Na abertura do Acreano, clássico entre Juventus e Rio Branco no Arena

Atualmente, no futebol acrea-no, não existe maior rivalidade dentro e fora dos gramados que entre AC Juventus e Rio Branco FC. Devido um critério de sorteio e não de resultados na última temporada, o clássico “Pai e Filho” acabou saindo na primeira rodada do Campeonato Estadual Acreano, neste domingo, a partir das 19h30, no estádio Arena da Floresta.Untitled-1
As duas equipes fizeram questão de esconder ao máximo qualquer informação para seu adversário. Mudança de horário de jogos, treino com mais de uma formação na véspera do jogo. Na “bolsa de aposta” do Senadinho, o Estrelão é disparado o favorito para vencer o clássico, talvez influenciado pelo resultado ainda na Copa do Brasil.

O técnico Tiago Nunes deixou claro que o trabalho forte dos jogadores no meio de campo acabou criando uma dúvida. Entre Ismael, Nenem e Anselmo, apenas dois farão sua estréia pelo Estadual Acreano. Indiferente a quem entre, o jovem Anselmo ressaltou: “venho fazendo o que o professor pede, jogando mais recuado e marcando mais forte, o que nem sabia ser um potencial meu”, disse com sinceridade o jogador de apenas 20 anos.

Talvez uma das principais mudanças promovidas pelo novo técnico será Ley como meia esquerda, com uma postura bem mais ofensiva e sem ter que voltar para marcar. “Com isso dou mais liberdade para a sua criação”, disse o técnico. O meia, que chegou a treinar com Pugliese nesta posição, afirmou que chegou a estranhar a posição, no entanto com os treinamentos assimilou e está apto a trabalhar. “Agora ela – a posição – vem agradando, o que vem gerando mais chance para apoiar o ataque e até concluir”, disse Ley.

Para Tiago, não existe nenhuma surpresa na melhora de rendimento de Anselmo e Ley. “Não vejo como surpresa, pois como técnico preciso potencializar as qualidades dos jogadores”, afirmou. “O trabalho vem fluindo bem e os jogadores estão disposto a fazer uma boa temporada”, adverte.

Juventus – Antes mesmo de estrear no Estadual Acreano, o AC Juventus está no seu terceiro técnico. Marcelo Altino foi apresentado para substituir Edson Maria, campeão Estadual em 2009, porém antes mesmo de enfrentar o Atlético/MG pediu demissão, ficando na responsabilidade do diretor de futebol, Illimane Suares. A goleada para o Galo Mineiro e problemas internos com jogadores, acabou resultando na sua saída também para a entrada de Ico. O ex-zagueiro chegou como reforço para o setor defensivo, porém do dia para a noite acabou se transformando em técnico.

Acostumado ao futebol europeu, mais precisamente o português, Ico vem mantendo em segredo a escalação de quem enfrenta o Estrelão. Se a escalação é uma incógnita, o certo é que a exemplo de Tiago, o novo técnico Ico também irá promover alterações em posições de jogadores que estão a jogar, como ocorrerá com Antônio Marcos, lateral de origem, mas que deve jogar no meio.

Favorito x desconhecido – A abertura dos jogos no estádio Arena da Floresta terá duas equipes: Atlético Acreano e Plácido de Castro. Se Galo trouxe jogadores bem conhecidos, no Plácido alguns jogadores são totalmente desconhecidos do torcedor.
O fato mais interessante é que antes mesmo da bola rolar, as duas equipes disputaram fora do gramado jogadores de origem de Plácido e o Atlético, um dos principais favoritos ao título, acabou vencendo o “primeiro round”. Para se ter idéia os três jogadores mais conhecidos do representante da fronteira é o goleiro Máximo e os atacantes Zico e Babá.

Arbitragem – Árbitro Josimar Almeida, com a assistência de Justino Aprígio e Civaldo Nery, com Antônio Neuricláudio no 4º árbitro, no estádio Arena da Floresta. No jogo de abertura, entre Plácido de Castro e Atlético Acreano, apita Carlos Santos, com a assistência de João Jácome e Gladson Guerreiro, com Luck Johnson no 4º árbitro.

Juruá em festa – Único representante do Vale do Juruá, o Náuas desta vez apostou em trazer um técnico de fora do Estado – Neneca -, além de uma renovação em parte do seu plantel. Com cinco jogos em casa, no Totão, Náuas também aposta na força de sua torcida, principalmente contra um Independência diferente da última temporada.
O tricolor aposta na comissão técnica formada por Jangito e Rai-mundo Ferreira. Para formar o elenco, a dupla promoveu várias peneiras no campo do Marinho Monte, para tentar descobrir novos valores. A arbitragem será de Carlos Ronne, com a assistência de Renne Santos e Edvaldo Cruz, com Rallid Mourão no 4º árbitro.

Amizade dentro e fora de campo – A maior aposta do Vasco da Gama é a dupla de amigos e técnicos Edson Maria (atual campeão Estadual) e Ulisses Torres (vice-campeão) que são aposta certa, apesar de montarem uma equipe modesta na sua grande maioria “pratas da casa”.

Pelo fato do jogo ser em Senador Guiomard, a equipe da Adesg espera contar com o apoio da torcida. Na pré-temporada, o Leão do Quinari não conseguiu encantar a torcida e pode acabar se tornando um dos “favoritos” ao rebaixamento. Porém, é importante ressaltar, que a Adesg jogará sete vezes no Naborzão. A arbitragem será de Airton Viana, auxiliado por Mário Jorge e Gilsomar Lopes, com Rubens de Oliveira no 4º árbitro.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation