Recorde do BBB surpreende a própria Globo

Você pode gostar ou não do “Big Brother”. Vai de cada um. É uma coisa subjetiva.

Concordar ou não concordar com ele. Direito que também não pode ser negado a ninguém. Indiscutível.

Mas um programa de televisão que, em dois dias, ao colocar três dos seus participantes na eliminação, chega a 92,3 milhões de votos precisa ser visto com atenção.

E respeito. 

Aí que entra o valor do profissional na televisão brasileira. Em poucos países, mais ou menos avançados, o “Big Brother” provoca toda essa comoção. O nosso, sem qualquer modéstia e orgulho para quem mexe com isto, está entre os melhores.

Evidente que uma coisa nada tem a ver com a outra, mas só para efeito de comparação, no segundo turno das eleições em 2006, juntos, os dois candidatos à Presidência da República totalizaram 95,8 milhões dos votos válidos. Isso depois de um ano inteiro de campanha.

Está certo também, que numa eleição oficial, o cidadão só vota uma vez, mas o “BBB”, em dois dias com o seu “paredão”, passar dos 90 milhões é uma coisa completamente fora dos padrões. Um número.

Nem a Globo esperava por tanto.

Que bobagem
“Poder Paralelo” foi a grande novela da Record nos últimos tempos.
Mas por que programar o seu último capítulo numa noite de paredão do “Big Brother”?
Por que não espicharam em um dia e não terminaram na quarta-feira, concorrendo com o futebol? Haveria até a possibilidade de alavancar melhor os outros produtos.
Deu 17 pontos. Poderia facilmente chegar aos 20 ou 21.
Parece que não pensam.

Me explica
Antonio Fagundes tem uma voz bonita. Hoje, a marca do comercial de um cartão de crédito.
Por que nas novelas, já de muitos trabalhos, ele insiste no tipo da língua presa? Vício que vem do “Carga Pesada”.
Em “Tempos Modernos” também está sendo assim.
Tem que destravar. Cadê a fono da Globo?
 
Vai bem
Se no começo de “Viver a Vida”, ela era uma dúvida, ninguém sabia exatamente o que ia acontecer, hoje se transformou numa agradável realidade.
Está muito bom, maduro, o trabalho da Bárbara Paz como Renata. Convence.
 
Suspenso
A Bandeirantes desativou o link para inscrições do “Zero Bala” que havia no seu site.
Se o seu Departamento Comercial não fechou novas parcerias para o programa que foi comandado por Daniella Cicarelli e Otávio Mesquita, não tinha sentido algum continuar recebendo inscrições ou segurar o link.
Aliás, é bom não esquecer de avisar ao pessoal da Endemol.

Fora da grade
O programa “O Preço Certo”, com Juan Alba, teve os seus trabalhos interrompidos na Record. 

a-Giselle-Iti
Bela grávida
Giselle Itié (foto), ou melhor, sua personagem em “Bela, a Feia”, na Record, vai descobrir que está grávida de Rodrigo (Bruno Ferrari), nos próximos capítulos. Gisele Joras, autora, tem preferência por uma menina.  

BATE E REBATE
* Jornalista Benjamin Back foi contratado pela Bandeirantes para os seus programas de esporte. Estreou na segunda-feira.
* Fórmula Indy no outro domingo – já foram vendidos todos os camarotes.
* Ratinho será o destaque de uma nova promoção que o SBT pretende lançar nos próximos dias.
* Direção da Rede TV! informa que deste mês não passa a definição sobre a sua direção de Jornalismo. Marília Assef, favorita, continua à frente dos trabalhos.
* Atriz Cláudia Alencar foi pensada pelo SBT para “Uma Rosa com Amor”. Ficou nisso. Ela tem contrato com a Record até 2011.
* Neste próximo domingo tem a primeira prova da Truck, em Guaporé (RS), 2 da tarde, na Bandeirantes. Transmissão do Téo José.
* A Globo vai dar uma mexida nos seus correspondentes internacionais.  Apenas o pessoal dos Estados Unidos deve permanecer onde está.
* Falando nisso, o “Jornal da Globo” de terça-feira entrou no ar na quarta, mais de uma e meia da manhã.
* Band ainda não tem data certa para estrear os novos cenários do seu telejornal.

C´est fini
Junto com o cenário, o “SBT Brasil” também estreou a sua nova trilha sonora. Trabalho do Afonso Nigro.
Muito bem feito.
Sobre o “Emergência” ou “Alô, Emergência”, embora existam outras tantas opções para título, a primeira gravação aconteceu na terça-feira. Todo mundo bastante animado.
A banda Hori, liderada pelo Fiuk, filho do Fábio Junior, também do elenco de “Malhação”, lança no próximo “Domingão” o seu primeiro CD.
Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation