Bandoleiros soltos

Este assalto aos caixas eletrônicos instalados na Fundação Hospital não foi o primeiro. Nem será o último, se medidas de segurança não forem tomadas para conter a ação dos bandoleiros. Impressiona a facilidade com que eles agem, como se fosse no Velho Oeste.

Dirão alguns, dando de ombros, que o problema é da instituição bancária, que terá de arcar com os prejuízos. Não é bem assim. Este tipo de ação, que vem se repetindo com freqüência, como ocorreu, recentemente, com outro posto instalado nas proximidades da Ufac, revela uma situação de insegurança pública, que precisa ser combatida.

Evidentemente que assaltos são ocorrências difíceis de serem combatidos. Porém, é possível preveni-los, primeiro com o reforço do sistema de segurança nesses locais. Depois, com um trabalho incessante e de inteligência de investigação por parte das polícias para identificar essas quadrilhas que agem à vontade na cidade e mesmo já nas sedes dos municípios. Sem contar os assaltos a residências particulares e a casas comerciais.

Ainda na semana passada, o governo fez a entrega de uma série de equipamentos para as polícias. Uma medida necessária e louvável. Agora, precisa cobrar empenho e resultados no combate à criminalidade que está fincando raízes profundas no Estado, com este tipo de assalto e com o narcotráfico.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation