Ministério vai avisar por e-mail data de vacinação contra gripe suína

O Ministério da Saúde anunciou nesta quinta-feira (4) que criou um sistema para avisar os cidadãos por e-mail sobre a data da vacinação contra a influenza A (H1N1), ou gripe suína. Para receber o aviso, será preciso se cadastrar no portal da pasta (www.saude.gov.br) a partir do dia 8 de março, data em que a imunização começa no país.

vacina

Na primeira etapa, que vai até o dia 19, a vacinação ocorre para profissionais da saúde e povos indígenas. Do dia 22 de março ao dia 2 de abril, serão imunizados gestantes, doentes crônicos (veja lista abaixo) e crianças de 6 meses a 2 anos. Jovens de 20 a 29 anos devem receber a vacina entre os dias 5 e 23 de abril; idosos (mais de 60 anos) com doenças crônicas, de 24 de abril a 7 de maio; e adultos de 30 a 39 anos, de 10 a 21 de maio.

Apenas os grupos mencionados acima, considerados prioritários para prevenção da doença pelo governo, serão vacinados. “Eles foram definidos em parceria com representantes de sociedades científicas, Estados e municípios e entidades de classe. Os critérios para definição levaram em conta as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), os dados epidemiológicos observados na primeira onda da pandemia no Brasil e a experiência dos países do Hemisfério Norte”, informa comunicado do Ministério. Idosos sem doenças crônicas só serão vacinados contra a gripe sazonal.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, espera que pelo menos 91 milhões de brasileiros sejam imunizados em dois meses.
Saiba quais as doenças crônicas consideradas para a vacinação:

• Obesidade grau 3 – antiga obesidade mórbida (crianças; adolescentes e adultos);
• Doenças respiratórias crônicas desde a infância (exemplos: fibrose cística, displasia broncopulmonar);
• Asmáticos (formas graves);
• Doença pulmonar obstrutiva crônica e outras doenças crônicas com insuficiência respiratória;
• Doença neuromuscular com comprometimento da função respiratória (exemplo: distrofia neuromuscular);
• Imunodeprimidos (exemplos: pacientes em tratamento para aids e câncer ou portadores de doenças que debilitam o sistema imunológico);
• Diabetes mellitus;
• Doença hepática (exemplos: atresia biliar, cirrose, hepatite crônica com alteração da função hepática e/ou terapêutica antiviral);
• Doença renal (exemplo: insuficiência renal crônica, principalmente em pacientes com diálise);
• Doença hematológica (hemoglobinopatias);
• Pacientes menores de 18 anos com terapêutica contínua com salicilatos (exemplos: doença reumática autoimune, doença de Kawasaki);
• Portadores da Síndrome Clínica de Insuficiência Cardíaca;
• Portadores de cardiopatia estrutural com repercussão clínica e/ou hemodinâmica (exemplos: hipertensão arterial pulmonar, valvulopatias, cardiopatia isquêmica com disfunção ventricular).

Campanha

A segunda fase da campanha publicitária do Ministério da Saúde sobre a vacinação contra a gripe suína começa a ser veiculada em todo o país nesta quinta-feira (4) e vai até o dia 14 de março. Em dois filmes diferentes, o ator Marco Nanini esclarece a população sobre o calendário da estratégia de vacinação e a definição dos sete públicos prioritários para receber a vacina.

Além da inserção em sites, serão distribuídos 100 mil cartazes e 1 milhão de folders com as datas em que cada grupo deverá receber as doses, além do reforço das medidas de prevenção que todos os brasileiros devem adotar no dia a dia. O material está disponível no site www.vacinacaoinfluenza.com.br.

Entre as principais mensagens para evitar a gripe suína estão a importância de lavar as mãos com frequência, de não compartilhar alimentos e objetos pessoais e de cobrir o nariz e a boca com um lenço descartável ao tossir ou espirrar.

No Norte e Nordeste, onde o período de chuvas concentra-se no primeiro semestre do ano, a campanha de públicitária voltada para prevenção de gripe pandêmica foi antecipada. As peças publicitárias começaram a ser veiculadas nessas duas regiões no dia 8 de fevereiro.(UOL)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation