Pescador morre após saltar de ponte no rio Andira e quebrar pescoço

*Marcos Fernandes sabia nadar, mas bateu a cabeça em um pedaço de pau ao saltar de uma altura aproximadamente de dez metros

O jovem pescador Marcos Fernandes da Silva, 27 anos, que residia no Conjunto Rui Lino II, saiu de casa na manhã de sexta-feira, 09, na companhia de um tio para ir à zona rural do município de Bujari comprar macaxeira e peixe para revender em Rio Branco.

pescoco

Segundo informações da dona de casa Aleluia Fernandes da Silva 47 anos, mãe da vítima, ele teria feito a primeira compra e havia conseguido vender tudo e por volta do meio dia retornou para comprar mais.

Ao chegar na ponte sobre o rio Andirá, no km 52 da BR 364, sentido Rio Branco/Sena Madureira o rapaz parou o carro e avisou ao tio que ia dar um mergulho no rio, pois estaria fazendo muito calor.

O tio ficou aguardando em um bar e Marcos Fernandes após saltar da ponte  nas águas do rio, informou ao tio que daria mais um mergulho.

Novamente o jovem subiu sobre a ponte e saltou dentro do rio, mas dessa vez não retornou.

O tio do rapaz estranhou a demora, foi até a margem e não encontrou o sobrinho, ficou aguardando por alguns minutos e suspeitou que Marcos teria encontrado algum pescador e teria descido o rio para comprar peixe.

Já era final de tarde quando o parente da vítima decidiu retornar para Rio Branco deixando a chave do carro de Marcos no bar e o recado que estaria o aguardando em casa.

Como demorou a chegar em casa, familiares de Marcos resolveram retornar a estrada saber o que havia acontecido.

Ao chegar na ponte encontraram a camionete estacionada no mesmo local em que foi deixada e com ajuda de amigos passaram a procurar o rapaz , mas devido a escuridão do local, eles teriam chamado o Corpo de Bombeiros e foram informados que somente seria possível realizar buscas no período da manhã.

Pescador morreu após saltar da ponte e quebrar o pescoço

Ao amanhecer, familiares de Marcos Fernandes realizaram buscas e encontraram o corpo do rapaz nas águas do rio preso a um tronco de árvore.

O corpo apresentava hematomas no pescoço o que levanta a suspeita que o rapaz morreu ao saltar da ponte sobre o rio e bateu a cabeça em um tronco de árvore quebrando o pescoço.

Na manhã deste sábado, 10, peritos do Instituto Médico Legal e auxiliar de necropsia, do IML, resgataram o corpo que foi levado para exame cadavérico.

pescoco1

pescoco2

pescoco3

pescoco4

pescoco5

Assuntos desta notícia

Join the Conversation