Política local 30/05/2010

“Eleição no Acre é algo circense: ganhando ou perdendo, a gente se diverte feito o diabo”.

Do livro de Antonio Stélio, “Aforismos de um Poeta do Envira”.

Implosão das letras
Todo professor deveria ler o artigo de ontem, em A GAZETA, da historiadora Fátima Almeida, com o título “Manipulação é Covardia”. Foi uma implosão da versão do “milagre educacional do Acre”. Não ficou pedra sob pedra. Com uma análise isenta, colocou o sistema de Educação, no seu devido lugar: uma falácia, cujas maravilhas só existem no mundo virtual das peças midiáticas na televisão.

Como certo
Dirigentes da FPA davam ontem como certa a cooptação do deputado federal Ilderley Cordeiro (PPS). A próxima meta, segundo boa fonte, é o ex-prefeito de Brasiléia, Aldemir Lopes (PMDB).

Nem precisa
Com candidatos tão fracos na oposição nem é preciso se partir para esse tipo de coisa.

Nem um centavo
Se me perguntassem o que acho do possível rompimento do PTB com a aliança puxada pelo PT, não demoraria na resposta: não aposto um centavo nesse divórcio.

A ninguém
É que o rompimento não interessa ao PT pelo tempo de televisão do PTB, e nem ao PTB, que, não tem onde conseguir o que postula para formar a parceria com os petistas.

Tudo sinaliza
As coisas caminham para uma vitória do senador Tião Viana (PT) na disputa do governo. Isso só não vai acontecer se houver um desses acidentes graves de percurso, até aqui não sinalizado.

Causar impacto
Não vou me ater à Saúde, porque é sua especialidade, mas, se de fato ganhar e quiser causar um impacto popular tem que dar um choque de ação na ineficiente Segurança Pública.

Muito mais
A PMRB terá muito mais impacto na ajuda aos candidatos majoritários da FPA que o governo.

Outro cenário
É idiotice vincular o cenário da eleição do senador Geraldo Mesquita (PMDB) pelo PT ao atual cenário, completamente diferente, no panorama das candidaturas postas ao Senado.

Outra história
Na eleição do Geraldinho a oposição se dividiu em três candidaturas de votos: Nabor Júnior (PMDB), Sérgio Barros (PSDB) e Márcio Bittar (PPS), e hoje, está restrita ao Petecão (PMN).

Comentário na baixada
O comentário mais corrente na baixada é sobre uma candidata a deputada que cantou uma bela cabo-eleitoral e por bem pouco não apanhou.

Disputa ferrenha
Os petistas Geraldo Pereira e Ermício Sena, candidatos a deputado estadual, travam uma disputa ferrenha pelos votos de Assis Brasil.

Polos distintos
Pereira é casado com uma integrante da tradicional família dos “Bessas”, que ocupou vários cargos públicos no município, e Ermício tem o apoio da prefeita.

Ganham muito
Ao invés do novo defensor público geral, Dion Nóbrega, querer ficar posando para a mídia deveria estar tratando de melhorar o atendimento ao público, já que ganham muito bem.

Longe do palanque
O PT está incentivando a candidatura de Chicão Brígido (PTB) a deputado federal, porque treme de pavor só em pensar na Zila Bezerra (PTB) subir no palanque da FPA no Juruá.

Desastre maior
Acham os cardeais petistas que Zila no palanque aumentaria o desastre do PT no Juruá.

Nem pensar
Os empresários cruzeirenses não querem nem pensar mais na idéia de importar verduras e legumes de Pucalpa, tal o prejuízo tomado, já que boa parte dos produtos estava estragado.

Vetada pela Anvisa
Um deles me disse ontem que o veto da Anvisa a toneladas desses produtos lhe deu um cano grande. Isso significa que no próximo inverno o tomate no Juruá passará de R$ 8 o quilo.

Leite de pedra
O Acre não tem nada de atrativo turístico. Quiça o “Bostal”, por isso, é de se ressaltar como positivo o trabalho do secretário Cassiano Marques, tirando leite de pedra.

Fora isso
Fora a sua brincadeira de vender o pacote que o Acre sediaria a próxima Copa do Mundo, é um dos bons secretários do atual governo. O que convenhamos, é uma mercadoria rara.

Mais dura

Volto insistir na necessidade da Justiça Eleitoral ser mais dura no combate a compra de votos, punindo exemplarmente quem antecipar a campanha eleitoral. Um fato que deve-riam atentar era para o que o candidato declara que vai gastar é a exteriorização da sua campanha. A maioria cita que gastará uma ninharia e coloca na rua estrutura para candidatura ao governo. É só prestar atenção!

Assuntos desta notícia


Join the Conversation