Política nacional 08/05/2010

“É a vontade geral”.

Presidente do Senado, José Sarney, sobre a aprovação do reajuste dos aposentados.

Na ECT, grampearam até carros dos diretores
Os carros oficiais de pelo menos três dos sete diretores da Empresa de Correios e Telégrafos foram “grampeados”, com GPS e escuta, e estão interditados para perícia da Polícia Federal. Curiosamente, os três carros eram dos diretores “de fora”, que não pertencem aos quadros da própria ECT. E revela a guerra fratricida pelo controle da estatal, que vive a mais grave crise de sua história. A ECT não quis se pronunciar.

Presidente na roda
Foram encontrados escuta e rastreador em carros oficiais de Carlos Henrique Custódio, presidente da ECT, e de outros dois diretores.

Marcado para morrer
O diretor de Operações, Marco Antonio Oliveira, um dos monitorados, é perseguido desde que fez um relatório identificando as falhas da ECT.

Parentesco
Também grampeado, o diretor de RH Pedro Magalhães é irmão de João Magalhães (MG), deputado enrolado na operação João de Barro.

Clima de terror
Sindicalistas denunciam um clima de “caça às bruxas”, perseguições e retaliações, na ECT, desde a posse do atual presidente da estatal.

Militar pró-Dilma…
Alvo da ira de militares por apoiar em seu blog a candidata petista Dilma Rousseff, o capitão do Exército Luís Fernando Ribeiro, 32, será investigado pelo Ministério Público Militar, por suposto “crime militar”. No blog, ele aparece abraçado a Tarso Genro, candidato petista ao governo gaúcho. Ribeiro é pré-candidato a deputado federal pelo PT e alega “perseguição política”. Ironiza: “vou pedir asilo político ao Lula”.

Novas idéias
O capitão Luís Fernando Ribeiro diz que a sindicância dele, iniciada em 2009, “foi arbitrária”. Ele defende o ingresso de gays no Exército. 

Continuidade
O milico petista diz que apóia Dilma pela “manutenção da estratégia de Defesa” de Lula e condena os “radicais” que rejeitam a ex-guerrilheira.

Meu paipai!
A grande novidade da ciência esta semana é que muitos humanos têm DNA de Neanderthal, nosso ancestral pavoroso. Alguém duvidava?

Acertando as contas
O presidente do Tribunal de Contas da União, ministro Ubiratan Aguiar, convocou reunião, terça, às 10h, com os prefeitos das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, respectivos governadores, órgãos federais envolvidos etc. Tudo para acertar os ponteiros das contas públicas.

Vão-se os anéis…
Viúva de Roberto Marinho, Lily Marinho, 87, vai leiloar nesta segunda (11), suas magníficas jóias na Sotheby’s, da Suíça. Para a Tribune de Genève, ela é a “primeira-dama’’ do Brasil. D. Marisa, que nada…

Mês das mães
Lula deve decidir até o final do mês o destino do terrorista italiano Cesare Battisti. A tendência é mantê-lo no Brasil. Nesse meio tempo, visita no Irã o “cumpanhêro” porralouca Ahmadinejad. Só bomba.

Tortura chinesa
Estressados, o ex-governador do DF José Roberto Arruda e o ex-vice Paulo Octavio freqüentam, em horários diferentes, o médico Francisco Souza (Chico Agulha), craque em acupuntura, na 613 Sul, em Brasília.

Bueno, pero…
Coube ao diretor de Itaipu, Jorge Samek, avisar na imprensa paraguaia que tão cedo não sai a linha de transmissão financiada pelo Mercosul. Mas prometeu um adiantamento. Ou seja, vai furar nosso bolso.

Gatos escaldados
Em reunião recente com as empreiteiras, sobre obras em aeroportos, o ministro Nelson Jobim (Defesa) e o presidente da Infraero, Murilo Barboza, deixaram claro que não colocariam suas assinaturas em contratos, especialmente os aditivos, o favorito das construtoras.

Mau exemplo
Na Bahia, a Caixa não está nem aí para a lei dos 15 minutos. São até 3h20 para abrir uma conta, sem falar em terminais quebrados. O Banco do Brasil usa cadeira e ar condicionado para amenizar o desrespeito.

Que informação?
Ainda bem que o Brasil não está em guerra com o Paraguai. A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) passou os últimos dias mobilizada na Semana das Mães. Já não se faz araponga como antigamente…

Pensando bem…
…a candidata Dilma precisa aprender com o “companheiro” Chávez: o tiranete ganhou 223 mil seguidores em sete dias no Twitter.

PODER SEM PUDOR

Derrota da gramática

Candidato a vereador de Murici, terra do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), Fláusio Silva Santos sobe ao palanque e apela:
– Meu povo, vote neu!
O candidato José Correia, amigo de Fláusio, mas amante da gramática, interrompe bem alto:
– Não é “vote neu”, é vote em mim!
– Nada disso, meu povo! Vote neu mesmo, porque o Zé Correia já tá eleito! – alertou o desconfiado Fláusio.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation