Pular para o conteúdo

Coleta Seletiva separa diariamente duas toneladas de material reciclável na capital

Material é levado para o galpão do Projeto Catar, gerando renda e emprego em Rio Branco
A cidade de Rio Branco conta com a Coleta Seletiva do Lixo, e neste mês de fevereiro a iniciativa apresentou resultados positivos, com quase duas toneladas de material reciclável coletadas diariamente.

projeto

“Materiais como vidro, plástico e papelão têm uma destinação certa. Antes, esses materiais eram misturados com o lixo doméstico, quando não iam parar nos igarapés e rios. Agora eles geram emprego e renda”, disse o coordenador da Coleta Seletiva, Francisco Pereira, satisfeito com os resultados.

Rio Branco conta com três caminhões exclusivos para a Coleta Seletiva, além dos Pontos de Entrega Voluntária (PEV). Todo material coletado é levado para o galpão do Projeto Catar, no Distrito Industrial, ou para o galpão, que está instalado dentro da Unidade de Tratamento de Resíduos Sólidos (UTRE). “Nos galpões todo material é selecionado, passa por uma triagem e depois é feita a prensagem, ficando pronto para a comercialização pelos catadores”, explica o coordenador.

A Coleta Seletiva faz parte da política ambiental e de inclusão social desenvolvida pela Prefeitura Municipal de Rio Branco, uma vez que famílias têm sua renda garantida além de contribuir para a preservação dos recursos naturais. Cada catador tem, em média, uma renda de R$ 200 a 500 mensais.

Para a doméstica Orlene da Silva, residente no Abraão Alab, a seleção do lixo é a garantia de vida para as gerações futuras. “Quando nós selecionamos o lixo, estamos contribuindo para o futuro do planeta.”

Para informações, sugestões e reclamações, a Coleta Seletiva dispõe do número 3228-8977.  (Agência de Notícias do Acre)