Pular para o conteúdo

Alto Acre quer fechar resto do elenco e patrocinadores

Enquanto os jogadores do Alto Acre correm por uma melhor preparação dentro de campo, diretoria e comissão técnica correm com outros dois objetivos: fechar o restante do elenco para a disputa do Estadual Acreano e o restante dos patrocinadores para estruturar o representante da regional no certame profissional.

 Apesar de alguns jogadores estarem integrados ao grupo, muitos deles ainda não assinaram contrato, o que deve ocorrer até o final desta semana. “Para o amistoso deste sábado (contra a Adesg) poderemos avaliar melhor nossas carências e até mesmo pedir jogadores nas posições que sentirmos necessidade”, disse o técnico Júlio César.

 Na última quarta-feira, o Alto Acre recebeu o atacante Luizinho e o goleiro Josimar, enquanto o volante Mamude está integrado há uma semana. “Indiquei também jogadores para a zaga e o ataque”, adiantou Júlio. Segundo o técnico, os jogadores devem vir dos seguintes centros: Rio Grande do Sul, São Paulo ou até mesmo de Rio Branco.

 Por enquanto os trabalhos estão sendo divididos entre a preparação física com Jorair Santana e a técnica com Júlio. As constantes chuvas tem impedido que os planejamento venha sendo executado conforme a programação. “Temos que aproveitar cada espaço que o clima permite”, lamenta o técnico.
 Fora de campo, parte da diretoria vem trabalhando para conseguir recursos no setor privado. O secretário de Esportes de Epitaciolândia, José Ivonaldo, explicou que as cinco prefeituras do Alto Acre vem contribuindo com uma média de R$ 5 mil, porém o gasto mensal na folha de pagamento será de R$ 17 mil, totalizando R$ 51 mil em três meses. “Isso sem mencionar a logística, com uniformes, hospedagem, alimentação, transporte, entre outros”, disse o dirigente.

Júlio César – Natural de Pelotas/RS, aos 41 anos, Júlio César tem sua primeira passagem pelo futebol acreano. Como principal título, o técnico tem a Copa Peru, uma espécie de Copa do Brasil do país vizinho.
 
Passou por equipes no Brasil, além da passagem pelo Peru e Bolívia. Esteve no Cristal/Peru (equipe que disputou a Libertadores da América), 13 da Paraíba, Nacional de Patos/RS, entre outras equipes.