Pular para o conteúdo

Idoso é expulso de casa, tem costela quebrada pelo filho e é preso

A prisão do trabalhador Francisco Valderlei de Assunção Rangel, 60 anos, ocorrida na tarde de terça-feira, 2, sob acusação de desobediência a ordem da Justiça, revoltou moradores do bairro Conquista.
Idoso
O mandado de prisão foi expedido pela juíza Olivia Maria Alves Ribeiro, que enquadrou Francisco Rangel na Lei Maria da Penha.

Segundo informações, Francisco foi casado por mais de 20 anos com Francisca Zuila Souza Rangel, com quem teve três filhos. Recentemente, a mulher decidiu que não queria mais viver na companhia de Francisco e o teria expulsado de casa.

A mulher decidiu vender a casa, mas Francisco alegou que se casou com separação parcial de bens e que quando casou já era proprietário da residência.
A disputa foi parar na Justiça e os filhos do casal teriam ficado a favor da mãe, ao ponto de um dos filhos ter espancado o próprio pai, chegando a quebrar uma costela.

A ex-mulher de Francisco o teria denunciado por ameaças e a juíza determinou que o mesmo mantivesse uma distância mínima de 200 metros da casa do casal.

Sem ter para aonde ir, Francisco foi convidado por um vizinho a ficar em sua residência até o problema ser resolvido.

Mas, a ex-mulher de Francisco procurou novamente a Justiça alegando que a casa em que o ex-marido estava hospedado ficava a menos de 200 metros.
Outro vizinho que mora na mesma rua ofereceu abrigo para Francisco e cedeu a área da casa para que ele dormisse.

Novamente, o filho de Francisco teria ido a residência em que o pai estava hospedado, o espancou e queimou o colchão em que ele dormia na área da casa.

Segundo vizinhos, a ex-mulher procurou novamente a Justiça informando que Francisco continuava morando a menos de 200 metros.

E dessa vez a juíza determinou a prisão dele por desobe-diência a ordem judicial. Assim, agentes da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) foram determinados a cumprir o mandado de prisão.

Revoltados, os vizinhos, que afirmaram conhecer Francisco há mais de 20 anos, realizaram um protesto afirmando que ele está sendo vítima da ex-mulher e dos filhos.

Um vizinho de Francisco afirmou que a vida dele foi de muito trabalho para sustentar os filhos e garantir um futuro seguro. “Todos os filhos de Francisco sempre estudaram em escola particular, e os que são adultos são formados em nível superior. Ele tem uma filha advogada. É um absurdo o que estão fazendo contra ele”, afirmou.

Uma vizinha e amiga de Francisco que o abrigou em sua casa contou que foi horrível vê-lo sendo espancado pelo próprio filho. “Foi uma cena muito triste ver aquele homem sendo espancado, humilhado pelo filho ao ponto de quebrar suas costelas, e tudo isso por causa de uma casa, de bens. Só estão fazendo isso porque ele não tem parentes no Acre, e sua família é somente os filhos”, lamentou a amiga.

Os moradores realizaram um abaixo assinado para entregar à Justiça e estão dispostos a testemunhar a favor de Francisco.

Na delegacia, Rangel chorou ao lembrar que dedicou sua vida à mulher e aos filhos e afirmou que perdoa o filho que o espancou. Entre lágrimas, o homem disse que seu maior pecado for amar sua família.