Política nacional 26/02/2010

“Se for solto, Arruda não volta ao governo”.

Nélio Machado, advogado do governador afastado do DF, José Roberto Arruda.

Impugnação do STJ pode ser opção de Arruda
A defesa de José Roberto Arruda estuda a estratégia de tentar impugnar a ação do Superior Tribunal de Justiça na instrução criminal da Operação Caixa de Pandora, da PF, anulando inclusive a prisão do governador. É que entre os citados em vídeos de Durval Barbosa estão deputados federais como Michel Temer (PMDB-SP), presidente da Câmara, que só podem ser investigados no Supremo Tribunal Federal.

Estaca zero
Desqualificando o STJ, a defesa de Arruda provocaria a transferência do inquérito ao Supremo Tribunal Federal, como no Mensalão do PT.

Negativa
Outros deputados federais citados em gravações de Durval Barbosa, como Augusto Carvalho (PPS-DF), negam envolvimento no caso.

Efeito-etanol
Ao deixar Cuba ontem, Lula disse que “a cabeça de Fidel (Castro) está melhor que a minha”. Taí, enfim, uma verdade inconveniente.

PAC com salsa
Fez falta a ministra-candidata Dilma na inauguração das obras do porto perto de Havana. Afinal, trata-se de Plano de Ajuda a Cuba, legendado.

PT e ‘arrudistas’ juntos
O PT fez um acordo com a bancada pró-Arruda, na Câmara Legislativa do DF, para livrar a cara do deputado petista Cabo Patrício, arquivando processo contra ele por quebra de decoro. Lei de sua autoria beneficiou empresas da família de Leonardo Prudente, aquele que meteu dinheiro em meias. Pelo acordo, os arrudistas “apenas citados” no escândalo da Caixa de Pandora também se livram do risco de perderem o mandato.

Pizzaoila
Na seção que livrou Cabo Patrício, a deputada Érica Kokay (PT) atuou como presidente da Comissão de Ética e como “advogada” do colega.

Meia calabresa
O acordo da “pizza de panetone” prevê a cassação só dos deputados que aparecem em vídeo recebendo dinheiro de Durval Barbosa.

O domínio delas
O Brasil tem hoje 603 mil advogados inscritos na OAB. As mulheres representam hoje 50,5%: são 304,8 mil.

Serra anuncia em março
Reunida, quarta, no apartamento de FHC em São Paulo, a cúpula do PSDB pressionou José Serra a anunciar a candidatura presidencial. Acertaram que seria em março. E que vão argumentar a Aécio Neves, o “vice perfeito”, sua “inutilidade” no Senado com Dilma presidente.

Vaya com Dios
O presidente eleito do Uruguai, José “Pepe” Mujica, quer “importar” brasileiros para o campo, dado o escasso interesse dos uruguaios.
Ex-guerrilheiro, Mujica poderia começar com os bandos do MST.

Você já sabia
Jornalões do Rio e São Paulo descobriram o escândalo divulgado nesta coluna, na semana passada: a criação de um novo Tribunal de Contas no Rio, para fiscalizar o Estado e, claro, alocar apaniguados.

Como bandido
Coronel da reserva da PM-DF, que “hospedou” em quartéis sob seu comando presos como o ex-ditador paraguaio Alfredo Stroessner, o deputado Alberto Fraga (DEM-DF) diz que nem Fernandinho Beira-Mar recebeu tratamento tão ruim, no cárcere, quanto o governador Arruda.

Durval com dendê
Durval Barbosa faz escola. No município de Madre de Deus (BA), que é pequeno, mas ficou rico graças aos royalties de petróleo, um ex-secretário gravou a prefeita, que é do PMDB de Geddel Vieira Lima.

Oráculo
No conselho familiar, o voto de Josué, primogênito do vice José Alencar, será imperativo para decidir se o pai vai ou não vai disputar o governo de Minas – uma articulação revelada nesta coluna. Josué é quem dirige o conglomerado empresarial da família.

Doutora primeira-dama
A Justiça do Rio deu prazo de dez dias para o governador Sérgio Cabral explicar o contrato de sua mulher, advogada Adriana Ancelmo, com o Metrô do Rio. O Ministério Público pôs no banho-maria.

Yankees, come home!
Há quem veja “briga de patrocínio” no agasalho Nike que o ditadorssauro Fidel Castro usou na foto com Lula. Antes, era só a alemã Adidas, a maior rival da marca americana de material esportivo.

Pergunta ecológica
Arruda não é uma plantinha para afastar o que não presta?

PODER SEM PUDOR

Água enferruja

Bom como nenhum dos seus ilustres sucessores, Jânio Quadros decidiu em 1985 sair candidato a prefeito de São Paulo. Seu staff passou a organizar almoços em casa de correligio-nários, em todos os bairros. Um dia, uma anfitriã perguntou, antes de servir a comida:
– O senhor aceita água, presidente?
– Água, minha senhora – respondeu Jânio – é para radiador de automóvel.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation