Pular para o conteúdo

Gazetinhas 04/05/2010

* Já é maio, gente boa.

* Na política local, o assunto no final de semana foi o assassinato do presidente da Câmara de Acrelândia.

* Típico crime de encomenda e de pistolagem.

* Não é de hoje que Acrelândia está despontando como terra-sem-lei.

* Em anos passados, foi aquele assalto à agência do Banco do Brasil, que deixou a cidade em polvorosa.

* No ano passado, arrombaram o fórum e levaram as armas que estavam sub judice.

* Sem falar na greve dos professores municipais que durou mais de 50 dias neste semestre.

* No caso da polícia, a Secretaria de Segurança precisa reforçar o setor.

* De outra parte, os moradores do município, a maioria migrantes, são trabalhadores, produzem e merecem viver com tranqüilidade.

* Correndo prazo até amanhã para a moçada tirar o título e dar seu primeiro voto nas eleições de outubro.

* Não é como o sutiã para as garotas, mas o primeiro voto é sempre marcante para exercer um dos direitos da cidadania.

* O prazo vale também para os que precisam transferir ou regularizar o título eleitoral.

* A propósito, a campanha nem começou, mas na web já se depara com a troca de chumbo entre os tucanos e petistas.

* Os tucanos estão mais agressivos.

* E a greve dos professores continua.

* Ontem, eles rejeitaram a nova proposta do governo e radicalizaram.

* Tá feio o trem.

* Gauchada está toda prosa nesses dias com o conterrâneo, o desembargador e presidente do TJ, Pedro Ranzi, como governador do Estado.

* Em tempo: responda depressa, leitor, por que o catarinense usa chapéu de abas largas?

* Final de semana daqueles com o diabo solto.

* Impressionante o número de crimes.

* De estarrecer o caso dessa mulher que foi morta a facadas pelo marido segurando o filho no colo.

* O que está havendo, heim?

* Passando aqui nos altos deste matutino o deputado federal Gladson Cameli.

* Veio participar do ‘Boca no Microfone’, na GAZETA FM 93, com os linguarudos Eliane Sinhasique e Nelson Liano Jr.

* Passando também o professor Itamar Zanin, diretor do Meta. para entrevista com a Degeane Santos.

* O tempo pirou. Quando se pensava que havia chegado o “verão”, voltou a chover e até agora nenhuma “friagem”.

* Todo mundo fazendo sexo depois que o ministro Temporão recomendou que é bom para a saúde.

* O bisa Osmir bem que tentou.