Política local 07/03/2010

“Nunca menospreze o pequeno, o grão de areia é que forma o imenso deserto”.

Ditado árabe.

Ação rápida
O governador Binho tem que agir rápido e determinar ao comando da PM tomar providências enérgicas contra a guarnição que algemou, prendeu, e quebrou o telefone celular de um jovem, apenas porque ele registrava uma ação policial, num claro ato de truculência. É o terceiro episódio brutal em pouco tempo, de violência da polícia. E ainda quiseram enquadrar a vítima em “desacato”. Ou se começa a punir agora estes abusos ou isso vai virar uma rotina.

Rebelião dos nanicos
Os partidos “nanicos” da FPA resolveram dar um “grito de liberdade”, e decidiram na última reunião no Ipê: não aceitarão mais a ingerência do assessor do PT, Nepomuceno Carioca.

Doidinhos
Estão doidinhos para levar um cascudo e um baita carão do Carioca por conta da presepada!

Conversa franca
Depois que formarem as chapas, eles devem chamar o  senador Tião Viana (PT), a quem vão apoiar para o governo e pedir garantia de espaço no seu eventual governo.

Minha opinião
Eu me reservo ao direito de ver com ceticismo este tipo de ação. Em todo período que antecede as eleições os dirigentes dos partidos pequenos vêm com a mesma conversa.

Valentes de ocasião
Essa valentia, em toda eleição, acontece apenas em quatro paredes. Mas, na presença de quem está no poder se borram de medo de reivindicar e vai ficando por isso mesmo.

Só uma saída
O deputado federal Petecão (PMN) precisa deixar cair a ficha que só será candidato ao Senado com apoio do PSDB, se Sérgio Barros ou o Márcio Bittar aparecerem muito mal nas pesquisas.

Não se sustenta
Sérgio Barros, por exemplo, que venceu a prévia do PSDB, só não sustentará sua candidatura ao Senado se aparecer na pesquisa do diretório nacional com um risco na preferência popular.

Muita discussão
O nome a ser indicado pela aliança PSDB-PPS-PTdoB-DEM-PSL para ser o candidato do grupo ao Senado ainda vai comportar debates acirrados.

Não foi colocado
Esclarecendo:  na mais recente pesquisa feita pela oposição o nome do deputado federal Henrique Afonso (PT) não foi incluído como candidato ao Senado.

 Candidatura reiterada
Falando em Henrique Afonso, o médico Julio Eduardo (PV), afirmou em entrevista recente na televisão que, os verdes continuam com o nome do parlamentar para disputar o Senado.

Piada da semana
Se tivesse que votar na piada da semana cravaria seco na afirmação de que o “Conselho Político” vai nortear os rumos da campanha e escolher os candidatos majoritários da FPA.

Caduquice chegando
O Osmir Lima está ficando caduco: com muitos janeiros de campanhas nas costas, acreditou!

 Barrado no baile
Andaram sendo feitas sondagens junto aos pequenos partidos para a inclusão do deputado Zé Carlos (PTN) numa aliança, mas, a hipótese foi descartada na hora.

Motim anunciado
É que a inclusão de Zé Carlos (PTN) na chapa dos “nanicos” quebraria o pacto de não aceitar deputados, o que poderia gerar uma debandada em massa dos demais candidatos.

Zamir disparado
O empresário Zamir Teixeira (PTB) dispara na pesquisa com os internautas no “Blog do Calixto”, como o preferido para ser o suplente do segundo candidato da FPA ao Senado.

Bate longe
Zam, o “Terrível”, bate longe os demais pesquisados Osmir Lima e Zila Bezerra.

Não será fácil
Anotem e me cobrem: se o Márcio Bittar (PSDB) ou Sérgio Petecão (PMN) – apenas um – disputarem o Senado, não será nada fácil a FPA eleger os dois senadores.

Encampado na cúpula
Isso encontra eco, inclusive, em políticos e dirigentes importantes da própria FPA.

Nenhum indício
Nas pesquisas que vi até hoje feitas por partidos de oposição não existe nenhum indício científico nos números levantados que possa haver um segundo turno para o governo.

Votos em dobro
Em todas elas o senador Tião Viana (PT) tem quase o dobro da soma dos adversários.

Peça importante
Ter um bom escritório de advogados nas eleições é de suma importância para os partidos. Um dos melhores neste ramo, no Acre, é o da banca do experiente e preparado Ruy Duarte.

 Páreo Federal
Resultado do páreo corrido ontem na Capital para o “Prêmio Federal”:  a potranca Camarada chegou bem na frente, seguida do cavalo Cabeçudo, em terceiro o corcel Jacaré, e logo após o potro Bitarito, seguido do Mandi do Juruá. Puxando a rabada o manga-larga Sibati.

Páreo governamental

Em divulgação exclusiva, vai o resultado do páreo de ontem no “Hipódromo do Governo”:  Estrela Vermelha chegou disparado em primeiro lugar cravando 53 segundos, seguido de Paranaense fechando em 20 segundos, e encerrando a raia o Filho do Galo com 14 segundos. A se confirmar estas posições com os mesmos tempos nas próximas corridas, o Estrela Vermelha vencerá a temporada sem a necessidade de um páreo extra para definir o campeão do ano.      

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation