Política local 28/04/2010

“Mamãe, não se assuste, isso é apenas um debate democrático.

Deputado Mazinho (PSDB), acalmando sua mãe, presente ontem na Aleac.

Sinal verde
O deputado federal Flaviano Melo (PMDB) disse ontem à coluna que da sua parte existe “sinal verde” para discussão do acordo político, pelo qual ele sairia candidato a deputado federal na coligação tucana, continuando com Rodrigo Pinto (PMDB) e Tião Bocalom (PSDB) como candidatos ao governo. O PMDB lançaria apenas um nome ao Senado e abriria seus palanques para a candidatura do deputado federal Sérgio Petecão (PMNB) a senador selando a unidade.

Consulta jurídica
Antes de se posicionar, o deputado federal Flaviano Melo (PMDB) fez uma consulta jurídica e recebeu como parecer que este tipo de alianças distintas no majoritário e proporcional é legal.

Aval garantido
Da parte do deputado federal Sérgio Petecão (PMN), garante que teve o aval do candidato ao governo pelo PSDB, Tião Bocalom, para abrir as conversas sobre a aliança.

Farpa palestina
O jurássico petista Lhé, me exibiu e não pediu segredo e-mail enviado ao governador Binho, nestes termos: “companheiro Binho, até quando nossas pontes vão cair e fazer vítimas”.

Cobrar respostas
“Esses meninos não fazem as coisas direito e depois ficam cha-teados quando eu cobro. Eu não estou nem aí, cobro mesmo”, desabafou Lhé, em adjunto ao e-mail en-viado ao governador.

Sobrou para Marina
Ao comentar a crítica da senadora Marina Silva (PV) ao Lula, por ter recebido o presidente do Irã, foi ferino: “quando se trata de receber os dirigentes de Israel, ela bate palmas, gozado”!

Falando de bombas
O deputado Ney Amorim (PT) alertou ontem em discurso, na Aleac, não duvidar que o deputado Mazinho (PSDB) coloque dinamite para explodir e derrubar a ponte do Caeté.

Olha a fleuma
Ney Amorim (PT) sempre primou por ser um cavalheiro no modo de tratar os amigos e até os adversários, por isso foi surpresa de todos vê-lo entrar na baixaria, que nunca foi a sua praia.

Não é preciso
E nem é preciso alguém colocar dinamite: a dita obra está com um de seus vãos e o pilar central detonados. Está interditada até para pedestres, tal a gravidade das fissuras sofridas.

Campanha antecipada
O TRE tem que tomar medidas preventivas para evitar abusos. A candidata a deputada estadual Telma Chaves (PT) estava em Porto Acre no última final de semana fazendo comício.

Com santinho e tudo
Em reuniões distribuiu um santinho em que aparece uma fechadura com um slogan garantindo que tem o poder de abrir as portas para os prefeitos carrearem recursos se for eleita.

Sem dificuldade
Se fiscais do TRE forem a Porto Acre não terão dificuldade em achar o santinho.

Não é bem assim
A deputada Idalina Onofre (PPS) diz estar pensando fazer um panfleto para divulgar seu trabalho já que a mídia não lhe dá vez. Não é verdade, é quem mais aparece da oposição.

Musa da mídia?
Raro o dia que abro os telejornais e não vejo a sua imagem. Quer ser eleita musa da mídia?

Ninguém faria
Cada dia eu fico mais convicto que, ninguém conduziria melhor a liderança do governo na Aleac que o deputado Moisés Diniz (PCdoB), até pelo seu modo irônico ao rebater a oposição.

Votaria nela
Não tivesse compromisso assumido votaria nela. Pela sua simplicidade, competência e qualidade que, por certo levará à Aleac, se eleita: refiro-me à candidata Nazaré Araújo (PT).

Isso é essencial
É simplória, piegas, a tese que temos que ter mulheres a qualquer custo na Aleac. Temos que ter mulheres, sim! Mas, ter mulheres que possam subir o nível do debate no plenário.

Pá de cal
Além de confirmar a cassação do mandato do ex-prefeito Nílson Areal (PR) nos dois processos que ele respondia, o TSE o deixou inelegível por oito anos, o que o impede de disputar eleição.

Parabéns ao TRE
Não fosse a mão forte do TRE, comandado pelo desembargador Arquilau Melo, prefeitos que se elegeram comprando votos, como Vilseu, Nílson e Juarez Leitão, não esta-riam cassados.

Medida acertada
Se a prefeita de Brasiléia, Leila Galvão (PT) e o marido Nelson Moreira (PT) dessa vez ajudarão a candidatura do Astério Moreira (PRP), ainda pago para ver, mas, se não fizerem é burrice.

Apanharam sem defesa
Leila e Nelson apanharam da oposição a valer sem ter um deputado que os defendesse.

Estrago feito
O deputado Moisés Diniz (PCdoB) reconheceu que o Fantástico fez um estrago na imagem do governo e foi sincero em reconhecer que os mamógrafos da rede pública não funcionam.

Nem choro e nem vela
Ficam apostando no sistema público da rede Aldeia de comunicações, cuja audiência é um risco que mal se vê, e quando estrago desta monta é feito, resta chorar e enterrar o defunto.

Força da mãe

Ontem, na Aleac, quando os debates começavam a ficar acirrados entre a base do governo e a oposição foi registrada a presença da mãe do deputado Mazinho Serafim (PSDB) no plenário. Foi como jogar água gelada na fervura: o tom desceu para o lado maternal, com vários oradores se revezando para acalmar a simpática velhinha que ninguém estava brigando com seu filho, e que as discussões eram naturais do parlamento. E a sessão acabou em calmaria.

 

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation