Gazetinhas 07/05/2010

* Parou tudo, parou por que?

* A onda de greves nos serviços públicos virou tsunami.

* Atualmente, é mais fácil enumerar as poucas categorias que não estão em greve do que as que estão rufando os tambores.

* Impressionante!

* Ontem, os professores ficaram de lavar ‘a roupa suja’ nas águas da fonte luminosa em frente ao Palácio.

* Tudo bem. Nada a opor a esses movimentos reivindicatórios. É um direito.

* Só tem um problema: como ficam os direitos da sociedade, dos contribuintes?

* No caso dos professores, greve até o final da Copa?

* Humm.

* E a moçada que precisa estudar para o Enem e o Vestibular?

* Já que tanto as lideranças como os representantes do governo ra-dicalizaram, chamem o Dunga.

* Outra questão que se coloca é até que ponto esse tsunami de greves influenciaria nos resultados das eleições de outubro(?)

* Segundo os analistas políticos mais perspicazes, em nada ou pouca coisa.

* Quando começar a campanha, estarão todos no mesmo palanque oficial.

* Ou não?

* Mesmo com as explicações dadas, os problemas burocráticos e, sobretudo, financeiros do programa Luz para Todos não estão resolvidos.

* O Governo do Estado e a bancada federal precisam cobrar providências do setor energético em Brasília.

* Só quem vive lá nos cafundós sabe o que significa ter ou não um bico de luz.

* A não ser que o James Cameron apareça por aqui e transforme o Acre em uma Pandora.

* Mas aí é preciso que todo mundo crie rabo para se conectar com as forças da natureza.

* A propósito, dois leitores de São Paulo, que acompanham as notícias do Acre pelo site deste matutino www.agazetadoacre.com, mandam e-mail pedindo o endereço do Doutor Raiz.

* Estão precisando urgentemente da garrafada e do xampu.

* Vai que é tuuua, Doutor Raiz!

* Ficam chamando os bons velhinhos para tomar as vacinas contra as gripes H1N1 e Influenza, mas em alguns postos já estão em falta.

* No posto da Vila Ivonete, anteontem, não havia mais nenhuma para amostra;

* no Barral y Barral, na Estação, a funcionária informou que restavam apenas 20 doses.

* Não pode. Tem que reabastecer.

* Buá! Buá! Buá!

* Chorando por que, corintianos?

* Quem mandou não ter um mínimo de competência para sacolar ‘aquele time’…

 

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation