Política nacional 20/02/2010

“Nos anos 90, a crise da Grécia já teria quebrado o Brasil”.

Presidente Lula, ao elogiar a si mesmo e criticar seu antecessor tucano FHC.

 RJ: sinecura fez deputado trabalhar no Carnaval
Ogovernador Sérgio Cabral (PMDB) e os deputados estaduais do Rio de Janeiro estão tão empenhados na indecorosa criação de um terceiro Tribunal de Contas no Estado que a Assembléia Legislativa trabalhou até em pleno Carnaval, para cumprir os prazos da proposta de emenda constitucional da safadeza e aprová-la até março. Por que a pressa? É que em abril vence o prazo para nomear conselheiro do novo tribunal.

Conversa mole
O pretexto para mais um Tribunal de Contas no Rio seria “fiscalizar” as contas dos municípios, o que já é feito, e bem, pelo atual TC do Estado.

A conta é nossa
Serão gastos R$ 140 milhões só na criação do novo Tribunal de Contas do Rio. Terá sete conselheiros vitalícios, em geral ex-deputados.

Ataque ao Erário
Vai ganhar R$ 25 mil mensais, mordomias e aspones, cada conselheiro do novo Tribunal de Contas do Rio, indicados por Sérgio Cabral.

Lei desrespeitada
A emenda criando o novo TC do Rio ignora a Lei de Responsabilidade Fiscal, que manda indicar a fonte dos recursos para manter a sinecura.

Autor de ‘Olga’…
É raro, mas acontece: é grande o alvoroço na bela e histórica Mariana (MG) contra a cassação, dia 2, do prefeito Roque Camêllo (PSDB) por suposta perda de prazo para defesa (segundo a candidata derrotada), após ele ser absolvido no mérito pelo Tribunal Regional Eleitoral. Marianense, o escritor Fernando Morais defendeu o prefeito, um sujeito decente “que virou uma página negra na história da cidade”.

Lembranças da ditadura
Segundo Fernando Morais, o prefeito de Mariana enfrentou poderosos interesses econômicos “desde os tempos do (ministro) Abi Ackel”.

Suspense
O cargo de Camêllo depende agora do ministro Ayres Brito, do Tribunal Superior Eleitoral, que poderá ou não suspender os efeitos da decisão.

Visita
O governador interino do DF, Paulo Octavio, disse que pretende visitar o governador preso, José Roberto Arruda, mas ainda não sabe quando.

Promoção por mérito
O ex-consultor jurídico Rafael Thomaz Favetti foi convidado pelo ministro Luiz Paulo Barreto para assumir a Secretaria Executiva do Ministério da Justiça. Ele aceitou, só falta efetivar.

Cadeia neles
Centenas de pessoas invadiram uma área pública, no DF, de proteção ambiental, na expectativa da eventual vitória de Joaquim Roriz (PSC), na disputa pelo governo local. Somente ontem, o delegado Miguel Lucena, da Polícia Civil, meteu vinte grileiros na cadeia.

Na mira da polícia
A Polícia Civil do DF identificou dois supostos líderes da nova invasão de terra pública, que não ocorria há dois anos: o ex-deputado José Edmar, que até já foi preso por isso, e o fiel escudeiro Pedro Barbudo.

Helio lidera em Minas
Pesquisa Sensus indica que o ministro Helio Costa lidera a disputa pelo governo de Minas, seja quem for o candidato do PT. O ex-prefeito de BH Fernando Pimentel teria 24,1%; o ministro Patrus Ananias, 18,8%.

Alencar desequilibra
Segundo a pesquisa do Instituto Sensus, se o candidato apoiado pelo PT-PMDB ao governo de Minas for o vice José Alencar (PRB), como esta coluna revelou em primeira mão, muda tudo. Ele tem 39,9%, contra 19% de Anastásia (PSDB) e 22,2% de Itamar Franco (PPS).

Crack por perto
Enquete do Ministério da Saúde na internet sobre as drogas mostra que o crack está a cada dia mais perto. Quase 70% dos entrevistados disseram conhecer algum usuário da droga derivada da cocaína.

Muchas gracias
O embaixador Antônio Simões foi condecorado ontem em Caracas, pelo “fundamental apoio” à entrada da Venezuela no Mercosul. O chanceler Nicolás Maduro aposta na “identidade de visões e objetivos”.

Caçando encrenca
Novo revés para os franceses: os Emirados Árabes agora exigem trocar os mísseis dos 60 caças Rafale que encomendou, pelos americanos da Boeing. Teriam mais precisão e alcance que a nova versão dos Exocet, e poderiam atingir alvos no interior do Irã.

Bola de cristal
Ontem no Estadão, Lula não só elegeu presidente sua candidata Dilma Rousseff, como previu a reeleição dela. Abre o olho, mãe Dinah!

PODER SEM PUDOR

A medicina de Ponta Grossa

O escritório do então presidente nacional da OAB, Roberto Busato, em Ponta Grossa (PR), era vizinho ao do advogado José Fernando Rosa, que depois foi juiz e chegou a presidir o TRT do Paraná. O prédio abrigava também vários consultórios médicos. Certo dia, Rosa foi abordado por um homem:
– Doutor, estou com um problema: uma inflamação no testículo esquerdo…
– Me desculpe, o senhor bateu no lugar errado. Sou especialista em Direito.
– A medicina de Ponta Grossa é muito evoluída – concluiu o apressado “paciente” – tem até especialista em testículo esquerdo e especialista em testículo direito…

Assuntos desta notícia

Join the Conversation