Canais de notícias exageram na quantidade de informações

Os canais de notícias da TV fechada, de uma vez por todas, devem se tocar que a capacidade de entendimento do ser humano observa certos limites. E que as suas transmissões têm como alvo pessoas normais. Os superdotados estão absolutamente fora de questão.

Não adianta forçar, insistir ou avançar no impossível.

Porque o modelo americano padronizou assim, verifica-se a existência ou a insistência no excesso de informações – às vezes 4 ou 5 notícias passadas simultaneamente – tornando cada vez mais difícil a missão do telespectador. Prender a atenção em qual?

Tem o apresentador falando, coberto ou não por um vídeo  em questão, mas com a imagem ainda poluída pelos caracteres no rodapé, geralmente se referindo a outros assuntos completamente diferentes. Isto, claro, quando não entram os indicadores da Economia, PIB, Selic, TJLP, inflação, valores de moedas, mercado de ações e outros do gênero.

Coisa de enlouquecer qualquer cristão. O que se exige é apenas algo mais simples e limpo.

Não há, com certeza, tanta necessidade de mostrar serviço.

Corta, corta
 O tempo em televisão é sempre muito cruel. E, no ao vivo, muitas vezes deixa os seus profissionais em situação difícil.
No “Bom Dia Brasil” de ontem da Globo, imediatamente após a interrupção da Fórmula 1, o que se viu foi uma repentina e apressada despedida do Renato Machado e equipe. O telespectador, que não é bobo, percebe.
 
Não precisava
 No domingo, o “Programa Silvio Santos” teve o seu momento “Pegadinhas Picantes”. Num quadro, também de “pegadinhas”, encheram de homens pelados, mostrando a parte de trás. Algo absolutamente dispensável.
Apelação pura. Tudo por alguns míseros pontos de audiência a mais.
Silvio Santos, de vez em quando, não tem respeito nem com os próprios telespectadores.
 
Dupla função
 Um novo curso está se iniciando para os jornalistas da Espn Brasil.
As aulas de edição de vídeo, Avid, são realizadas na DRC, rua Joaquim Floriano 733 – 8º andar, no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo.
Isto, para que não reste nenhuma dúvida sobre as informações aqui publicadas.
 
Desprendimento
 O “Pânico”, todo mundo sabe, tem ligações de sangue com a Jovem Pan.

Mas, sem fanatismo.
Numa matéria do Corinthians, levada ao ar no programa de domingo, em vez do Nilson César ou qualquer outro da casa, entrou a narração de um gol do José Silvério, que já foi de lá, mas agora – ou há muitos anos – está na rádio Bandeirantes.

Gato no telhado
 No barulho e onda do último carnaval, Flávia Noronha vai trocar o jornalismo e esporte da Rede TV! pela apresentação do “TV Fama”.
É o que está decidido e vem ao encontro de informações sobre mudanças no programa.
Certeza, no mais, é que o Nelson Rubens não sai.
 
Abriu caminho
 A repercussão provocada por Laura Fontana, a mini Lady Gaga, no “Qual é o seu talento?”, do SBT, levou a sua direção a apostar ainda mais em números com crianças.
A ordem é ter sempre uma se apresentando no programa, nas noites de segunda-feira. 
 
Em obras
 Silvio Santos está construindo 4 casas no Tamboré 3, na Aldeia da Serra, para as suas 4 filhas. Quase prontas, cerca de 90%. No meio delas, terreno de um quarteirão, ele tentou fazer um heliponto, mas o condomínio não permitiu.
Fica em frente à casa do Fábio Junior.
 
Interferência?
 Atores da Record, que participaram de “A História de Ester”, foram repreendidos, porque contrataram serviços de assessoria para divulgar os seus trabalhos. Isto, segundo a emissora, não pode.
Globo e SBT, quanto ao assunto, não têm nada a se opor.
 
Curto e fino
 “Meus caros, sobre ‘Roque Santeiro’ eu não posso dar nenhuma informação, pois já tinha deixado o projeto antes do Daniel Filho”.
O recado é de Aguinaldo Silva, já de volta da Europa e totalmente dedicado à sua nova novela na Globo, ainda sem título definido, que estreia no segundo semestre de 2011.

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation