Pular para o conteúdo

“Bonal é modelo para o país”, diz presidente nacional do Incra

O presidente nacional do Incra (Instituto de Colonização e Reforma Agrária), Rolf Hackbart, conheceu no Acre o projeto de assentamento mais ecológico do país: o Projeto de Desenvolvimento Bonal, localizado na BR 364. O Bonal tem dez mil hectares de área, sendo que apenas 186 são desmatados. O projeto produz por mês 20 toneladas de palmito e 4 toneladas de látex, além de 3 toneladas de castanha por safra.

bonal

Durante a visita o presidente nacional e o superintendente no estado, João Thaumaturgo Neto, entregaram 54 casas para os assentados, que somam com as 149 já existentes, inauguram um posto de saúde, o mercadinho e a sede do grupo de mulheres.

“São 186 mulheres que fazem parte desta associação e serão as primeiras acreanas a receber o Crédito Instalação Mulher no valor de R$ 2,4 mil para o incremento da produção familiar”, disse o superintendente.

Com o crédito, as mulheres vão adquirir máquinas para montar uma malharia e material para a fabricação de artesanatos, disse a presidente do grupo de mulheres, Sabrina Silva.

O presidente nacional do Incra, Rolf Hackbart, disse que o Bonal é um modelo para o Brasil porque além de ser um projeto de assentamento produtivo, tem desenvolvimento sustentável e preservação ambiental. Para os 186 hectares desmatados já está em desenvolvimento um projeto de criação de gado leiteiro, ovos e peixe. As outras áreas que foram desmatadas já foram reflorestadas com seringueiras.

O mercadinho inaugurado nesta sexta-feira pela cooperativa de produtores da Bonal, a Caeb, foi criado para atender as 203 famílias de cooperados, com a venda de produtos alimentícios a preços mais acessíveis que os praticados na região. (Agência de Notícias do Acre)

bonal_2