Política nacional 30/03/2010

“…todos membros do PT recomendem que o candidato seja outro”.

Eduardo Suplicy explicando a desistência de disputar o governo de São Paulo pelo PT.

ECT: gestão ruim pode ser punida na Justiça
Entidades que representam trabalhadores dos Correios e Telégrafos articulam ação judicial para responsabilizar a atual direção, chefiada pelo presidente Carlos Henrique Custodio, por sua gestão desastrosa, que levou a estatal ao vexame de perder a eficiência, a confiança e respeito dos brasileiros. Entrega encomendas com atraso e cobra até cinco vezes mais que congêneres de outros países. É o fundo do poço.

Para privatizar
A ECT despreza a qualificação e concursos, e se recusa a investir em eficiência. Parece de propósito, para forçar a privatização da estatal.

Sem comentários
O presidente da ECT não comentou as acusações. Sua assessoria diz que ele precisaria antes conhecer ao teor das futuras ações judiciais.

‘Grande vitória’
Para José Dirceu, 26% ou 30% para Dilma “já são uma grande vitória”. Ele vê “espaço para crescer na baixa renda”, com o apoio de Lula.

Lula em 2014
Roberto Jefferson (PTB) acha que Dilma “é mandato-tampão”, porque a “luta do século” será em 2014, entre “o presidente José Serra e Lula”.

DF: burocracia retém…
Tomógrafos, mamógrafos, aparelhos de raios-x, equipamentos para dentistas etc, estimados em pelo menos R$ 10 milhões, adquiridos em 2009, estão encaixotados em dois depósitos da Secretaria de Saúde do governo do DF, no Setor de Indústria e Abastecimento e no cemitério da cidade, desde junho do ano passado, por falta de “plaquinhas de patrimônio”. A saúde no DF é considerada uma das piores do país.

Uma gestação
Comprados na gestão do deputado Augusto Carvalho (PPS) na Secretaria de Saúde, os equipamentos estão guardados há 9 meses.

Republiqueta
Como em todos os dias, na última semana, faltou energia ontem na região central da Capital da República, na hora do almoço. Duas vezes.

PAC-zero
O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), diz que o PAC permitirá ao futuro governo não começar do zero. Bota zero nisso.

Alô, TSE
Até no palco do factóide do “PAC-2”, ontem, Dilma Rousseff circulou com assessores de campanha (imprensa, imagem, fotógrafo). Qualquer semelhança com palanque eleitoral não foi mera coincidência.

Oremos
No palanque do PAC-2, Dilma usou 23 vezes as palavras “celebrar” ou “celebração”, a pedido de Gilberto Carvalho, o carola chefe de gabinete do presidente Lula, para tentar atrair as igrejas, em especial a Católica.

Dedos traidores
A emoção quase virou ato falho, ontem, no Twittwer da deputada Fátima Bezerra (PT-RN) “Ptle Lula encerrou senidade pac 2. E dá-lhe Dilma ole ole olá”. Ela quis dizer sanidade ou senilidade?

Vexame evitado
Caso clássico de desistência para evitar vexame nas urnas é do chanceler Celso Amorim, a quem o serpentário do Itamaraty chama de “megalonanico”. Queria ser deputado federal ou senador pelo Rio.

Conversador
Com modestas chances eleitorais, o secretário de Portos, Pedro Brito, espalha no Ceará que desistiu de ser deputado federal para atender a um pedido, ao pé da orelha, da ministra Dilma Rousseff. Mas é lorota.

Serra bonito
Agora na equipe de redatores do “Pânico na TV”, Ciro Botelho define o único momento em que o presidenciável tucano José Serra é bonito: “É quando ele chega tarde em casa e a mulher grita: ‘Bonito, hein?’”

Pimenta, o retorno
O ex-ministro de FHC Pimenta da Veiga foi “elogiado demais”, segundo uma raposa mineira, em reunião chefiada por Aécio Neves para avaliar o desempenho do governo, há dias. Pimenta terá cargo importante na gestão de Antonio Anastásia, até dezembro. Ou quer ser vice de Serra.

Pânico em NY
A informatização do Serpro no consulado do Brasil em Nova York não prevê estorno, por isso, se errarem, os funcionários têm que pagar. O consulado fatura US$ 1 milhão por ano. À beira de um ataque de nervos, os contratados locais estão sob acompanhamento psicológico.
 
Desastre
Se o PAC-2 fosse trem, teria engavetado o PAC-1, paradão na linha.

 Selva de governo

Beto Albuquerque (PSB-RS) era vice-líder do governo e respondia uma hora e meia depois, plenário vazio, a mais um discurso do líder do PFL, José Carlos Aleluia (BA). Lá pelas tantas, escorregou na bajulação:
– Luiz Inácio Lula da Selva é a maior liderança dos países emergentes…
Selva? Aleluia não perdoou o ato falho:
– Isso lembra meio ambiente, bicho, que nos remete a Waldomiro…

Assuntos desta notícia


Join the Conversation