Pular para o conteúdo

Esporte Espetacular

Domingo, o “Esporte Espetacular”, da Globo, exibe uma entrevista exclusiva com Roger Milla. O repórter Renato Ribeiro foi até Yaoundé, capital de Camarões, encontrar o herói da Copa de 90, que hoje é um senhor de 58 anos e ídolo na África.
 Na foto Renato Ribeiro; Roger Milla, Edu Bernardes (repórter cinematográfico) e o Rafael Pirrho (produtor).
Canal1-1504 

A disputa pelo futebol exige mais tranquilidade e pés no chão
É preciso muita calma nessa hora. A eleição no Clube dos 13 e a proximidade de nova licitação do campeonato brasileiro de futebol fizeram alguns setores se perder em entusiasmadas especulações, que só podem ser vistas como simples empolgação do primeiro momento. E nada, além disso. Pés no chão.
A Globo, hoje, é a dona do brinquedo e não existe praticamente nenhuma chance dele sair de suas mãos, se o produto em questão continuar sendo oferecido da mesma forma e tamanho, com todas as suas mídias reunidas num só pacote – TV, pay-per-view e placas, principalmente.

Não havendo a fragmentação, dificilmente a Record ou qualquer outra grande rede de televisão terá alguma chance de sair vencedora. A possibilidade de atender a tudo e de qualquer alteração no atual panorama estão próximas de zero.

O presidente Fábio Koff, como prometeu antes e depois da sua reeleição, promoverá uma disputa justa, mas é impossível enxergar outra emissora – que não seja a Globo – respondendo a todos os requisitos. Algo que exige investimentos muito mais altos do que o dinheiro – reajustado – a ser oferecido aos clubes.
À Record e às demais emissoras, o que pode interessar, a partir do campeonato de 2012, é a divisão deste bolo. Qualquer coisa diferente disso é devaneio. Viajar na maionese.

Esporte na Record
A Record acaba de fechar a transmissão dos Jogos da Juventude de Cingapura, que irão se realizar entre os dias 14 e 26 de agosto, reunindo atletas de 14 a 18 anos, competindo nas mais diversas modalidades.
Um evento do COI – Comitê Olímpico Internacional. Transmissão autorizada para as emissoras que detêm os direitos da próxima Olimpíada.
 
Constatação
O “Programa do Gugu”, agora num ritmo mais suave e próprio para as noites de domingo, passou a registrar médias de audiência bem interessantes.
O seu índice fechado de março foi 10,35. Perdeu da Globo – 24,51, mas ganhou do SBT – 10,11; Rede TV! – 6,09 e Bandeirantes – 1,54.
Nada mal.
 
É o seguinte
Necessário saber exatamente como funciona e quais os critérios da “recomendação de horários” na nossa TV.
No seriado CSI, Record, terça-feira, pouco mais de 9 da noite, foi mostrado um cadáver depois de passar por uma máquina de moer carne. Nos detalhes. Cena grotesca, de profundo mau gosto.
Está certo que é filme, ao contrário do programa “Na Mira”, TV Aratu – Bahia, que vai no real. Mas ainda assim, pode?

Se correr o bicho pega…
Há certo suspense sobre a data de estréia de “Ribeirão do Tempo”, novela do Marcílio Moraes, na Record.
O autor não fala nada, porque estratégia de grade não é com ele. Apostas divididas entre o final de maio ou até meados de junho.
Em ambos os casos existem riscos. E se o material gravado, não corresponder? Como consertar um trabalho de quase 4 meses? 

Não é por nada
“Uma Rosa com Amor” marcou média 7 na segunda e repicou na terça. Os seus melhores números até agora. Está chegando lá.
Também em decorrência de algumas ações que o SBT colocou em prática. O recente compacto, na tarde de sábado, certamente agregou um público novo.
 
Em compensação
A reprise de “A História de Ester”, na terça-feira, deu 4,2 pontos. Não foi por falta de aviso. No horário, 6 às 7 da noite, perdeu da Globo, SBT, Band e, em alguns momentos, da Gazeta.
Programação exige estratégia.
Numa dessas, já botaram o Pica Pau de sobreaviso.
 
Dá-lhe Boca!
Nova programação da Bandeirantes já tem o “CQC”, “La Liga”, “O Formigueiro”, “E-24” e uma novela.
Pelos meus cálculos, agora só falta o campeonato argentino.
 
Perspectiva
A partir de quarta que vem, o SBT vai estrear a série “O Mentalista” na faixa das 9 da noite.
Internamente, acredita-se, vem com todas as condições de mexer com a audiência no horário. Até pode ser, e no embalo do bom momento da novela.
 
Folga regulamentar
Tom Cavalcante tirou toda esta semana de descanso na Record e viajou com a família para os Estados Unidos. Está em Nova York.
Deixou programa gravado. Mas tudo dentro do previsto e combinado.
 
Comitiva
No final de maio, a Bandeirantes começará a embarcar a sua equipe da Copa da África.
A maior parte do pessoal, no entanto, só deve viajar na primeira semana de junho. Cerca de 150 pessoas.

BATE E REBATE

* Deborah Secco, longe da televisão, tem hoje uma das agendas de trabalho mais agitadas entre todos os artistas. Um evento atrás do outro. Dinheiro em caixa.

* Otávio Mesquita confirmado no Miss São Paulo e Miss Brasil, da Band.

* Importante lembrar: hoje tem a estréia de “O Aprendiz” na Record. O primeiro com o João Doria Junior.

* No ar, na Globo, as primeiras chamadas de “Passione”. Bem criativas.

* Direção da Record tem comemorado com euforia a nova fase de “Bela, a Feia”. Crescimento interessante.

* Pessoal da noite de São Paulo tem estranhado o sumiço do Reynaldo Gia-necchini. Desapareceu. Mas está em fase de nova novela.

* Terminou ontem, em Foz do Iguaçu, o encontro do comercial da Rede Globo.

* Domingo, final da Taça Rio, durante Flamengo e Botafogo, Alexandre Frota vai realizar um evento beneficente para o S.O.S. Rio.

* Jacqueline Dalabona aparece, amanhã no seriado “A Vida Alheia”, da Globo.

* Ela também está envolvida no “Clube de Líderes da GM do Brasil”, com apresentações em seis cidades brasileiras.

Chegou chegando
A jornalista Paloma Tocci, que trocou a Band pela Rede TV!, não ficará limitada ao programa esportivo diário  na hora do almoço.
Ela também terá uma participação importante no “Bola na Rede”, aos domingos, que passará por reformulação.

C´est fini
O transmissor da Band que atende o Vale do Ribeira só pega no tranco. Está velhinho, fraco. Potência nenhuma. Os canais das igrejas na região se mostram muito mais fortes.
Justo reconhecer: o “Casseta” de terça foi bem mais engraçado que o anterior. No pessoal, só o “Acarajete Love” poderia sobrar.
Por que a Globo não mostrou o Neto, como um dos maiores camisa 10, no lançamento do livro do Marcelo Barreto? Por que é da Band? Foi, no mínimo, deselegante.
Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!