O negócio das trilhas

O tempo passa, o tempo voa, mas o filme não muda e o final é sempre o mesmo. Irreversível. As emissoras concorrentes da Globo penam com as suas trilhas de novelas, porque nunca estão entre as prioridades das gravadoras ou artistas. Toda e qualquer conversa só co-meça, com as restrições de praxe, depois de esgotadas as negociações com a líder de audiência.

Não há o interesse de ninguém em querer confrontar a Globo. Ficar de mal com ela. Entendem como importante passar essa imagem de “disponível”.
Música em novela do seu horário nobre sempre foi certeza de grandes negócios. Não fosse isso, é importante reconhecer também que muito desse poder exercido pela Globo também se deve ao trabalho sério realizado pelo seu braço fonográfico, a Som Livre.

Daí as complicações do panorama.

E no que diz respeito propriamente ao pelotão de trás, o SBT, em vias de lançar “Uma Rosa com Amor”, fez as solicitações às gravadoras no momento oportuno, mas sabe-se, desde já, que existem limitações e a prioridade será do Projac.

É a tradicional história com final antecipado.

Está salvo
Longe desta coluna a pretensão de ter alterado o rumo da história, mas o que aqui foi dito ontem se modificou nas últimas horas.
O personagem do Rodrigo Phavanello em “Ribeirão do Tempo”, próxima novela da Record, deve seguir em frente.
Não vai mais morrer no começo da história.
 
Nem tem como
Silvio Santos ainda mantém o costume de sair de casa sozinho. Dirige o seu próprio carro nas idas e vindas para o SBT e nunca fez uso dos serviços de seguranças.
Pessoas mais próximas, no entanto, revelam que depois dos últimos acontecimentos e do assalto a sua casa no fim de semana passado, alguns desses hábitos serão alterados.
 
Será?
Quem passou perto da “Esquina do Samba”, no Anhembi, diz que o jornalista Chico Pinheiro  não gostou das mudanças realizadas na transmissão do carnaval da Globo.
No vídeo, pelo menos, não demonstrou. Apareceu sempre muito simpático.
 
Agora vai
Dentro de poucos dias a programação do SBT já estará à disposição dos 230 mil assinantes da Telefônica TV Digital. O sinal da emissora foi retirado do ar pela operadora em novembro de 2008 e as negociações para o seu retorno vinham se arrastando desde setembro passado.
Parece que está tudo muito bem encaminhado.

Quase no ponto
Após sofrer acidente de carro na zona Sul do Rio, quinta-feira passada, Tom Veiga recebeu alta hospitalar. Está respondendo bem ao tratamento.
Muito em breve, o intérprete do Louro José no programa “Mais Você”, de Ana Maria Braga, deve retomar as suas atividades normais.
 
Opção pessoal
Muita gente pergunta: cadê o Eduardo Moscovis? Depois de “Alma Gêmea”, em 2006, ele não fez mais novelas. Se afastou de vez.
Se deu ao direito ou ao luxo de não renovar com a Globo e optar por outros trabalhos, o que não é nada comum no meio. E já se vão 4 anos… e nada. Continua de fora.
 
Piada de sempre
A Rede TV! capricha, parece que faz mesmo questão de passar uma imagem não muito séria. Na sua cobertura de carnaval, pessoas como a ex-BBB Ana Carolina, Viviane Araújo, Mirella Santos e Carla Perez foram transformadas em repórteres.

Não tem como mudar o curso do rio. Perguntas medíocres geram respostas idiotas e foi o que se viu nos 4 dias. Que profissão desmoralizada é essa.
Por que não colocar verdadeiros jornalistas na função? E tem tanta gente boa dando sopa na praça.

O melhor de todos, justiça se faça, foi Leo Aquila. Soube se colocar educadamente diante dos seus entrevistados e nunca atropelou ninguém.

Serginho-Groisman
Filme Tosco – Entre as novidades que Serginho Groisman (foto) vai apresentar neste 2010, ano em que o “Altas Horas” completa 10 anos, está o quadro “Festival do Filme Tosco”. Os telespectadores e internautas poderão enviar para o programa filmes de baixa qualidade, feitos por celular, de até 2 minutos.  

Porta copo
Enquanto desfilou pelos camarotes do sambódromo carioca, Ronaldo Fenômeno sempre esteve com apoio de vários seguranças.
Um especialmente para carregar o seu copo de cerveja. Jogador medalhado é outra coisa.

BATE E REBATE

* Difícil entender: se a Globo considera o carnaval do Rio mais importante que o de São Paulo, por que trocou Cleber Machado pelo Luiz Roberto?
* Até dentro da própria emissora essa troca não foi assimilada. Ainda é bem questionada.

* Márcia, da Band, renovou o estoque de fotografias nas vinhetas do seu programa na Band.

* Paola Oliveira agradou. Se depender da escola será novamente rainha da bateria da Grande Rio no ano que vem.

* O que o regime e a malhação não conseguiram, o carnaval fez por ela. Na quarta-feira de Cinzas foi anunciado que Ivete Sangalo perdeu 5 quilos.

* Informa-se que Lavínia Vlasak, depois de cumprir “quarentena”, porque esteve na Record, poderá  reaparecer nas novelas da Globo.

* Reynaldo Gianecchini fez rápida viagem ao exterior e  na quarta-feira já estava de volta a São Paulo para gravar externas de “Passione”.
* Nada fechado por enquanto, mas Thayla Ayala está bem próxima de novo trabalho na Globo.

Assim que funciona
Tiago Santiago, responsável pela adaptação de “Uma Rosa com Amor” no SBT, tem a novela nas mãos. Isso não é segredo para ninguém.
A equipe recebeu ordens do dono para seguir tudo que ele mandar.
Silvio Santos deixou bem claro o seguinte: “se for sucesso, mérito todo dele. Se não for…”
 
Fato curioso
“Uma Rosa com Amor” tem um caso interessante nos seus bastidores. A estréia será em março. Está confirmada. Só que, por causa do atraso nas obras, nada até agora foi gravado na cidade cenográfica.
Em estúdio, para se ter uma idéia, estão fazendo cenas do capítulo 50. 

C´est fini
O canal TNT vai exibir a festa de entrega do Oscar na íntegra, dia 7 próximo, a partir das 22 horas.
A apresentação será de Chris Nicklas, com comentários de Rubens Ewald Filho.
A Rede TV! estabeleceu da seguinte maneira a ordem de estréias dos seus reali-ties shows: “Mega Senha”, em março; “O Último Passageiro”, em abril; e “O Tanque dos Tubarões”, em maio.
É isso. Amanhã tem mais. Tchau!

Assuntos desta notícia

Join the Conversation