Prêmio incentiva os jovens a pensar em soluções para um mundo menos poluído

Receber de um dos líderes mais influentes do mundo o reconhecimento pelo desenvolvimento de projeto que seja capaz de oferecer à humanidade a esperança de um mundo menos poluído. É isso que vai acontecer com o estudante que vencer a principal disputa de ciência da América Latina para a juventude, o Prêmio Jovem Cientista. Realizado pelo CNPq, o concurso oferecerá uma premiação total de R$ 145 mil em cinco categorias, além de receber do presidente Lula a condecoração.

O tema da 24ª edição do prêmio será Energia e Meio Ambiente – Soluções para o Futuro. O objetivo é incentivar alunos do Ensino Médio, Superior e graduados a desenvolver pesquisas que conciliem energia e sustentabilidade, com a elaboração de projetos que reduzam os impactos no planeta durante os diferentes processos de produção de energia.

Entre as propostas de estudo estão fontes renováveis, não renováveis e geração de energia, desenvolvimento humano e uso de energia, efeito estufa, aquecimento global, Protocolo de Kyoto, poluentes e camada de ozônio e exploração sustentável dos recursos energéticos, entre outros. Além dos estudantes, orientadores e instituições de ensino também serão premiados.

O CNPq oferece todo o material necessário para ajudar os candidatos a elaborar seus projetos científicos. O Kit Pedagógico contém roteiros interdisciplinares, sugestões de exercícios e propostas de abordagens sobre o tema a ser pesquisado. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas pelo site www.jovemcientista.cnpq.br.  O material pedagógico também está disponível no portal.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation