CNI elegeu, nesta semana, sua nova diretoria

Brasília – A Confederação Nacional da Indústria (CNI) realizou no dia 12 de maio, a eleição da usa próxima diretoria. O presidente eleito é o da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), Robson Braga de Andrade. Ele encabeçou a chapa da nova diretoria, formada por consenso. Ele será empossado oficialmente na presidência da entidade no dia 29 de outubro próximo para um mandato de quatro anos, renovável por mais quatro, em substituição a Armando Monteiro Neto, que está no segundo mandato.

A chapa da futura diretoria da CNI, com 28 integrantes, tem como primeiro vice-presidente o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Paulo Skaf; como diretor financeiro o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP), Francisco Gadelha, e como diretor secretário o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG), Paulo Afonso Ferreira. O presidente da FIEAC, João Francisco Salomão é o segundo diretor financeiro da CNI..

Participaram da votação, os 27 presidentes de federações de indústrias dos estados e do Distrito Federal ou delegados por eles indicados, no edifício-sede da CNI, em Brasília. 

Robson Braga de Andrade será o 13º presidente da CNI, fundada há 72 anos. Mineiro de São João Del Rey, 61 anos, engenheiro mecânico formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), industrial do setor de equipamentos, é o segundo vice-presidente da CNI e preside o Conselho de Assuntos Legislativos da entidade. Está no segundo mandato na presidência da FIEMG.

O próximo presidente da CNI preside a Orteng Equipamentos e Sistemas Ltda, empresa sediada em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, que produz equipamentos para os segmentos de energia, petróleo, gás, mineração, siderurgia, saneamento, telecomunicações e transportes. Segundo o jornal Valor Econômico, a Orteng obteve um faturamento de R$ 600 milhões no ano passado e tem a Petrobras como um dos seus principais clientes. (Assessoria Fieac)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation