Política local 27/05/2010

“A Marina não tem o perfil para ser presidente da República”.

Frase do criador e ex-aliado, arcebispo Dom Moacyr Grechi.

Mordendo e abanando
O presidente do Sindicato dos Policiais Civis, Maurício Buriti, bate nos deputados e depois assopra. No ato grevista de ontem, não poupou críticas ao deputado Moisés Diniz (PCdoB). Em seguida ligou pedindo para fazer a ponte com o governo. Diniz foi curto: “não dá, você me quer de aliado me atacando?”. Não sabia que Diniz, da janela da Aleac, tinha ouvido o seu irado discurso.

Não quer voto
A candidata a presidente, Marina Silva (PV), não quer votos: indagada ontem num debate por representantes de Manaus e Porto Velho se disse contra a ligação asfáltica entre as capitais.

Não virão
O deputado Moisés Diniz (PCdoB) foi enfático ontem ao dizer que os dirigentes do sistema penitenciário não atenderão o convite do deputado Walter Prado (PDT) para irem à Aleac.

Quebrou harmonia
Como líder do governo, o deputado Moisés Diniz (PCdoB), esperava ser consultado.

Corda esticada
“Se não vierem o farei por convocação judicial”, foi a reação de Walter Prado.

Caiu na armadilha
O bom Dudé Lima, ao responder ao deputado Luiz Calixto (PSL) caiu na arapuca. É só esperar pelo capítulo de hoje a respeito da propriedade de um posto de gasolina.

Jogo pesado
Recomeçou a guerra. A candidata Antonia Lucia (PSC) tem pegado pesado em sua rádio contra o também candidato a deputado federal Jessé Santiago (PSB), sobre problema familiar.

Peso da máquina
O governo foi reconhecido à docilidade do presidente do Sinteac, Manoel Lima, e colocou a poderosa máquina da Educação em todos os municípios na sua campanha e o reelegeu.

Comemoração festiva
A derrota da chapa da professora Rosângela Castro foi comemorada pela cúpula da Educação.

Tudo sabe
Pouca coisa escapa à coluna. O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), insatisfeito com o desfecho, se ofereceu ao secretário-geral Osmir Lima para atender as demandas do PTB.

Comentário milionário
“Não será por falta de grana que a candidata Telma Chaves (PT) não se elegerá deputada estadual. O Gilberto Siqueira tem derramado carradas de dinheiro na sua campanha”. 

E-mail recebido
O comentário acima faz parte de e-mail recebido pela coluna, que suprimiu a parte pessoal.

Sem motivo
Sem motivo essa preocupação com a candidatura do Raimundo Cardoso (PT), porque por mais votado que for não deixará de disputar o rabagésimo (sic) lugar entre os suplentes do PT.

Cota do número
A candidatura do Cardoso está na cota dos que entram na campanha só para puxar votos.

Merece apoio
A ação da Procuradoria Eleitoral em denunciar e pedir punição aos candidatos que estão antecipando a campanha só merece elogios e apoio, para servir de exemplo aos demais.

Caras lambidas
Pisam na legislação e depois aparecem com a cara mais lambida criticando a Justiça Eleitoral.

No mínimo
Leio que o presidente do PSDC, Afonso, crê que seu partido elegerá dois deputados: Tarcísio Pinheiro e Edvaldo Sousa. No mínimo, ele fez desdém dos demais candidatos do PSDC.

Resultado inverso
Se forem somados os gastos com combustível das seis viagens do helicóptero e diárias de  secretários, o governo gastou mais que os recursos deixados na comunidade “Esperança”.

Visão de prefeitura
Quem ouviu ontem o debate com o candidato ao governo, Tião Boicalom (PSDB), na FM-93, sentiu ter ele noções gerais do Estado, mas, no cerne sua visão, é de prefeitura de Acrelândia.

Nova rodada
Hoje, Nelson Liano e Eliane Sinhasique vão sabatinar o candidato do PMDB, Rodrigo Pinto.

Comandante geral
O advogado Jonhatan Santia-go será o coordenador geral da campanha à reeleição do deputado federal Gladson Cameli (PP). É um moço preparado e com experiência política.

Cara limpa
O deputado Fernando Melo (PT) pode chegar de cara limpa para pedir votos no setor produtivo, porque basicamente sua atuação e emendas foram voltados ao meio rural.

Dedução majoritária

O bafão entre os jornalistas, ontem, na Assembléia Legislativa era sobre a notícia da tentativa de uma repórter beijar um deputado na marra em seu gabinete, sendo repelida de forma brusca com gestos de asco. Dedução majoritária a que chegaram nas discussões, os colegas que cobrem os trabalhos legislativos: ou o moço fez voto de castidade ou não gosta da fruta.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation