Maanaim Amazônia completa 3 anos de pioneirismo no turismo acreano

Para construir um mundo melhor é preciso remodelar as atuais atividades econômicas até um modelo sustentável de fazer negócios. Pensando assim, surgiu a Maanaim Amazônia Eventos & Turismo Sustentável, executando idéias pioneiras e assumindo o mais puro compromisso com o meio ambiente do Acre. Hoje, dia 7 de maio, a empresa completa 3 anos de pioneirismo e fomento ao potencial turístico local com a devida segurança. Uma prova real de que é possível investir, e bem, nas políticas ecológicas.

Criada para ser pioneira em turismo receptivo (lançar o Acre como pólo turístico para fora), a Maanaim funciona sob dois segmentos: organizar eventos corporativos e traçar rotas baseadas no eixo Amazônia – Andes – Pacífico. De acordo com o idealizador de tudo isso, o diretor João Bosco Nunes, a maior proposta da empresa é expor a riqueza exótica da cultura, da história e das rotas acreanas, sempre levando em conta a adoção de modelos sócio-ambientais e baseando-se na exclusividade de passeios.

“Hoje, o Acre tem uma malha aérea e terrestre bastante consolidada. Temos duas rotas de entrada, uma internacional (pelo Peru e pela Bolívia) e outra nacional (Brasília, São Paulo, Fortaleza, Cuiabá e Porto Velho). Portanto, a nossa visão é fazer com que este turismo, tão rico e acessível, se desenvolva a um patamar cada vez maior”, comentou. 

Nestes 3 anos de missão, alguns aspectos destacam a atuação da agência, tais como o turismo vivencial (o visitante convive com cotidiano dos moradores locais), o trabalho com grupos pequenos, preservação histórica e a qualidade/compromisso sustentável dos parceiros. Contudo, acima de tudo que já foi feito, os planos para novos projetos é o que mais garante um futuro promissor não só à empresa, como também ao turismo regional.  

Para tanto, a Maanaim possui 8 rotas turísticas locais e internacionais: na APA do Lago do Amapá (apelo histórico); Caminhos Chico Mendes (rever a trajetória do herói); City Tour por Rio Branco; River Tour pelo Rio Acre; sobrevôos pelos geoglifos; Caminhos da Integração (pelo Peru, Bolívia e Estrada do Pacífico) e os Caminhos das aldeias e da biodiversidade (único com parceria junto às tribos indígenas locais). Além destes, a rota Caminhos da Revolução, no Seringal Bom Destino, será em breve reativada.

Segurança – Outra grande preocupação da agência é em relação à segurança de pas-seios. Conforme João Bosco Nunes, a Maanaim é uma das 288 empresas em todo o Brasil que adota o programa Brazilian Adventure do Sebrae, Ministério do Turismo e Abeta. Na região Norte há apenas 10 adeptas do programa. Trata-se de um selo de garantia que assegura que as rotas oferecidas pela empresa são estritamente dotadas dos aparatos e critérios de segurança. “E este é um dos nossos maiores orgulhos”, concluiu João.

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation