Política nacional 14/04/2010

“O objetivo é jogar uma ducha de água fria no entusiasmo”.

Senador Álvaro Dias, ao comentar a pesquisa que dá empate entre Serra e Dilma.

Lula se diz magoado com o ministro Ayres Britto
Lula está “muito ressentido” com um dos ministros mais admirados do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto, segundo um assessor palaciano. Como o nomeou, o presidente esperava que o ministro, um ex-filiado ao PT, atuasse como “líder do governo” no STF e no Tribunal Superior Eleitoral. Mas no TSE Ayres Britto atuou com independência e firmeza, inclusive multando-o por propaganda eleitoral fora de época.

Calou fundo
Lula não esquece, “nem perdoa”, diz o assessor, a frase de Ayres Britto sobre uma afirmação dele: “Ninguém é eleito para ‘fazer’ sucessor”.

Poço de mágoas
“O presidente não esquece quem o magoa”, diz o assessor palaciano, ao justificar ressentimentos que o chefe “levará para o túmulo”.

Prato servido frio
Vingativo, Lula considera “questão de honra” a derrota de adversários como Arthur Virgílio (PSDB-AM) e Agripino Maia (DEM-RN) em outubro.

Dr. Fantástico
Para Lula, armas nucleares a serem desativadas são como remédios que joga fora. Mas o santo remédio que ele toma precisa envelhecer…

Candidata Dilma…
Para tentar rivalizar com o tucano José Serra, político brasileiro que primeiro utilizou a rede social Twitter, a assessoria de Dilma Rousseff (PT) divulgou foto em que ela finge “twittar”: a página do computador fotografado à sua frente não permite esse tipo de ação. Curiosamente, Dilma finge “twittar” em ambiente Windows, enquanto sua assessoria faz lobby pelo “software livre”. E contra a Microsoft, dona do Windows.

Ele é Dilma
Seu nome é Marcelo Branco, mas pode chamá-lo de Dilma Rousseff: ele é o verdadeiro autor das mensagens que ela assina no Twitter.

Seguidores
Os seguidores de Dilma no Twitter já somam mais de 20 mil. Bem menos que os 198 mil que seguem José Serra, veterano na rede social.

Parou por quê?
A PF, que trabalhou muito este ano, pára em todo o país nesta quarta: acusa o Ministério do Planejamento de engavetar o aumento salarial. 

Julgamento adiado
Como antecipou esta coluna, o Supremo Tribunal Federal deverá adiar o julgamento da ação que pede a “revisão” da Lei da Anistia, previsto para esta quarta, por falta de quorum qualificado. Ficará para o dia 28.

Protesto armado
Liderados por sindicalistas ligados ao ex-governador Joaquim Roriz (PSC) e até ao deputado Geraldo Magela (PT), policiais civis fazem protesto nesta quarta, à tarde, na sede provisória da Presidência da República. Combinaram ir armados, usando coletes e viaturas.

Ainda abalado
Apesar da liberdade, o ex-governador Arruda preocupa os familiares, que prevêem uma difícil recuperação. Emocionalmente abalado, ele se recusa a receber visitas e tem frequentes crises de choro.

Engana que o PT gosta
O dr. Lourenço Vieira foi por alguns anos secretário de Saúde de Cruzeiro do Oeste (PR), na prefeitura de Zeca Dirceu (PT). Só que não era médico: acabou preso pela PF atendendo em Imaculada (PB).

Ai, meu garoto
O que diria vovô Brizola, que não engolia o “sapo barbudo”, do deputado Brizola Neto (PDT-RJ), para quem “onde houver um brasileiro empedernidamente reacionário, haverá um eleitor seu, José Serra”?

Moleza voadora
O governo Lula vai ajudar, por quantia não revelada, o governo de Gana, na África, a comprar um jato 190 da Embraer para sua Força Aérea. O vice-presidente John Mahama, exultou em Brasília com a moleza: dez anos para pagar a 2,5% anuais, e dois anos de carência.

Boa pra tucano
Nova pesquisa Vox Populi confirma a liderança de Teotônio Villela (PSDB) para o governo de Alagoas, com 39% contra 35 de R. Lessa (PDT). Para presidente, José Serra continua em alta no único Estado onde venceu em 2002: tem 46%, contra 32% de Dilma Rousseff (PT).

Perna, pra que te quero?
A deputada Eurides Brito (PMDB), que filmada enfiando dinheiro na bolsa, fugiu de um encontro com a turma do “CQC”, da Band, ontem. Até esqueceu de entregar sua defesa à comissão de ética.

Alegria obrigatória
13 de abril será Dia de Alegria Nacional na Venezuela, em homenagem à “revolução bolivariana” e ao “povo em armas”. Não dá idéia…

PODER SEM PUDOR

História de padre

Em 1973, os deputados estaduais Alencar Furtado e Maurício Fruet viajavam pelo interior do Paraná, num carro da Assembléia Legislativa, até que, tarde da noite, precisaram de um balseiro para atravessar o rio. O homem quis saber o que significaram as iniciais “AL”, na placa do veículo.
– Arcebispado de Londrina, meu filho – inventou Fruet – Sou padre e acompanho o bispo, que chegou de Roma. Vá lá pedir a bênção.
Alencar, que dormia, acordou xingando o homem. Fruet explicou a irritação:
– Ele soube que um padre aqui perto se meteu em histórias pecaminosas…
– Sei quem é – entregou o balseiro – Nunca confiei naquele padre safado!

Assuntos desta notícia

Join the Conversation