Política local 24/04/2010

“A prefeita Leila Galvão apenas cumpriu o que dita a Lei Orgânica do Município”.

 Vereador Astério Moreira (PRP), sobre o vice Deurismar Campos não ter assumido.

 Aposte no cavalo
Diz um ditado árabe, que “o cavalo ganhou uma vez, é sorte. Ganhou duas vezes, é coincidência. Ganhou a terceira vez, aposte no cavalo”.
 Uma, duas, três, quatro, cinco seis greves estão pipocando na cidade contra o governo. Não é possível que só ele esteja certo e todas essas categorias erradas. Portanto, podem apostar que o errado no caso é o governo.

Não avança
O grupo de negociação governista até que abre discussões, mas, como não tem poder de mando, pouco do que é acertado por eles na mesa dos debates é cumprido na ponta.

Situação cômica
Este fato gera uma situação cômica na Aleac, onde a maioria da base do governo alega que não faz a defesa do governador Binho em represália ao seu pouco caso com os políticos.

Banho diário
Isso resulta que sobram apenas os deputados Moisés Diniz (PCdoB) e Thaumaturgo Lima (PT) a efetivamente mostrarem a cara na defesa do governo contra os duros ataques da oposição.

Fora uma zebra
A FPA quer ocupar todas as vagas permitidas para a Câmara Federal. Daí porque lança nomes que só por zebra ganharão como Leo Brito, Idésio, Alvanir, Jessé Santiago e Jai-ro Cassiano.

Seguindo a sugestão
O deputado federal Petecão (PMN) acha que no fervor da campanha o prefeito de Cruzeiro do Sul, Wagner Sales, vai apoiá-lo e explica: “foi ele que me mandou ser candidato ao Senado”.

Falando só
Tudo indica que o deputado Elson Santiago (PP) não emplaca sua tese de levar o partido para formar um chapão no PT. Os demais candidatos do PP são a favor de uma chapa puro-sangue.

Abrir a chapa
O PSB vai ser forçado a abrir uma vaga na sua chapa para a candidatura do deputado Zé Carlos (PTN), já que o PT e o PDT abrigarão os deputados Hélder Paiva (PR) e Dinha Carvalho (PR).

Informação confiável
É a informação de uma fonte que transita bem nos corredores reservados da FPA.

Nem de brincadeira
O deputado Delorgem Campos (PSB) tem razão em não abrir a boca para defender a prefeita Leila Galvão (PT) dos cerrados ataques: nunca teve espaço para nada na sua administração.

Boicote aberto
Pelo contrário, seu irmão, o vice-prefeito Deurismar Campos (PSB), sofre boicote aberto dela.

Zumbi político
Com o desastre que é a sua gestão em Acrelândia, onde há quase dois meses as escolas estão fechadas pela greve dos professores, o prefeito Carlinhos (PSB) virou um zumbi político.

Diabo da cruz
Para não se contaminarem com a sua impopularidade, os candidatos majoritá-rios da FPA estão fugindo da sua companhia em Acrelândia como o diabo foge da cruz.

O mínimo que se espera
O ano letivo já foi para o ralo. O estranho é o fato dos vereadores continuarem ao lado do prefeito Carlinhos e não decretarem seu impeachment. Essa omissão é algo bem estranho.

É bem possível
Por conta dos recursos contra a cassação do prefeito Nílson Areal (mera protelação jurídica) é possível que a eleição atípica para prefeito de Sena Madureira embole com a eleição normal.

Mantendo a dignidade
Mesmo neste período transitório, sem receber ajuda do governo como recebia seu antecessor, o prefeito Wanderley Zaire (PP) mantém a dignidade cumprindo tudo o que promete.

Reflexo na campanha
Pelo fato de nunca revelar o que me é contado em off é que tenho boas fontes. Figuras importantes do PSDB têm me dito que farão de conta que pedirão votos para Tião Bocalom.

Mágoa interna
O grande erro do Tião Bocalom (PSDB) foi viabilizar sua candidatura ao governo pisando na cabeça dos membros do seu partido, o que deixou seqüelas irreversíveis nas relações internas.

Faltou a aula
Tião Bocalom (PSDB) faltou à aula no Jardim da Infância da política na qual é ensinado que candidaturas majoritárias não se conseguem a qualquer custo, mas por meio da aglutinação.

São Bocalom
O único que vejo fazendo uma defesa do Tião  Bocalom é o deputado federal Sérgio Petecão (PMN), que acende incensos, canta mantras, reza terços e faz louvações diárias à sua figura.

Trabalho consistente
Pelo trabalho político consistente que vem fazendo não será demais prever que o deputado Walter Prado (PDT) pode aumentar muito a sua votação e se reeleger com tranqüilidade.

Pagar um preço
 Prado vai ter que pagar um preço por ter entrado na coligação do PT: o de não poder trabalhar para nomes a federal fora da aliança, fato que não ocorreu quando era do PSB.

Em análise
A presidente do PTB, Iolanda Lima, ainda analisa a possibilidade de sair candidata a deputada estadual, mas não decidirá antes de ter uma conversar franca com o senador Tião Viana (PT).

Seria bom
Seria positivo para os que pugnam por uma política séria e ética que o deputado federal Henrique Afonso (PV) disputasse a reeleição, por tudo de bom que seu mandato produziu.

Verdadeiras campanhas

O TRE deveria ficar de olho aberto para estes shows de cantores do movimento gospel no Estado, porque no fundo embutem uma campanha escancarada de candidatos evangélicos, que bancam tudo para aparecer durante os eventos e tirar dividendos políticos. Uma dessas candidatas costuma surgir nas apresentações e se debulhar em lágrimas. Não são lágrimas de fé, mas de alegria pensando em quantos votos vai ganhar com o presente dado aos irmãos.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation