Campanha para alertar trabalhadores sobre os ricos do cigarro a saúde

A equipe da Promoção de Saúde do SESI está percorrendo desde o começo de maio as indústrias acreanas com o objetivo de divulgar os malefícios provocados pelo cigarro. Folders e cartazes são distribuídos nas empresas na tentativa de sensibilizar os fumantes a abandonarem este vício, que compromete não só a saúde de quem faz uso do cigarro, mas de todas as pessoas que convivem com ele.

– Existe um número altíssimo de fumantes nas indústrias. E isso é um fator prejudicial para todos. Geralmente os colegas de fumantes reclamam que, de alguma forma, o cigarro os incomoda – disse a coordenadora da Promoção de Saúde, Niliane Vidal.

15 indústrias já foram visitadas pela equipe. A campanha segue até o dia 31, Dia Internacional Sem Tabaco, quando será realizada em Rio Branco, pela Secretaria Municipal de Saúde, uma mobilização em frente à Prefeitura de Rio Branco com o intuito de alertar a sociedade.

A Promoção de Saúde do SESI está em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e também com a Secretaria Estadual de Saúde na realização de várias atividades ligadas ao tema. Até o fim do mês palestras deverão ser ministradas na Eletroacre e na Emurb. As datas ainda não foram confirmadas.

Segundo dados divulgados durante o 3º Seminário de Saúde do SESI – “A indústria preservando a vida”, realizado em abril, o Acre é o 6º Estado brasileiro em número de fumantes e Rio Branco é a 1ª capital com maior índice de usuários do sexo feminino.

A informação dada pela enfermeira Priscila Miranda, do SESISAÚDE, alarmou o público presente no auditório da Casa da Indústria. – Sempre nos deparamos com industriários que sofrem algum tipo de problema ocasionado pelo uso do cigarro, bebida alcoólica ou drogas ilícitas quando fazemos visitas às empresas. Por isso, tivemos várias solicitações para realizar palestras sobre esse tema – informou Miranda. (Assessoria)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation