Política local 1605/2010

“A pessoa prudente aproveita a sua experiência. A sábia aproveita a experiência dos outros”

John Collins

Comparação
Na disputa pela segunda vaga ao Senado será inevitável uma comparação: as gestões de Edvaldo Magalhães (PCdoB) e de Sérgio Petecão (PMN) como presidentes da Aleac. Nesse caso, as opiniões dos funcionários da Casa parlamentar acrea-na serão muito importantes para o esclarecimento dos eleitores.

Oposição, pero no mucho
Uma coisa é certa: alguns deputados oposicionistas vão votar em Edvaldo. As melho-rias na Aleac acabaram beneficiando todos os parlamentares sem distinção de partido. Têm ainda alguns oposicionistas que não votam no candidato Tião Bocalom (PSDB). Como o voto é secreto… 

Por outro lado
Petecão aproveitou bem os oito anos à frente da Aleac para ajudar muita gente. Quando presidente o seu telefone não silenciava um minuto. Com a maioria das ligações a cobrar era o celular 100% popular.   

Mapeamento
Outra questão essencial para definir o vitorioso ao Senado é saber qual dos candidatos tem o melhor mapeamento político do Estado. Na hora da batalha o auxílio dos vereadores será até mais importante que a dos prefeitos.

Começar de novo
O ex-deputado João Correia (PMDB) passou os quatro anos sem mandato distante da política. Agora, terá que recuperar o tempo perdido para mostrar que a sua candidatura é pra valer. A seu favor o fato de sempre ter sido um peemedebista tradicional que nunca roeu a corda. A sua postura ideológica sempre foi coerente.  

Afiado
Se o senador Tião Viana (PT-AC) for eleito para o Governo do Estado, o seu suplente, jornalista Aníbal Diniz, vai ter que suar a camisa. Tião foi considerado um dos melhores senadores da história do parlamento brasileiro. O próprio Aníbal sabe disso e, nas viagens ao interior, começa a dar demonstrações de que vai se esforçar para estar à altura do titular. Por isso, tem feito discursos tão afiados.
 
Recordar é viver
Os dirigentes da FPA engoliram em seco a perda da cadeira de senador quando Geraldo Mesquita Júnior (PMDB-AC) bandeou-se para a oposição. Agora, com o anúncio de que o senador não é candidato à reeleição, os dirigentes da FPA estão jogando duro para mostrar que a cadeira deve ser recuperada.

Sandálias
Quando o assunto é Geraldo Mesquita Júnior, a unanimidade de quem entende de política é que, ao renunciar a natural candidatura à reeleição, o senador demonstra de que vai mesmo se afastar do Acre. No mesmo dia que anunciou a sua saída do pleito voltou para Brasília.

Sinuca
Com manutenção da candidatura de Rodrigo Pinto (PMDB) ao Governo, o prefeito de Cruzeiro do Sul, Wagner Sales (PMDB) terá que inventar um candidato a deputado federal. Como uma liderança inegável das oposições do Juruá, o auxílio de Sales para eleger um federal do PMDB será essencial.

Possibilidade
Mas a solução pode estar dentro de casa. A sua esposa, deputada Antonia Sales (PMDB), teria cacife para encarar a disputa. A peruana é muito popular e querida em toda a região do Juruá. 

Boatos
Deputado federal Flaviano Melo disse que os boatos da desistência de Rodrigo Pinto foram criados pelos seus adversários políticos, que segundo ele, estão incomodados com a pré-candidatura do PMDB.

Livre
Flaviano Melo afirmou ainda que o PMDB está livre para apresentar dois nomes para o Senado, pois não fez nenhum acordo com os outros partidos da oposição. Mas ele garante que o partido está aberto às negociações.

Nova Geração
As candidaturas de Rodrigo Pinto (PMDB) ao Governo e de Leonardo Brito (PT) a deputado federal são pra lá de legítimas. Dois jovens acreanos querendo participar diretamente dos destinos do Acre. Já estava na hora do surgimento de novas lideranças tanto na FPA quanto na oposição.

Isolado
Quem decidiu pelo isolamento foi o deputado federal Henrique Afonso (PV). Logo após anunciar que não seria candidato ao Senado, ele simplesmente desapareceu. No meio evangélico comenta-se que sua renúncia vai lhe custar caro.

Rachaduras
Vereadores de Rio Branco começam a semana sem um local para trabalhar. O prédio da Câmara foi interditado parcialmente e o presidente em exercício, vereador Rodrigo Pinto (PMDB), decidiu suspender os trabalhos até que seja expedido o laudo do Corpo de Bombeiros.

Estica e puxa
Nílson Areal (PR) e Jairo Cassiano (PMN) ainda acreditam que podem retornar à Prefeitura de Sena Madureira. Eles aguardam apenas o julgamento de mais uma ação no TSE. O parecer deve ser divulgado esta semana.

Federal
Depois de não conseguir emplacar seu nome ao Senado, o ex-deputado federal Márcio Bittar (PSDB) vai lançar sua pré-candidatura à deputado federal, no dia 22 de maio, na Faao.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation