Dorival descarta jogar por regulamento no clássico

Vencedor do primeiro duelo das semifinais do Campeonato Paulista, domingo passado, no Morumbi, o Santos vai para o segundo e decisivo confronto diante do São Paulo, que acontece neste domingo, às 16 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro, com a vantagem de poder perder por um gol de diferença, que mesmo assim estará classificado para a decisão do Estadual.

Mas o técnico Dorival Júnior, assim como a maior parte dos jogadores do Peixe, descartou a possibilidade de o time jogar com o ‘regulamento debaixo do braço’. Para o treinador santista, a equipe deve manter a sua marca registrada durante toda a competição, que é o futebol alegre e ofensivo.

“Acredito que o Santos deva entrar para jogar como tem feito durante todo o Paulistão. Essa história de administrar vantagem não existe. Isso não faz parte dos nossos pensamentos. Isso só vai acontecer, se houver necessidade, nos últimos minutos do jogo”, comentou.

Ciente das qualidades de seu adversário e das dificuldades que devem se apresentar durante o clássico, Dorival espera que o Alvinegro Praiano saiba, desta vez, neutralizar os pontos fortes do Tricolor, impedindo uma pressão são-paulina, como aconteceu no segundo tempo da primeira partida semifinal, disputada no Morumbi, quando mesmo com um a menos, o São Paulo foi buscar o empate. A vitória do Santos, por 3 a 2, só foi confirmada com o gol do zagueiro Durval, aos 45 minutos da etapa complementar.

“Contra o Guarani (na goleada de 8 a 1, em casa, pelas oitavas de final da Copa do Brasil), por exemplo, marcamos e não demos espaço para eles criarem. Nós tomávamos a bola na intermediária e atacávamos. Temos que voltar a fazer isso contra o São Paulo, independentemente da capacidade do time deles. Nós precisamos tomar a iniciativa e voltar a jogar dentro das nossas características”, analisou Dorival Júnior.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation