Bispo libera consumo de carne na Semana Santa para carentes

O bispo da Diocese de Rio Branco, Dom Joaquín Pertiñez, aconselha a penitência, mas admite que os cristãos que não têm condições de adquirir pescados estão liberados para comer carne durante a Semana Santa. “A igreja não vai matar ninguém e não quer que as pessoas sofram”, disse.
Economia-solidaria-7
A carne está liberada, desde que seja a única opção que a pessoa tenha na Quaresma. Neste período, como recomendação principal do jejum praticado pelos católicos está à privação do consumo da carne. O bispo, alerta, porém, que não adianta privar-se da carne e cometer outros pecados.

De acordo com Dom Joaquín existem outras formas de penitência que podem ser adotadas pelos católicos. Segundo ele, o sentido da quaresma está principalmente no sentido de fortalecer o espírito através das orações e entender o amor que Jesus Cristo tem por nós.

Nestes dias que antecedem a Semana Santa, nos mercados públicos da Capital, o quilo de peixe de escama, como tambaqui, está sendo vendido a R$ 9,00. O preço do peixe de couro está ainda mais salgado, varia de R$ 12,00 a R$ 13,00.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation