Governo homenageia professora Clícia Gadelha com inauguração de escola

“Essa homenagem é uma celebração por tudo que está acontecendo na Educação do Acre”, disse carregado de emoção o governador Binho Marques (PT), durante a solenidade de inauguração da Escola de Ensino Médio Professora Clícia Gadelha, localizada no bairro São Francisco, em Rio Branco.Escola-Clicia-Gadelha
Para o governador, o espírito do educador tem que estar presente na escola para que sirva de incentivo aos alunos. Foi esse o critério utilizado pelo governo ao escolher o nome de Clícia Gadelha para batizar o estabelecimento modelo de ensino. “A gente sente que a professora Clícia está aqui iluminando a todos com a sua presença”, enfatizou.

Além de imortalizar o nome da educadora, a obra concretiza o projeto de reordenamento do ensino público na Capital, iniciado em 1999, quando Binho Marques, então vice-governador e secretário estadual de Educação, constatou que a distribuição dos estabelecimentos não contemplava todas as categorias de ensino.

Com o reordenamento, as cinco regionais do município passaram a ter a mesma estrutura pública de ensino. Assim, a criança vai poder cursar o ensino infantil, fundamental e médio na mesma regional, sem a necessidade de se deslocar para os centros mais distantes, o que na prática era um convite à desistência.

De acordo com a secretária estadual de Educação, Maria Correa, de 2009 até ontem foram inauguradas 14 escolas deste porte na Capital e uma no município de Porto Acre. “A estrutura de todas elas é semelhante, tanto faz a escola estar localizada no Centro ou no bairro periférico. O alcance social deste projeto é muito grande”, garante.

O nome da escola é uma homenagem à professora Clícia Gadelha, nascida no município de Xapuri, em julho de 1939, e falecida em julho de 2007. Licenciada em Letras pela Universidade Federal do Acre, desde cedo adotou a carreira do Magistério trabalhando em diversas escolas de Rio Branco.
Dirigiu os então Departamentos de Ensino de Primeiro e Segundo Graus da Secretaria de Educação e Cultura. Foi membro do Conselho Estadual de Educação (CEE) e da Comissão Permanente do Vestibular (Copeve) da Universidade Federal do Acre. A professora faleceu em julho de 2007. 

Neta discursa
A professora foi casada durante 50 anos com o advogado Edmir Gadelha. Era mãe de cinco filhos – dois homens e três mulheres – e avó de três netos. A pedido de Edmir, coube a neta Bárbara Gadelha, 16 anos, discursar em homenagem à avó.

Bárbara destacou o amor de Clícia pela Educação e disse que a escola ganhou uma madrinha que de forma mágica ajudará os alunos a trilhar o caminho da educação de forma continuada.

A presidente do Conselho Estadual de Educação, Íris Célia Cabanellas, ressaltou a capacidade que Clícia tinha em emocionar as pessoas através das suas recitações literárias. “Além de uma grande professora de literatura, ela acima de tudo era solidária, gostava de ajudar as pes-soas”, revela.

Edmir Gadelha agradeceu o reconhecimento do trabalho realizado pela mulher. “Tenho certeza que ela receberia essa homenagem da mesma forma que eu estou recebendo. Ela amava a família e a educação”.

Beneficiar quatro bairros
Além do bairro São Francisco, onde está localizada, a escola Professora Clícia Gadelha, vai beneficiar outros três: Jardim Eldorado, Vitória, Chico Mendes. Tem ainda a comunidade da Estrada do Quixadá, que fica nas proximidades. O estabelecimento tem 12 salas de aulas, com capacidade total para 642 alunos. O investimento foi de R$ 2.331.209,04.

Para a diretora Dilma Margarete Rios de Oliveira, a comunidade saberá reconhecer o grande investimento feito pelo Governo do Estado. “Como uma grande educadora que foi Clícia Gadalha, certamente vai estar olhando pelos nossos alunos, e o que é mais importante, servirá de incentivo para todos eles”, concluiu.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation