14 de março.

C´est fini

Terá 4 minutos de duração a “batalha cinematográfica” do primeiro capítulo da minissérie “A História de Ester”.
A cena, com recurso de computação gráfica e que possibilitou a multiplicação de figurantes, consumiu horas e horas de trabalho.
Estreia em março na Record.
Ficamos assim. Amanhã tem mais. Tchau!

Assuntos desta notícia

Join the Conversation