Política nacional 28/03/2010

“Não acredito que isso [isolamento] vá acontecer”.

Governador mineiro, Aécio Neves, sobre o papel de FHC na campanha do PSDB.

 GO: ‘twitteiro’ ameaçado por denunciar tucanos
Oclima eleitoral esquenta em Goiás. Ao amanhecer de quarta-feira (24), três homens mascarados invadiram a casa do contador João Carlos Habib Corrêa, e mantiveram sua mulher e dois filhos de 3 e 5 anos sob a mira de pistolas apontadas para suas cabeças, enquanto ele era obrigado a deletar do seu Twitter, o @Goias_Verdade, com denúncias contra o PSDB local e contra um ex-dirigente do Sebrae.

 Sob sigilo
A agressão do “twitteiro” de Goiás está sendo investigada sob sigilo pelo serviço reservado da Secretaria de Segurança Pública de Goiás.

Batom na cueca
A placa do automóvel usado pelos agressores do “twitteiro” goiano foi registrada pelas câmeras de segurança de uma padaria.

Dolce far niente
O secretário-geral da Presidência, Luiz Dulci, tirou férias na sexta (26). Volta, ele jura, em 1º de abril. Podia pregar mentirinha no patrão.

Boca maldita
José Dirceu não gosta mesmo de Ciro Gomes: “Depois de um discurso, ele é obrigado a fazer outros três para tentar reparar os estragos”.

Padilha acusado…
Tentando candidatar-se ao Senado pelo PMDB-RS, o deputado Eliseu Padilha está sob suspeita de usar o EAD-Fugrs (Educação à Distância) para “turbinar” enquetes em colunas políticas, como a do site de Políbio Braga, onde venceu com 31% e Ana Amélia Lemos (PP) somou 25%. Padilha criou o Ensino à Distância da Fundação Ulysses Guimarães (FUG), que ele preside. E chama a acusação de “choro de perdedor”.

Pesquisa real
Segundo pesquisa Methodus, Eliseu Padilha está em 4º para senador, com 12,9%. Rigotto lidera (49,8%), Paim tem 46,4% e Ana Amélia 33,5%.

A voz do povo
Papo no metrô do Rio: “Com tanto jogador do Flamengo na polícia, o time vai fazer regime; regime semiaberto”. O vagão veio abaixo.

Substituição
O ministro Hélio Costa (Comunicações) vai ao Equador amanhã no avião do presidente Lula. Conversarão sobre o substituto no cargo.

Chora, contribuinte
O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, vai contratar seis agências para gastar R$ 180 milhões por ano – verba que só os Emirados Árabes podem torrar em propaganda sem chorar.

Fim do caminho
Após trezentos anos, a ineficiência liquida os Cor-reios. A estatal até já cancelou Sedex para o Norte e Nordeste porque não pode honrar o compromisso de entregá-los em 48 horas. Tampouco em 72, 96, 120…

Tempo fechado
Além da greve dos professores, o governador tucano José Serra soube pela Secretaria de Saúde que 73% dos presos no Centro de Detenção Provisória-2 e no presídio José Parada estão com tuberculose.

Caixa alta
O prefeito paulistano Gilberto Kassab (DEM) abriu mão do candidato mais rico do país na chapa de deputados federais do partido: Airton Garcia, com patrimônio declarado de R$ 224 milhões nas eleições de 2008, vai apoiar o PSDB na sua região, São Carlos.

Apoio de peso
O treinador da seleção brasileira tem um defensor de peso: João Havelange, presidente de honra da Fifa. Ele tem na ponta da língua os títulos e os números da era Dunga para reafirmar sua admiração.

Abandonados
Inaugurada para homenagear o roqueiro, que nasceu em Brasília, a praça Renato Russo, na QI 11 do Lago Sul, completou dois anos ontem convertida em abrigo de meninos de rua, que ali dormem amontoados.

Tá feia a coisa
A FAB confirmou, através de uma alta patente militar francesa, que o empenho de vender os Rafales se deve à péssima situação financeira da Dassault. Se não vender os Rafale ao Brasil, deve pedir falência.

Nossa grana
Preso há 40 dias acusado de tentar atrapalhar as investigações do caso Caixa de Pandora, o suplente de deputado distrital Geraldo Naves (DEM) torrou R$ 41,5 mil em combustível durante o ano de 2009.

O nome do crime
Abusar sexualmente de uma criança é pedofilia. Continuar acreditando no PT na idade adulta é “PTofilia”.

PODER SEM PUDOR

Mico na árvore

Em palestra para candidatos do então PFL (atualmente DEM), o ex-ministro Gustavo Krause mostrou como político sofre. Prefeito de Recife, sua assessoria o levou a plantar Pau Brasil no Dia da Árvore. O locutor, empolgado, encerrou a cerimônia assim:
– Ele agora vai plantar e depois colher seus frutos!
O pessoal está esperando até hoje.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation