Acre lança sistema de acompanhamento da gestão escolar

A Secretaria de Estado de Educação lançou nesta sexta-feira, 19, o Sistema de Acompanhamento da Gestão Escolar (Sage), ferramenta que facilita a certificação das avaliações e qualifica as práticas de gerenciamento educacional. O programa foi desenvolvido pela SEE em parceria com a  Fundação Luis Eduardo Magalhães, de Salvador (BA), e  possibilita aos técnicos e diretores acesso direto e em menor espaço de tempo às informações da situação da escola como um todo e das turmas em particular – sobretudo permite o levantamento de dados para realizar intervenções imediatas e mais eficazes.

acre_gestao

Além de seus próprios indicadores, o Sage utiliza o banco de dados do Sistema de Gerenciamento Escolar (Sige) e do Sistema Estadual de Avaliação Pedagógica (Seap).  “O programa possibilita aos diretores e gestores enxergarem a tempo os problemas”, disse a secretária de Educação, Maria Corrêa.  “O Acre é inovador no sistema de avaliação e acompanhamento. O interessante é o que o Sage apoia o gestor na tomada de decisões”, afirmou Susane Sousa, da Fundação Luis Eduardo Magalhães. Susane é mestra em gestão da informação e para desenvolver o software contou com apoio de especialistas multidisciplinares.

A apresentação do Sage foi feita pelo secretário-adjunto de Educação, Josenir Calixto, no auditório da SEE a diretores e gestores. O programa acompanha os dados relacionados à aprovação e reprovação; dias letivos; horas/aula; uso do espaço escolar; programas educacionais; resultados das avaliações externas. Além disso, facilita a comunicação entre a escola e a Secretaria de Educação com acompanhamento bimestral, consolidando informações de rendimento escolar por série, disciplina, turno e turma, ao mesmo tempo que traz um panorama geral dos resultados em relação ao indicadores definidos.

As dimensões da avaliação tem coordenação participativa da proposta pedagógica; gestão do espaço escolar; acompanhamento da freqüência dos alunos; orientação sistêmica dos plano de curso; acompanhamento dos resultados das avaliações internas; acompanhamento do processo de alfabetização;  acompanhamento e controle da carga horária, dos resultados externos e apoio ao desenvolvimento de práticas pedagógicas.  “Com o Sage, que se alinha a outros programas já implantados no Acre, acabou o achismo. Os diretores contam agora com uma ferramenta para saber o que realmente está acontecendo”, disse Lúcia Santos, diretora da Escola Luíza Batista de Souza, localizada no Conjunto Esperança, em Rio Branco. Lúcia foi  finalista do Prêmio Nacional de Gestão Escolar com os projetos “Mania de ler”,  “Funcionário também educa”, e “Aluno e turma nota 10”. (Agência de Notícias do Acre)

acre_gestao_2

Assuntos desta notícia


Join the Conversation