Jorge Viana ouve comunidades mais distantes sobre política e economia

O ex-governador Jorge Viana  visitou algumas das comunidades mais isoladas do Alto Juruá na semana passada. Ele saiu na quarta-feira de Cruzeiro do Sul de avião monomotor até a Foz do Breu, última comunidade de brasileiros na fronteira com o Peru, lugar onde o Juruá, que nasce no Peru, vira brasileiro e desceu o Juruá de barco retornando a Cruzeiro do Sul três dias depois.Visita-Jorge
Jorge viajou acompanhado do senhor Antonio de Paula, uma das pessoas mais respeitadas na região e símbolo da luta dos seringueiros no Juruá. Também o acompanharam o ex-prefeito de Marechal Thaumaturgo, Itamar de Sá e o prefeito  de Porto Walter, Neuzari Pinheiro, além de vereadores, dirigentes sindicais e lideranças comunitárias.

Para Jorge, visitar o Juruá é sempre uma experiência positiva, por se tratar de uma das mais ricas regiões da Amazônia. Ele lamentou apenas o fato de um dos seus habituais companheiros na viagem não ter podido participar da expedição deste ano. “Já estive nessa região várias vezes. A mais marcante foi quando, acompanhado do amigo Toinho Alves, no começo de 1988, subi o Rio Juruá, entramos no Rio Tejo e depois atravessamos a pé até o Vale do Rio Tarauacá, na cidade do Jordão. Eram tempos difíceis para aquele povo e foi a viagem que mais marcou a minha vida”.

As experiências comunitá-rias do Juruá animaram o ex-governador. Segundo ele, os altos rios do Acre,  são belíssimos lugares. “O povo vivendo e se agrupando em pequenas comunidades, compartilhando áreas de roçado e de criação. E vale ressaltar que o sistema educacional implantado pelo nosso governo, pensado e implementado pelo Binho nesses últimos 11 anos,  está promovendo uma verdadeira revolução na vida das famílias e na comunicação daquele povo. Alguns anos atrás, pouquíssimas pessoas escreviam bilhetes e cartas inteligíveis. Agora, fui portador de dezenas de cartas bem escritas, e que deixa os locutores das rádios na região sem condições de ler e comentar as inúmeras cartas”.

Jorge Viana aproveitou a visita também para ouvir as pessoas das diversas comunidades do Alto Juruá sobre seu futuro político e as eleições gerais deste ano. “Não é novidade para mim, mas as pessoas nos altos rios estão sempre muito bem informadas. Todos queriam saber sobre a sucessão do Lula, sobre a candidatura da ministra Dilma e muitos já se movimentavam em torno da possível candidatura do Tião Viana ao Governo do Acre. É impressionante o carinho, o respeito e o reconhecimento que as pessoas têm do trabalho do senador Tião Viana”.

Muitas perguntas foram feitas ao ex-governador e pré-candidato ao Senado sobre seu retorno à política. “Não tenho como negar: fui pressionado a voltar para a política. As pessoas querem que o Acre continue dando certo e que a política do Acre continue melhorando”.

Também conversou bastante sobre o desenvolvimento regional. “Nas dezenas de reuniões que fiz, me reuni com mais de 1.500 pessoas. Foram encontros emocionantes. Recebi o abraço de velhos amigos e o carinho de uma população que reconhece o nosso esforço de melhorar o Acre e de mudar para melhor a vida das pessoas mais pobres.

Segundo ele, a consolidação da economia florestal no Vale do Juruá, como contraponto ao desmatamento continua sendo uma das prioridades da FPA. “No nosso projeto está previsto a instalação de indústrias florestais e com isso teremos a geração de empregos, o uso da infra-estrutura que estamos terminando de implantar, como o asfaltamento e a construção de todas as pontes de Cruzeiro do Sul a Rio Branco, além de possibilitarmos  a implantação do manejo florestal comunitário, que fará uma revolução econômica nas populações ribeirinhas e nos povos da floresta da região”.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation